É preciso ter um encontro pessoal com Jesus

É necessário entrar para a escola dos apóstolos de Jesus Cristo, ninguém pode evangelizar sem antes se submeter ao senhorio do Senhor. É necessário ouvir e se submeter ao Mestre. Os apóstolos passaram pela escola de Jesus. O discípulo que não quer se submeter ao Senhor jamais será discípulo d’Ele, porque ficará preso ao seu orgulho.

É preciso que hoje você saia da sua acomodação pessoal. Se você pensar que esta é uma retomada apenas para os bispos, para outras pessoas ou para a Canção Nova, isso não é verdade. Se você assumiu o seu batismo, você também é chamado a ser discípulo.

Discípulo é todo aquele que teve um encontro pessoal com Jesus. O discípulo é aquele que se deixa ser transformado e renovado por Ele. É aquele que experimenta a mudança na sua vida. Aquele que se deixa ser conduzido pelo Espírito Santo de Deus, e se coloca como quem reconhece que só Deus pode mudar a sua vida. Todo discípulo nasce do encontro pessoal com o Senhor.

Meditemos o Evangelho de São João 1,35-42

Os discípulos correram atrás do Senhor e ficaram com Ele; mas, se hoje você tem se afastado d'Ele, é porque ainda não teve um encontro verdadeiro com Ele. E isso significa que você precisa buscar uma experiência forte, marcante e única com Ele. E essa experiência tem de ser diária. E por essa razão a Canção Nova tem vivido a experiência do "reinflama o carisma que há em ti".

Se você fica só naquela experiência que fez lá atrás, você vai ficando desanimado, e vai acabar abandonando o Senhor. É neste encontro pessoal diário com o Senhor, que Ele vai nos animando e nos dando força e coragem. Nós precisamos permanecer com Ele. E esse encontro não pode estar baseado em pessoas, pois ele [encontro] nos remete aos outros e não permanece em nós mesmos, ao contrário, faz com que animemos os outros a também ter um encontro com Deus. Não atraímos ninguém para nós mesmos, mas os levamos ao encontro com Cristo. No entanto, quem fica preso aos pecados passados, não consegue ter esse encontro. Todos aqueles que tiveram um encontro com o Senhor não ficam olhando para trás, porque ao se encontrarem com o Mestre, as pessoas são renovadas e transformadas. E assim investem suas vidas no Senhor.

Será que você não está investindo seu encontro em pessoas, em bens materiais?

Temos de reconhecer que não nascemos para ficar presos às pessoas ou ao passado. Precisamos nos deixar ser alcançados pelo Senhor, deixando que Ele fixe os olhos em nós. Portanto, peçamos: “Senhor, dai-nos a graça de ter um encontro pessoal Contigo”.

Se nós tivermos um verdadeiro encontro pessoal com o Senhor, não vamos desistir de caminhar com Ele por causa dos padres, das pessoas, da mídia ou porque nada muda em nossas casas. Essa experiência precisa realmente ser atualizada em nossas vidas, temos de nos recordar todos os dias do nosso encontro com Ele. Se todos realmente entendêssemos o que é esse encontro pessoal com Cristo, não teríamos tantas pessoas indo para outras religiões e seitas.

Repita: “Eu fui alcançado por Jesus Cristo”. A marca desse nosso encontro tem de ficar imprimido em nós para sempre. Assim como o apóstolo Paulo dizia que no dia em que ele estava indo para Damasco e se encontrou com Jesus Ressuscitado, apesar de seus pecados passados, o Senhor o quis. E depois disso, não vemos em nenhum momento esse grande homem de Deus desanimado, porque entendeu que ele não pertencia mais a ele mesmo, mas sim, a Jesus Cristo.

No entanto, nós nos esquecemos facilmente daquilo que o Senhor realizou em nós, e damos chance ao pecado. Quem teve este encontro pessoal com Cristo se deixa conduzir pelo Espírito Santo. Mas se você tem se deixado desanimar, ou sido tomado pela tibieza, é porque você não tem pedido o poder do Espírito Santo na sua vida. Este encontro pessoal tem de ser diário: Um encontro forte, marcante e decisivo. Quem não se submete ou não pede essa graça, nem atualiza a vida nova, – que só o Espírito Santo pode dar –, vai cair no desânimo e ter medo. É preciso submeter nossa vontade ao poder de Deus.

Precisamos retomar hoje o nosso ser discípulo. Decidir entre ser de Deus ou continuar no pecado, pois as duas coisas não se misturam, e quem vive sem tomar essa decisão vai se arrastando no desânimo. O pecado quer fazer isso com você, fazê-lo retornar ao próprio “vômito”.

É preciso atualizar, dando vida nova a esse encontro com Jesus, e para que isso aconteça temos de pedir o Espírito Santo, que é o único capaz de nos fazer permanecer firmes em Deus. Temos, irmãos, que buscar o Senhor com afinco e disposição.


Padre Reinaldo Cazumbá


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo