Educar os filhos para Deus

Márcio Todeschini
Foto:Claudio Allan/ Fotos CN
Abra a sua Bíblia em Coríntios 4, 14-16:

“Isto vos escrevo, não com a intenção de vos envergonhar, mas para vos exortar como a filhos queridos. De fato, mesmo que tenhais milhares de educadores em Cristo, não tendes muitos pais. Pois fui eu que, pelo anúncio do evangelho, vos gerei no Cristo Jesus. Portanto, eu vos peço, sede meus imitadores”.

Deus nos ama com um amor infinito e único. E quer que nós sejamos como Ele, que amemos como Ele. O Senhor quer nos dar uma vida nova, mas é preciso que façamos a nossa parte. Precisamos encarar o nosso passado, mexer nas coisas que ficaram entulhadas lá atrás. Porque, mesmo nas situações de profunda tristeza, Deus não nos abandonou. Somos nós que tentamos abandonar o Pai do céu.

Quando compreendemos isso, quando temos o nosso encontro pessoal com Jesus Cristo, conseguimos ser pessoas melhores e verdadeiros cristãos. Foi isso que aconteceu comigo, como alguns já tiveram a oportunidade de conhecer meu testemunho. Fracassei no meu primeiro casamento, mas eu tinha no meu coração uma grande vontade de construir uma família. Eu sofri e fiz as pessoas sofrerem, precisei me reconciliar com a minha história. Aqui na Canção Nova, a chamamos de “história de salvação”. Espero que você se deixe encontrar com Deus nesta tarde.

Eu vim para a Canção Nova livre, não sabia se iria me casar – apesar da vontade -, se iria ser celibatário, padre… Conheci minha esposa, Eliete, pouco tempo depois. Ao vê-la, tive calafrios e me apaixonei. Algo que pensei que nunca mais conseguiria fazer. Entreguei tudo nas mãos do Pai, apesar de brigar com Ele por ter me apaixonado de novo, pois achava que não estava preparado. Mas, de qualquer forma, eu queria viver minha vocação.

E aí está uma das muitas belezas de Deus: Ele não quer ninguém pronto. Ele capacita os escolhidos e derrama a Sua misericórdia sobre ele. E você é o escolhido, nesta tarde, não importa o que você tenha feito e vivido. Deus é tão bom que realizou o meu sonho de ter uma nova família.

Por que isso aconteceu? Porque eu abri meu coração para Ele e deixei-O fazer Sua obra. Hoje, meu filho completa dois anos de idade. Eu só agradeço ao Senhor por isso. Temos um grande desafio na nossa casa: gerar o nosso filho em Cristo Jesus.

As crianças imitam os pais. Logo, a responsabilidade nossa é muito grande. Nossas escolhas e nossas renúncias vão fazer toda a diferença na educação de nossas crianças. Temos, sim, que nos preocupar com a casa, com a roupa, com os estudos de nossos filhos, mas precisamos, antes de tudo, nos preocupar em dar Deus a eles.

"Transmita Deus para o seu filho porque senão o mundo vai transmitir outras coisas para ele"
Foto: Claudio Alan/ Fotos CN

Quem quer ter filho precisa ter tempo para dar atenção a ele. Aquilo que nós semearmos nele será o que ele vai dar para nós e para as outras pessoas. Precisamos de uma pedagogia inspirada no Senhor para ensinar os nossos filhos a serem pessoas centradas na vida.

Transmita Deus para o seu filho porque senão o mundo vai transmitir outras coisas para ele. Daí, talvez, seja tarde demais. E para comprovar isso a atualidade está aí. Se não foi assim até hoje, comece agora! Rezar e ler a Palavra em família são coisas fundamentais para a sua felicidade e a de seus.

Transcrição e adaptação: Ariane Fonseca


 Adquira essa pregação pelo telefone

(12) 3186-2600


Márcio Todeschini


Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo