Eis o homem! Eis aí Sua Mãe!

Diácono Nelsinho Corrêa
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

Hoje, é um dia muito especial para a Igreja, pois todos nós meditamos o mistério de amor do Senhor por nós. A Palavra de Deus nos apresenta, em João 19, o diálogo entre Jesus e Pilatos.

Vimos a manifestação da força do Senhor em Sua humildade, porém, mesmo sendo Rei, simplesmente Ele se colocou no lugar de servo, doando-Se inteiramente por amor. Os relatos dizem que Pilatos não queria matar Jesus, porém, mandou açoitá-Lo e, depois, apresentou-O ao povo. Os soldados romanos bateram muito n'Ele, zombaram d'Ele e O humilharam profundamente.

Depois disso, Pilatos apresentou Jesus à multidão, como vimos em João 19,5, dizendo: "Eis o homem!". Nosso Deus é um homem humilhado, surrado, que se fez um de nós por amor. Mas a multidão gritava: "Crucifica-O! Crucifica-O!". Todas as vezes em que pecamos, repetimos o gesto da multidão: gritamos que O crucifiquem.

No meio de toda aquela gente, havia avós, jovens, crianças, casados, enfermos… Enfim, eram pessoas como nós. O Senhor está perguntando para você o que mais Ele podia fazer! Por isso, agora, eu convido você a rezar comigo assim:

"Meu Deus, estou aqui querendo amá-Lo, porque, com Seu imenso amor, o Senhor me amou, foi humilhado e morreu por mim, para me salvar. Obrigado, Jesus, por tanto amor derramado sobre mim! Permita-me corresponder ao Seu amor. Obrigado, Jesus!"

Quando Pilatos disse: "Eis o homem!", penso nos discípulos que, ao longe, viram o sacrifício de Jesus, viram-No naquela condição e ficaram espantados, com medo, por isso procuravam se esconder para não ser reconhecidos. Mas havia um discípulo que não fugiu, foi João. Ele ficou aos pés da cruz, não teve medo de ser reconhecido, porque estava unido a Virgem Maria.

Meus irmãos, não vamos fugir se ficarmos unidos a Nossa Senhora. Ela, quando ouviu Pilatos dizendo "Eis o homem!", afirmava, em seu coração, que Aquele não era qualquer homem, mas o Filho dela.

"Se a Mãe não estiver por perto, não vamos aguentar", afirmou diácono Nelsinho.
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com


João escolheu ficar perto da Mãe e, assim, teve forças para ficar aos pés da cruz. Todos nós que estamos passando por algum tipo de sofrimento, precisamos aprender, com esse grande santo, a ficar com a Virgem Maria para enfrentar todos os sofrimentos. Se a Mãe não estiver por perto, não vamos aguentar.

Quando eu estava vindo para esta pregação, vi um homem bêbado, caído no chão. Fiquei imaginando as pessoas que estão caídas no pecado. Hoje, quero falar para você que está numa situação de pecado, para você que trafica drogas, para você que abandonou sua família para mergulhar nas drogas. Enquanto o mundo lhe diz: “Eis o homem”, o traficante, o drogado, o sem-vergonha, o sem jeito, Nossa Senhora lhe diz: "Eis aí o meu filho!". Você é filho da Virgem Maria e ela quer levá-lo até Seu Filho Jesus.

Não tenha medo de confiar a Virgem Maria toda a sua vida. Ela está olhando para você e quer lhe apresentar Seu Filho Jesus, o verdadeiro Homem, que morreu por amor a nós.

Deus os abençoe!

Confira vídeo com trecho da pregação do Diácono Nelsinho:

 

 

Transcrição e adaptação: Ricardo Gaiotti



Adquira esta pregação pelo telefone (12) 3186-2600


 

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade de relacionamento cristã
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: CN Chama, a Palavra de Deus no seu celular
:: Iphone

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova



Diácono Nelsinho Corrêa


Cantor e Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo