Em minha fraqueza

.: Ouça essa pregação na íntegra
Logo que Jesus nasceu, na pobreza, Maria fugiu com José para o Egito. Procuraram por toda parte, mas não havia lugar para passarem a noite. Jesus estava nascendo e não havia lugar para Ele nascer. Nasceu em meio a bois e ovelhas, em um lugar muito simples.

Quando pensamos na cruz, pensamos na agonia, na tristeza e no sofrimento. Todas estas realidades estão nela. Mas Jesus passou tudo isso para mostrar o poder da glória de Deus no meio da fraqueza humana.

Muitas vezes não temos vontade de rezar; isso não é uma boa coisa e pedimos que Ele nos livre desta fraqueza. A glória de Deus poderia somente varrer as fraquezas. Jesus, quando estava no seu momento de maior fraqueza, na cruz, poderia mostrar todo o poder do céu, mas foi até a cruz, para que Deus pudesse ser glorificado. Este é o grande mistério da fé: Cristo crucificado faz toda diferença no mundo. Precisamos ter muito cuidado com o que pensamos, pois se usamos a razão humana para explicar a fé, podemos chegar a conclusão do que não é a verdade.

Já vi muitas pessoas inteligentes, com a fé em Cristo crucificado, cometer grandes erros. São Paulo Apóstolo noz diz que a nossa fé tem que ser baseada somente em Cristo. Temos que ser capazes de agir com os pensamentos de Cristo. Ele não podia ver nenhuma pessoa sem mudar a sua vida. Sofreu, morreu, foi sepultado e ressuscitou dos mortos -, esta é a beleza desse mistério. Jesus transforma as nossas fraquezas em poder. Ele foi crucificado na fraqueza, para mostrar o seu poder.

Quando nos colocamos como servos, pisamos na cabeça do demônio. Como vimos no filme \”A Paixão\”, logo no começo, quando Ele pisa na cabeça da serpente. Ele dizia: \”Meu coração está pronto\”. Quando Ele pisou na sua cabeça e a esmagou, fez-se um barulhão. Fiz até uma música sobre isso. No Getsêmani, Jesus estava cansado e suando sangue. Nesse momento, o poder de Deus se manifestou.

Como os músicos precisam ensaiar, assim também nós precisamos rezar. São Paulo dizia: \”cada um examine a si mesmo\”. Você reza, lê a Bíblia, visita o Santíssimo Sacramento, confessa-se com freqüência? Quando eu ouço a música de Bahr, apesar dele ter morrido a muito tempo, alguma coisa acontece em minha alma. Eu não sei se você sabe disso. Bahr era cristão e ajudava na sua paróquia. Beethovem descobriu as músicas porque o ouvia na Igreja. E diziam: \”De quem é essa música?\” Bahr escreveu muitas músicas, mas ninguém publicou-as. Ele poderia ficar ressentido por não ver nenhuma de suas obras publicadas, mas não parou nesta barreira.

Deus quer transformar as suas fraquezas, as suas dores e dificuldades. Tudo isso pode fazer crescer o ressentimento em seu coração, mas ao mesmo tempo pode trazer o poder e a glória de Deus para sua vida. Não sei como nem quando Deus vai fazer isso, mas Ele vai fazer e vale a pena esperar. Vale a pena também morrer por isso. Eu prefiro morrer esperando por Ele, do que correr pelo caminho mais fácil. Ele sabe quanto é difícil para nós. Se você precisa, fale com Ele sobre os seus pecados, se confesse.

O Papa João Paulo II, no início de seu pontificado, foi ao túmulo de São Francisco de Assis. Vou dizer um pouco da sua oração, será uma grande benção para vocês. \”Meu coração se abre para ti e chora. A você que trouxe Jesus para tão próximo, ao povo de seu tempo, ajude-nos a trazê-lo também às pessoas de nosso tempo; trazer nosso coração perto do coração do Redentor. Ajude-nos a abraçar as pessoas do nosso tempo com todos os problemas que têm\”.

O poder e a glória de Deus brilharam na vida desse grande Papa. Ele nos ensinou, do início até o final, que o poder e a glória de Deus está em Jesus Cristo crucificado. Não é só um símbolo.
O demônio sabe que não tem poder, mas a cruz de Cristo tem poder. Existe algo muito horrível: o sofrimento, a fome, a falta de emprego. Só em Jesus temos força para mudar tudo isso.

Fui à Lourdes, na França e vi quanto era bonita Santa Bernadete; ela era maravilhosa. Nossa Senhora disse para ela cavar num lugar seco. Em obediência, ela começou a cavar e logo começou a aparecer uma lama. Então ela começou a passá-la no rosto e comê-la. As pessoas diziam que ela estava louca e a levaram para casa. Depois as pessoas viram que começou a sair água dali. Começaram a acontecer muitos milagres através daquela água. Foi preciso que tudo aquilo começasse através de Bernadete, de família pobre e simples. Assim é o poder de Deus: se manifesta nas fraquezas.

Trascrição: Natalino Ueda
Fotos: Maurício Rebouças

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo