Enxergar as maravilhas de Deus

Pe. Vagner Baia
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

“Felizes sois vós, porque vossos olhos veem e vossos ouvidos ouvem” (Mateus 13, 16).

Que bom que nós temos ouvidos para ouvir, olhos para ver e também boca para falar. Mas, às vezes, os nossos ouvidos e os nossos olhos ficam ligados às coisas ruins do mundo; não nos abrimos a Deus e, desse modo, as coisas boas d'Ele não chegam até nós!

Deus não nos quer escravos de nada, Ele nos ajuda a viver com aquilo que nós temos; Ele nos dá maturidade para acolher todas essas adversidades que nos cercam. Precisamos consultar a nossa moral e a nossa ética, precisamos mostrar aquilo que nós aprendemos de nossos pais ao mundo.

A Palavra de Deus nos diz, por intermédio deste pensamento de Deus, que precisamos ter olhos para enxergar coisas boas e não as coisas que nos fazem mal, que destroem e matam. Muitos que praticam o mal não percebem que aquilo que estão fazendo está matando a muitos; estão vivendo de forma errada e não percebem, não enxergam isso.

Muitos não conseguem ver nada, têm olhos mas não veem. Quem está em Deus vê alegrias, virtudes e sabe que existem defeitos e problemas, mas quer vencer e ajudar os outros a enfrentar as trevas. Sabe onde está a riqueza que pode levar o outro a viver a verdadeira alegria.

Antes de nascermos, antes de nossos pais serem fecundados, Deus já nos conhecia, pois havia colocado em nós a Sua alma e o Seu Espírito Santo. Deus já nos conhecia antes mesmo de nascermos! Antes da fecundação Deus já decidiu nos ter com Ele, mas é nossa decisão querer ser d'Ele!

"O Santuário do Pai das Misericórdias será a casa da paz e do repouso dos filhos", exorta Pe. Vagner.
Foto: Wesley Almeida/ Cancaonova.com

Quantas pessoas trabalham no mundo para você ter tudo aquilo que tem em sua casa: seu sofá, sua geladeira, sua cama, entre outros. Não temos ideia, não conseguimos enxergar isso, não conseguimos enxergar quantas pessoas nos ajudaram a termos tudo o que temos. Achamos que é fácil criar alguma coisa, como um remédio, vamos à farmácia e o compramos e em alguns minutos esse medicamento vai nos ajudar a superar a nossa dor, mas não paramos para pensar em quantas pessoas colaboraram para a criação desse remédio. A arrogância e a soberba tomam conta de nosso coração e nos deixam cegos e surdos.

Por isso, Deus sempre institui lugares para que possamos adorá-Lo. Fonte de graça e bênção de Deus é este Santuário do Pai das Misericórdias, que foi pensado pelo Senhor para ajudar as pessoas necessitadas de Sua misericórdia.

Quando o monsenhor Jonas Abib chegou até aqui, Deus tocou em seu coração que aqui, nesta comunidade católica, haveria o Santuário do Pai das Misericórdias. Deus o constituiu porque Ele sentia a necessidade do povo; Ele não nos quer escravos, quer que ouçamos com os nossos ouvidos e falemos com a nossa boca palavras de alegria e de vida, palavras que vão fazer a mudança.

O Santuário do Pai das Misericórdias será a casa da paz e do repouso dos filhos de Deus. O amor de Deus nos educa e o Pai das Misericórdias quer nos trazer a vida, a alegria e a paz de volta.

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida


Padre Vagner Baia


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo