Espiritualidade missionária

Diácono Paulo Lourenço
Foto: Wesley Almeida/ Foto CN
Quero partilhar hoje com vocês a respeito do mês de outubro, que é dedicado aos missionários. Todos temos a missão de evangelizar, de levar a Palavra de Deus a todas as criaturas. Como diria o apóstolo Paulo: “Ai de mim se não evangelizar”.

A nossa missão é anunciar o Reino de Deus, que é de paz, amor e justiça. Somos convidados para ser missionários, mas isso não quer dizer que precisemos ser religiosos ou ter uma missão específica. Somos convidados para ser missionários na nossa realidade, pois toda pessoa batizada é ponte de Deus no mundo.

A base da nossa reflexão será a Carta Encíclica que o saudoso Papa João Paulo II escreveu, em 1990, falando sobre a missão da Igreja. Logo na introdução do documento, o Sumo Pontífice diz que a Igreja toda é missionária, pois compete aos cristãos levar a Boa Nova do Senhor. Em seguida, Sua Santidade recorda os pontos essenciais para a espiritualidade dos missionários. É preciso ter um encontro pessoal com Cristo, pensar como Ele pensou, amar como Ele amou e viver como Ele viveu. É necessário que nós tenhamos uma vida de doação aos outros, assim como Nosso Senhor, que sacrificou a Sua vida para todos nós. Nós também temos que dar a nossa vida para a missão. Qual é a missão do pai e da mãe? Desgastar-se na família; entregar-se inteiramente a ela. E a do sacerdote? Desgastar-se para os outros e para a Igreja.

O homem que assume a espiritualidade missionária é íntimo da Palavra de Deus, pois ela é o Cristo vivo. É preciso proclamar o Senhorio de Jesus. Outro ponto que o Papa aborda nesse documento é que todo missionário ama a Igreja, tanto como instituição quanto como povo. Não tem como anunciar a Palavra se não amar as pessoas. É preciso ser homem da caridade, que ama e que perdoa. Bem-aventurados os mansos e humildes de coração!

É preciso amar como Jesus amou. Precisamos ter um coração bondoso que acolha o fraco e o doente. Vejamos a Palavra que se encontra em Lucas 6, 36-37:

“Sede misericordiosos, como também vosso Pai é misericordioso. Não julgueis, e não sereis julgados; não condeneis, e não sereis condenados; perdoai, e sereis perdoados”.

Precisamos ser misericordiosos com os outros. Essa é a espiritualidade do homem que é bom. Seja bom! Precisamos assumir que Deus nos quer melhores. O verdadeiro missionário é um santo, afirma o Papa João Paulo II. Esse “ser santo” é uma vocação à santidade.

Em Mateus 5, 44-48 Jesus nos diz para sermos perfeitos, assim como Ele o é:

“Eu, porém, vos digo: amai vossos inimigos, fazei bem aos que vos odeiam, orai pelos que vos maltratam e perseguem. Deste modo sereis os filhos de vosso Pai do céu, pois ele faz nascer o sol tanto sobre os maus como sobre os bons, e faz chover sobre os justos e sobre os injustos. Se amais somente os que vos amam, que recompensa tereis? Não fazem assim os próprios publicanos? Se saudais apenas vossos irmãos, que fazeis de extraordinário? Não fazem isto também os pagãos? Portanto, sede perfeitos, assim como vosso Pai celeste é perfeito”.

"A santidade só é atingida quando nos encontramos com Cristo, quando nos confrontamos com a luz d'Ele"
Foto: Wesley Almeida/ Foto CN

A santidade só é atingida quando nos encontramos com Cristo, quando nos confrontamos com a luz d'Ele. Para isso, precisamos entrar numa caminhada de vida de santidade. Uma mulher e um homem adoradores têm amor para dar aos outros, têm Deus para oferecer. Peça hoje a Jesus: “Faz-me santo, Senhor!”

Assuma a vocação à santidade. Devemos todos os dias ser batizados no Espírito Santo para conseguirmos passar isso para os outros. A Igreja precisa reavivar o dom do Espírito, pois Ele é a força que impulsiona os missionários.

Você precisa acontecer para que as outras pessoas conheçam a Deus e sejam melhores. Peça ao Senhor o batismo do Espírito Santo. O que nos dá a vida é o sopro do Espírito. Não há outra forma de ser missionário. Amém.

Transcrição e adaptação: Ariane Fonseca


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE (12) 3186 2600


Diácono Paulo Lourenço


Missionário da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo