Este cálice é a nova aliança no meu sangue

Sandro Arquejado
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós” (Lc 22-20). É o próprio Jesus dizendo que o cálice foi derramado pela humanidade, porque Nosso Senhor não desistiu de nós.

Deus, o tempo todo, quer formar uma aliança, e, ao longo da história, Ele nos mostra que quer nos conquistar.

E, chegada a hora, pôs-se à mesa e com ele os doze apóstolos. E disse-lhes: Desejei muito comer convosco esta páscoa, antes que padeça, porque vos digo que não a comerei mais até que ela se cumpra no reino de Deus. E, tomando o cálice, e havendo dado graças, disse: Tomai-o, e reparti-o entre vós, porque vos digo que já não beberei do fruto da vide, até que venha o reino de Deus.E, tomando o pão, e havendo dado graças, partiu-o, e deu-lho, dizendo: Isto é o meu corpo, que por vós é dado, fazei isto em memória de mim. Semelhantemente, tomou o cálice, depois da ceia, dizendo: Este cálice é o novo testamento no meu sangue, que é derramado por vós” (Lc 22-14-20).

Jesus se entrega na Eucaristia por nós: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu, se alguém comer deste pão, viverá para sempre, e o pão que eu der é a minha carne, que eu darei pela vida do mundo” (João 6,51). Isso não é uma matéria, mas sim verdadeira carne e sangue. Jesus quer nos mostrar que Ele é Deus de todas as coisas e pode transformar tudo na nossa vida.

Por meio da Eucaristia, nós permanecemos em Deus e Ele em nós. Para isso precisamos ter amor pelo Corpo de Cristo e sempre visitar Jesus Eucarístico na capela. Por meio da Eucaristia, tornamo-nos cada vez melhor e mais humanos, pois, nesta vida, nada e fácil, porém temos de ser perseverantes e buscar o Senhor, mesmo sem ver os milagres, mas sempre com fé.

Temos de rezar a partir dos nossos sofrimentos e falar para o Senhor o que está acontecendo na nossa vida, no nosso interior. Ele nos conhece, mas quer escutar da nossa própria boca as nossas necessidades. Que tenhamos a humildade de conversar com Deus!

"Por meio da Eucaristia nós permanecemos em Deus é Ele em nós."
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Ao entregar as dores e sofrimentos ao Senhor, convertemo-nos em uma pessoa melhor! Precisamos rezar, deixar Deus agir por meio do sofrimento. A partir da conversão, ir ao encontro daqueles que estão próximos a nós, estender a mão; não somente ficar no nosso mundo, mas olharmos à nossa volta. Isso também é santidade.

Muitas vezes, falta-nos a atitude de ir em direção à outra pessoa e ser um verdadeiro cristão para ela, desgastar-se pelo outro numa simples ajuda. Você já pensou como tem assumido esta aliança de Deus na sua vida? Às vezes, perdemos a oportunidade de sermos filhos de Deus. Quanto mais queremos amar e ser melhores, Jesus Cristo faz com que este sentimento possa vir à tona e transpasse o nosso melhor mesmo com sofrimentos e perseguições.

Quando seguimos os mandamentos de Deus, somos bons e conseguimos a vida eterna. No entanto, Deus tem algo para cada um de nós por meio das lutas e sofrimentos; temos de perseverantes e fiéis ao Senhor.

Tudo o que Jesus direciona ao nosso coração é para nosso bem, pois, Ele não precisa da nossa santidade; nós é que precisamos d'Ele para viver e seguir nossa vida.

Transcrição e Adaptação: Thaís Rufino de Azevedo

 

 


Sandro Arquejada


Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo