Eu cantarei eternamente o vosso amor, Senhor

Eu cantarei eternamente o vosso amor

Monsenhor Jonas Abib. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

O sonho de Deus é que todos os eleitos estejam com Ele nos céus, para sempre com Ele.

Salmo: “Ó Senhor, eu cantarei eternamente o vosso amor!” (Salmo 88).

É isso o que hoje eu digo ao Senhor, mas não somente hoje, Senhor; eu cantarei eternamente o vosso amor. Eu sou somente isso, miserável e pecador, mas porque o Senhor é misericórdia e perdão, eu cantarei eternamente o vosso amor.

Você viu a beleza da primeira leitura, na qual Davi quer construir um templo para o Senhor, não simplesmente construir, mas, do fundo do seu coração, ele ajuntou um material riquíssimo para construí-lo. E diante do entusiasmo de Davi, o profeta Natã o aconselha a fazer isso, mas à noite o Senhor revela ao profeta: “Não será Davi que o construirá, mas o teu descendente”. O Senhor anuncia que vai lhe dar uma casa, e casa tem o sentido material (pedra) e de descendência na Sagrada Escritura, mas que não será ele quem a vai construir, mais sim seu filho Salomão (cf. 2 Sm 7, 10). Davi tinha um sonho, só que este sonho de Davi não era o de Deus, embora ele tivesse todo o entusiasmo. É preciso que se realize nesta terra, neste mundo, o sonho de Deus. É o sonho de Deus que se deve cumprir, não somente na minha vida, como também no mundo inteiro.

Nós vimos depois a beleza do Evangelho. A melhor narração do Messias, que deve vir, é esta do ínicio do Evangelho de São Lucas, no qual o anjo Gabriel se manifesta a Maria: “Ave, Cheia de Graça!”. Eu diria que esse “Ave” é uma explosão do dizer de Gabriel no Espírito. “Alegra-te”. Daí a alegria porque o “Senhor é contigo”. “Eis que conceberás e darás à luz um filho, e será grande e será chamado Filho do Altíssmo”. Quando a Bíblia diz que Jesus será Filho do Altíssimo, ela não menciona algo qualquer, mas algo grandioso.

O rei Davi tinha um sonho de construir um templo para Deus, mas o Senhor disse que não seria ele quem faria isso, porque o que Ele queria lhe dar era uma descendência. O próprio Deus, tomando a forma humana, se tornaria a descendência de Davi. E Deus deu uma casa a Davi. Este Filho, que vem segundo a carne de Davi, reinará para sempre e Seu reino não terá fim. Realize o sonho de Deus. É o sonho de Deus que se deve cumprir. O sonho de Deus era justamente que Davi tivesse um filho, um descendente, cujo reino não tivesse fim.

Maria perguntou: “Como vai acontecer isso, se sou Virgem?” O anjo disse: “O Espírito virá sobre ti, e o poder do Altíssimo te cobrirá com sua sombra…porque para Deus nada é impossível” (Lc 1). Maria se rende, ela nunca resistiu ao chamado do Senhor, mas se entrega: “Eis aqui a serva do Senhor, faça-se em mim segundo a tua palavra!”. Gosto sempre de observar que as traduções gostam de colocar sempre a palavra “serva”, mas, no grego, é “doulos”, que significa “escrava”.

Eu cantarei eternamente o vosso amor

Fiéis participam da Santa Missa com monsenhor Jonas Abib. Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Nós estamos dentro do Acampamento “Preparai o Caminho”. Este é o sonho de Deus: que seu Filho reine eternamente e que Seu Reino não tenha fim. No decorrer da Sua vida, infelizmente o Seu próprio povo não reconheceu isso. “Logo após estes dias de tribulação, o sol escurecerá, a lua não terá claridade, cairão do céu as estrelas e as potências dos céus serão abaladas” (Mateus 24,29).

Tudo isso vai acontecer. Não é para nos pôr medo, mas tudo isso vai acontecer para nos colocar em alerta. O Senhor vai precisar lavar a face da Terra. Como temos visto e como foi pregado nesses dias, o pecado e a miséria estão aumentando como uma avalanche que vem e leva tudo. Nós e os nossos filhos estamos sendo levados por esta avalanche. Isso vai acontecer, por isso o Senhor precisará lavar a face da Terra. O Senhor vai lavar aqueles que não quiserem observar as Suas leis e mandamentos, aqueles que deram as costas para Ele e se deixaram levar por princípios humanos. No entanto, aqueles que permanecerem no Senhor não serão levados por essa avalanche, mas sim arrebatados por Ele.

Então aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem. Todas as tribos da terra baterão no peito e verão o Filho do Homem vir sobre as nuvens do céu cercado de glória e de majestade” (Mateus 24,30). A cruz é o sinal do Filho do Homem. A cruz será a última chance para que as pessoas se arrependam dos seus pecados. A cruz ficará brilhando no céu para que todas as pessoas vejam o sinal do Filho do Homem. A cruz será um sinal do chamado para o arrependimento e conversão de vida. Meus irmãos, este será o espetáculo mais lindo da Terra! A glória pertence a Ele. Jesus não foi reconhecido na Sua primeira vinda, mas, na Sua segunda vinda, todos serão obrigados a reconhecê-Lo, até mesmo aqueles que não O aceitarem.

O fim dos tempos não é uma coisa alargada. Todos os sinais demonstram que Jesus está próximo; e precisamos estar atentos a eles. Além de nos colocarmos em alerta, precisamos colocar em alerta aqueles da nossa casa: os nossos filhos, pais, marido e esposa. Se eles “dormirem no ponto” serão levados pelo lamaçal deste mundo. E o Senhor não quer perder ninguém.

Em Queluz (SP), no ínicio da fundação da Comunidade Canção Nova, houve um dia em que choveu muito perto das nossas casas e a lama entrou e tudo ficou sujo. Muita gente perdeu coisas preciosas, como joias, fotos e documentos. Quando nós fomos ajudar aquele povo, era uma tristeza só! Eles procuravam o que a lama já tinha levado. Eu repito: você não pode perder ninguém! Os seus são muito mais preciosos que joias e documentos! Você não pode se perder. Os tempos atuais são maus. É tempo de estar em Deus. De lermos a Palavra de Deus, ir à Santa Missa e nos confessar. O povo não esperava que aquela chuva fosse trazer lama para dentro de casa. Da mesma forma, não espere o pior acontecer! Fique alerta agora! Cuide-se agora! Peçamos ao Senhor que nos dê a graça!

O Senhor levará os Seus anjos e os escolhidos para junto d’Ele, mas quem são os escolhidos? Os escolhidos são aqueles que estão no caminho do Senhor e se fazem sentinelas, lutam para não pecar e para tirar os outros do pecado, para que não se percam e sejam pegos de improviso.

A grande infelicidade é que as pessoas estão despreparadas, porque ninguém sabe quando acontecerá a vinda de Jesus, muitos até dizem: “Desde a época dos apóstolos já se dizia isso”. E não se preocupam com isso. Justamente pelo fato de não sabermos quando Jesus virá, devemos sempre estar atentos. A nossa atitude não deve ser de medo; ao contrário, devemos constantemente dizer: “Maranathá! Vem, Senhor Jesus!”

Com a vinda de Jesus os mortos ressuscitarão e os vivos serão arrebatados e, assim, estaremos para sempre com o Senhor. Isto compensa tudo, qualquer sofrimento e tentação a ser vencidos. Não podemos ser moles e nos deixar levar por qualquer tentação, porque os prazeres são passageiros. O sonho de Deus é que todos os eleitos estejam com Ele nos céus, para sempre com o Senhor.

Eu quero amar, eu quero ser aquilo que Deus quer. Sozinho eu não posso mais viver”. O autor desta música passou por uma tribulação fortíssima. Quando cheguei em Recife, eu rezei com ele, porque os amigos precisam ser amigos. Não foi depois que ele venceu que ele fez esta música, mas na tribulação. E hoje ele pode nos contar isso. E assim deve ser conosco: não podemos esperar tudo estar bem para ser combatentes.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D’Onofrio.


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo