Eu sou Deus, eleva-te

Nós temos que cantar sempre uma nova canção, uma canção nova para o mundo, Deus está nos transformando porque quer nos tornar a imagem de Jesus Cristo. São Pedro disse às pessoas, “só no nome de Jesus seremos libertos”, houve um tempo em que havia uma praga de doença no mundo inteiro que estava deixando muitos doentes, e o Papa Gregório nesta época pediu aos cristãos para clamarem pelo nome de Jesus a todo o momento e a praga desapareceu. Nos tempos de hoje temos uma nova praga, a praga da morte que está matando a muitos, mas que também está acabando, pois maravilhoso é o nome de Jesus, grande é o nome do Senhor!

'Nós temos que cantar sempre uma nova canção', diz Padre John Batist
Foto: Robson Siqueira

Queridos amigos em Jesus, vamos nos colocar no contexto do que foi falado ontem e também no contexto sobre o tema deste final de semana, o Senhor nos diz: “Eu sou o seu Deus, e não há outro Deus além de mim e mesmo que vocês não saibam que não há outro Deus além de mim, Eu sou o Senhor Javé, Eu sou o Senhor de todas as coisas”. Quando Deus fala a nós, é como uma canção e esta canção vibra em nosso ser, quando respondemos a esta canção, em nós é criada uma vida nova.

Deus hoje diz a você eleva-te! Nós precisamos ser proféticos hoje e dizer aos outros: "Eleva-te, sai desta situação em que você se encontra". Jesus é o Senhor e Ele está presente no meio de nós, Jesus está aqui e está nos livrando de todos os problemas que temos, temos que passar do mal para o bom, do perigo para a alegria, da doença para a cura. Hoje o Senhor falava comigo pela manhã e dizia sobre 10 pessoas que seriam curadas, elas estão com câncer na cabeça, elas têm um tumor e serão curadas hoje pelo Senhor. O Senhor te cura agora, vamos glorificar ao Senhor por essas curas.

Através de Isaías o Senhor proclamou a nós: “Eu sou Deus e sou eu quem tomo o controle de tudo, o meu amor dura para sempre, o meu perdão é eterno", e é isso que a Igreja proclama a cada dia, especialmente aos domingos rezando o Creio, “eu creio em um só Deus, eu creio no Espírito Santo, no perdão dos pecados…”, assim eu creio que haverá um povo no mundo inteiro que acreditará em Deus, no mundo inteiro haverá uma comunidade que crê, e haverá perdão dos pecados a todos que acreditarem em Jesus. Cada vez que ouvimos a Palavra de Deus uma transformação acontece em nossas vidas, através desta experiência do céu, pois nós não estamos aqui por acaso, todos nós que ouvimos a palavra de Deus, não sairemos daqui de mãos vazias, Deus nos diz eleva-te.

Certa vez fui à Polônia, convidado para pregar numa celebração da Renovação Carismática Católica que é uma continuação do que o Papa João XXIII proclamou sobre a ação do Espírito Santo na Igreja. Então eu estava na diocese que foi de João Paulo II e onde Jesus apareceu à irmã Faustina. Cada vez que alguém apresentava um problema à irmã Faustina, ela levava a pessoa para frente do sacrário, e os problemas eram resolvidos. Aos seis anos eu via a estampa de Jesus misericordioso e fazia a oração “Jesus eu confio em vós”, levava a estampa comigo sempre e nem imaginava que um dia iria visitar a terra de irmã Faustina.

'Jesus seja sempre o seu guia', diz Padre John Batist
Foto: Robson Siqueira

Os líderes da Renovação Carismática da Polônia me diziam, padre John, por favor não seja muito carismático aqui, e eu disse tudo bem não serei muito carismático, serei muito católico, mas ser católico é ser carismático. Temos uma graça nós carismáticos, pois como somos batizados, temos o poder da sabedoria e do entendimento que vai além da inteligência humana. Você recebeu os dons carismáticos que são dons de Deus, recebemos o Espírito Santo e quando recebemos este presente Deus derrama todo o seu coração sobre nós. Por sermos carismáticos temos que atuar “carismaticamente”! Um dia um pastor me perguntou, se eu acreditava em Jesus, e eu disse sim, e ele ainda me perguntou, se nós acreditávamos na Virgem Maria e eu disse que sim, e completei, todos que aceitam a Jesus deveriam aceitar Maria também. Os católicos têm uma experiência de milagres a mais do que outras pessoas, pois eles convidam não somente Jesus a ir em suas casas, mas também convidam Nossa Senhora, e ela sempre aponta para Jesus, seu Filho. Então eu disse ao pastor protestante, sou católico, creio que Deus está em toda parte e caminho com um povo que caminha rumo a santidade de Deus, e creio na salvação. Quando estávamos desesperados Deus enviou seu Filho para nos salvar, e eu disse também que acreditava no poder do Espírito Santo.

Padre John Batist
Foto: Robson Siqueira

Mas voltando ao que eu dizia antes, na Polônia quando o padre me disse para não ser muito carismático, eu pensei, como posso não ser carismático se estou cheio de Jesus? Mas aceitei dizendo, se não posso ser carismático serei muito católico e levei Jesus Eucarístico ao povo. Na Eucaristia nos temos uma experiência com o Espírito que nos dá vida nova, nós olhamos para o pão que não tem vida, mas quando as palavras de Deus são ditas sobre o pão, o Espírito que dá vida muda este pão e ele se torna vivo. E então eu disse, não direi nada se não for pelo Espírito Santo, e eu pedi que eles olhassem sempre para o Espírito que dá a vida nova. E eu me mantive num lugar afastado para que eles mantivessem o olhar fixo em Jesus Eucarístico.
Hoje eu faço o mesmo e digo a você: "Mantenha o teu olhar em Jesus, Ele tirará você de sua situação". Jesus nos leva da morte para a vida e nós a partir desta experiência saímos diferentes.

Deus tem um plano para nos tornar a imagem de Jesus Cristo, então ainda na Polônia o povo olhou para Jesus e a medida que eu rezava, eu sentia que Jesus falava ao meu coração, “quero que você fale ao povo”, e Ele queria anunciar a palavra através de um homem que estava em uma cadeira de rodas. Deus é o mesmo, Ele não muda e tudo o que acontecia no tempo dos apóstolos acontece hoje também, e então eu me dirigi a este homem a pedido do Senhor e disse ao homem “levanta-te e anda” e o homem olhou para mim e eu disse novamente a ele “levanta-te e anda” , ele parecia não acreditar, eu repeti a ele, peguei nas mãos dele e ele começou a caminhar, Jesus curou este homem, isso foi uma ação muito católica. Enquanto eu andava com ele entre a multidão que se encontrava ali naquele lugar, alguns padres puseram-se a dançar, tornaram-se carismáticos e o povo dizia, "estes são nossos padres, eles nunca dançaram desta forma". O homem que foi curado estava a oito anos numa cadeira de rodas e Jesus o curou. Jesus na ocasião que Lázaro morreu, disse, “Eu preciso deixar que meu amigo morra para que Deus manifeste sua glória”, assim também aconteceu com aquele homem, Deus quis manifestar a sua glória através da cura dele.

Havia também uma mulher que foi curada e passou a andar sem a cadeira de rodas, hoje acontece o mesmo conosco, Jesus diz a nós eleva-te. Nós veremos coisas novas como nunca experimentamos. Não saia da sua Igreja por causa do padre, por exemplo, se acontecer de ficarmos zangados com alguém na Igreja rezemos por esta pessoa para que o Senhor a converta. Nós fomos transformados pelo poder do Espírito Santo, e nós vamos nos tornar um povo eucarístico e cantaremos uma nova canção. Cada vez que você sai da Missa, deve sentir-se uma nova pessoa e decidir-se em ser diferente. Não se guie pelas coisas do mundo, pela astrologia, por adivinhos, que Jesus seja sempre o seu guia, tudo irá mudar seu emprego, seu casamento, sua família, a humanidade, pois a graça de Deus nos transforma. Todas as curas que acontecem, é Deus nos dizendo, “Eu te tiro de toda situação negativa que você está hoje, Eu vos amo, e quero tirar vocês dos sofrimentos que tem vivido”. Os que crêem em Jesus recebem graças sobre graças!!!

 

Transcrição: Flávio Costa


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
(12) 3186-2600


Padre John Baptist Bashobora


Sacerdote da diocese de Mbarara, Uganda/África

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo