Família: aliança de amor

Padre Paulo Ricardo
Foto: Clarissa Oliveira/CN

Com alegria começamos este Acampamento para as Famílias, porque todos nós somos família, todos participamos da família de Deus, porque o Pai quis que sua Igreja fosse família, enviando o Seu Filho, que nos ensinou o nos revelou o Pai. Com poder do Espírito Santo, estamos tão unidos a Jesus, que somos membros do corpo deste Filho.

Vamos dedicar estes dias para refletir sobre a família, mas também para orar para as famílias. Vamos pedir com fé para que Deus abençoe as famílias. Por que? Porque a família está sob ataque, está sendo atacada. Se nós vemos todas as forças satânicas indo contra a família, se satanás está investindo tanto esforço e dinheiro, poder e guerra, contra a família, se satanás está tao interessado em destruir a família é porque a família é importante no projeto de Deus.

Nós somos meio limitados espiritualmente, não conseguimos enxergar as coisas como deveríamos enxergar. Nós enxergamos materialmente, mas Deus quer que a gente enxergue o invisível, o plano Dele, o Seu projeto. Se é isso que Deus quer de nós, precisamos ver o que Deus quer da família, mas isso com olhar espiritual.


.: Ouça: Padre Paulo Ricardo fala sobre os ataques à família de Deus: a Igreja Católica


A história da humanidade é uma luta entre o bem e o mal, mas nós sabemos que no final esta luta já tem vencedor, nesta luta, Deus já é vencedor. Mas ainda nesta terra, estamos nesta luta, e a pergunta é: de que lado vamos estar no final desta guerra? É claro que queremos estar do lado vencedor, que é o lado de Deus. Mas o diabo não quer isto, ele é invejoso, ele vê que Deus nos ama, que Jesus morreu na cruz para nos salvar e para nos fazer participantes da família de Deus, e por isso ele [o diabo] quer nos tragar, nos puxar e nos levar consigo para o abismo, para condenação eterna. Ele quer que, lá no inferno, estejamos com ele [diabo], pois se tem uma coisa que não tem no inferno é família, lá eles estão unidos por uma só coisa: o ódio contra Deus que é pai.

No inferno, os demônios se odeiam. Eles não podem ser família porque família só existe no céu.

Nós vivemos numa época em que todos falam de fraternidade; até os ateus falam de fraternidade, de sermos irmãos. Mas nós nunca vamos conseguir ser irmãos se não tivermos um Pai em comum. Se a gente se esquece de Deus, se a gente se revolta contra Deus, como podemos ser irmãos?

Nós resumimos a história da humanidade como sendo uma luta, uma luta para sermos da família de Deus e uma luta contra satanás que quer que estejamos com Ele. Já aqui na terra, satanás faz o possível para nos colocarmos uns contra os outros, para deixarmos de ser família.

"Família é um compromisso de amor, uma aliança eterna"
Foto: Clarissa Oliveira/CN

Quando o diabo não faz isso pessoalmente ele manda o secretario fazer. A ONU, por exemplo, quantos e quantos projetos está fazendo para destruir a família. O ultimo destes é um projeto em que todos os países devem reconhecer as uniões livres, estáveis, como se fossem família. Ou seja, as pessoas que simplesmente se “ajuntaram” devem ser reconhecidas como família.

Desculpa falar assim – e com isso eu não quero ofender ninguém – mas quem se ajunta é bicho.

Você já viu animal se casar? Alguém já foi convidado para a festa de casamento de um cachorrinho ou de um sabiá com a “sabioa”. Certamente não. Por que? Porque nenhum animal é família; animal não tem alma por isso não pode ter família, porque família é uma realidade espiritual.

Desculpe falar assim, mas família não se faz “cruzando”, família não se faz “acasalando”, a família não se constrói com um ato sexual. Porque precisa ter alma para ter família, ela é um compromisso, uma aliança, um laço de amor.

Quando eu amo uma pessoa e eu digo a ela: “eu não desisto de você, apesar de você, das suas falhas, dos seus defeitos, dos seus vícios… eu amo você e não desisto de você”.

Porque no reino animal não existe família, porque no reino animal não existe amor. Nós somos seres humanos e não bichos. O que eles [ONU] querem é que vivamos de conveniência, ou seja, eu uso você e você me usa, e quando usarmos um ao outro… tchau!

Nós não sabíamos o que é amor, Deus, na cruz veio nos mostrar o que é amar. Amar é dar a vida pelo outro. Amor é o que a mãe faz por um filho, passando noites sem dormir. Quantas mulheres passaram vidas inteiras pensando nos seus filhos, renunciando a si mesmas. E depois que o filho cresce, o que a faz a mesma mãe perder o sono não é mais o choro no berço, mas a preocupação com um filho que ainda não voltou para casa. Quantas mães fazem filas nas portas dos presídios apesar dos pecados dos filhos. Isso é família, é aliança.

Padre Paulo Ricardo em Missa de abertura do Acampamento para as Famílias
Foto: Clarissa Oliveira/CN

Vai perguntar pra quem celebrou 50 anos de casado. Quantas vezes esses esposos tiveram que perdoar um ao outro, se não com palavras, com gestos. Isso é uma aliança, ou seja, “não importa o que acontecer eu não te abandono”. Família é vinculo.

O apelido que deram para a relação de conveniência é união estável, isto é um eufemismo para rebaixar a família. Nos fomos chamados por Deus para uma aliança que não se acaba, mas isso só acontece quando eu tenho alma. Quando eu me rebaixo a um animal, eu não posso ter uma família.

O céu é uma aliança de amor, uma aliança eterna de união extraordinária com Deus, porque Deus é vínculo, Deus não desiste de mim, Deus me ama apesar de mim. Ele fez uma aliança de amor por mim, ele não quer me perder de jeito nenhum, pois Deus arriscou tudo por mim, Ele colocou todas as “cartas na mesa”, derramou todo o Seu Sangue e, neste Sangue, Ele quis fazer de nós uma família.

E para ficar bem claro ele chamou Maria e João e, a partir da cruz disse: “Mulher eis ai o teu filho, filho eis aí tua Mãe”.

O inimigo quer que nós nos usemos, como se faz com a laranja: chupa, tira todo sulco e joga o bagaço no lixo.

Para você que está numa união estável, lembra-te de que você tem uma alma, você foi feito para uma aliança, para um pacto, um pacto feito a partir da cruz. Você não é um animal, você tem uma alma capaz de amar, uma alma que é capaz de derramar o seu sangue pela pessoa. Case-se, saia desta bobagem de experimentar um ao outro. Você não é uma lâmpada para ser testada, você é uma pessoa para ser amada. Não faça teste, porque Deus derramou o seu sangue numa cruz para nos fazer família.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo