Famílias em pé

Carla: A minha consagração não me permite recusa, por isso hoje estou aqui. Dia 31 eu perdi minha tia, somos uma família muito unida, e então estou sofrendo, com o coração sofrido. Às vezes choro, preciso expressar os meus sentimentos, mas permanecer em pé. Cristão chora, sofre, porém, dá uma reposta diferente.

Nós temos um mundo para ser evangelizado. Muitos passaram a virada de ano por aí, fazendo coisas que machucavam a si mesmos, mas nós estamos aqui para levar Jesus.

.: Ouça pregação na íntegra

Carla Astuti e Cleto Coelho
Foto: Gustavo Borges

Cleto: Somos um casal normal. Temos três filhos, a Rebeca de 11 anos, o Davi de 8 anos e a Sofia de 4 anos. A Rebeca chegou para mim e disse: 'Mãe, entendi porque a Sofia é assim estressada, porque você é estressada, o pai é e, consequentemente, eu e o Davi somos. Tem como a Sofia ser diferente?'. Isso porque temos um ritmo acelerado, aqui na Canção Nova vivemos correndo com horário de programa ao vivo, com as reuniões, tudo isso por causa de você, porque temos a missão de evangelizar.

Quantas pessoas estão morrendo aos poucos, com bebidas, drogas. Nunca imaginei que teria uma única mulher e filhos educados na fé, porque eu vivi tudo errado, sexo, bebida.

Hoje vejo a lama entrando nas casas através das TVs, mas aqui na Canção Nova, mesmo com problemas, mesmo com mortes, sofrimentos e dívidas, ela vai ao encontro de tantas famílias falando: "Você tem que permanecer em pé".

Veja também:
:: Podcast: Ano Novo, tempo de balanço e mudanças
:: Podcast: Para que fazer revisão de vida no Ano Novo?
:: Retrospectiva 2009 do Portal Canção Nova
:: Missionários da Canção Nova desejam feliz Ano Novo aos internautas


Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova e
retuite a mensagem que mais falar ao seu coração

ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186 2600

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo