Fidelidade na aliança com Deus

Pe Roger Luís
Foto: Clarissa Oliveira

Queridos irmãos e irmãos é uma alegria começarmos este acampamento sendo presenteados por Deus por essa eucaristia.

Na época do profeta Isaias não existiam documentos escritos como um contrato feito na venda de uma casa. Antigamente ficava tudo na palavra, não existia nada assinado. A aliança era feita na palavra e era cumprido por cada parte.

A aliança de Deus não era imposta, mas Deus dizia aquilo que Ele queria (como nos 10 mandamentos). Essa aliança era sempre quebrada pela parte mais fraca (o povo). E por essa escolha errada eles acabavam sofrendo, como no exílio.

Ontem na liturgia, vimos o profeta Isaias narrar uma aliança eterna com o povo. A visão do profeta já está adiante. Está numa pessoa. Está no Messias, o Salvador. No que você tem colocado a sua esperança? Em quem você tem colocado a sua esperança?

O profeta traz um dado espetacular que vai se concretizar em Cristo: a salvação é pra todos. Você não está excluído da salvação. Você tem direito a essa salvação porque Deus quis assim. A atitude de salvação brota do coração de um Deus que ama o seu povo. Saber dessa salvação me garante que sou amado por Deus.

Deus não te exclui, ele não tem preconceito de você.

Mas a forma que Jesus termina o Evangelho de ontem nos traz um alerta: Existe um projeto de salvação, mas a humanidade pode frustrar o plano de Deus. É pra humanidade inteira, mas tratamos no pessoal: eu e você podemos frustrar os planos de Deus.

Hoje a leitura de Isaias nos coloca nessa profecia de um Deus de amor que nos elegeu e que permite que eu e você experimentemos essa salvação. Existe uma salvação e ela não está resumida a um único povo. Ela é universal, ela é pra mim, pra você.

Você foi escolhido, você é alvo dessa salvação. Cuidado porque a mira de Deus está em você: Deus te marcou para essa salvação, mas cuidado porque você pode frustrar o projeto da salvação de Deus.

“ o maior milagre que Deus quer realizar nesse acampamento é a conversão do seu coração. ”
Foto: Clarissa Oliveira

A salvação que Isaias está falando se encarnou e andou por essa Terra. Era o Messias esperado por Israel. Seu nome é Jesus, é n'Ele que nós encontramos segurança.

Você precisa se abrir a restauração. Não é simplesmente aceitar Jesus. Salvação é um processo gradativo na nossa vida. Os fariseus, os mestre da lei, os escribas frustraram os planos de Deus pra vida deles. Se eles negaram o projeto, eu e você podemos negar, pois somos de carne e osso. O chamado que Deus nos faz hoje é: assumirmos a salvação e assumindo a salvação, assumirmos o Salvador.

Estamos em um acampamento de cura e libertação. Não podemos achar que viemos experimentar as curas somente e não ter a nossa vida transformada.

Se realmente eu experimentei esse salvador eu preciso ser testemunha dele onde eu estiver. Sei que os cegos chegarão a enxergar, eu não tenho duvida de que milagres acontecerão, porque nós estamos com Jesus, e onde ele está, tudo acontece. Mas o maior milagre que Deus quer realizar nesse acampamento é a conversão do seu coração.

De que adianta um paralitico voltar a andar e ficar paralisado no pecado? De que adianta o cego voltar a enxergar se ele não enxergar as coisas de Deus e ficar parado na visão do mundo? Não adianta milagre nenhum se não houver conversão. Milagre não leva ao céu, só a conversão.

Num acampamento como esse, onde cegos vão voltar a enxergar, paralíticos vão andar, Ele vai transformar o seu coração. Nós precisamos experimentar o milagre da conversão. porque o resto vai ser só consequência da experiencia com Jesus.

E assim conseguimos contemplar o Evangelho onde Jesus nos diz que o seu testemunho eram as Obras que o Pai lhe permitia realizar. Tenho certeza que são as obras que você veio buscar aqui nesse acampamento.

Transcrição e Adaptação: Guilherme Zapparoli

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo