Firmes na tribulação

Alexandre Oliveira
Foto: Clarissa Oliveira/cancaonova.com

“Também todos nós éramos deste número quando outrora vivíamos nos desejos carnais, fazendo a vontade da carne e da concupiscência. Éramos como os outros, por natureza, verdadeiros objetos da ira (divina)” (cf. Efésios 2,1-8).

Nesta Palavra nós olhamos um ambiente fechado, nublado. Paulo está falando que a situação estava feia para nós quando seguíamos o “príncipe deste mundo”.

Mas, no versículo 4, Paulo diz, “Mas Deus, que é rico em misericórdia, impulsionado pelo grande amor com que nos amou, quando estávamos mortos em consequência de nossos pecados, deu-nos a vida juntamente com Cristo – é por graça que fostes salvos!”.

Deus, rico em misericórdia, segurou na sua mão e você foi resgatado do pecado. Deus bateu na porta do seu coração e hoje você está aqui. Porque você é bonitão? Porque você é o ultimo “biscoito” do pacote? Não! Você está aqui porque Deus foi atrás de você.

Mas há uma pedagogia nesta ação de Deus, que está em Romanos 5,3-5:

“Não só isso, mas nos gloriamos até das tribulações. Pois sabemos que a tribulação produz a paciência, a paciência prova a fidelidade e a fidelidade, comprovada, produz a esperança.”

Paulo está ensinando que a esperança é como um oceano; e neste acampamento você está para nadar neste oceano, mas esta água ela tem uma nascente, a nascente do oceano da esperança em Deus é “nós nos ufanamos da nossa tribulação”.

Falamos isso não para ficarmos na tribulação, mas para que ela se torne uma constância. A cada dia somos provados, atribulados, mas está aí a constância. Esta constância não para em si mesma, ela vai ser provada para que desabroche em esperança, como uma rosa que se abre.

Quando Deus entregou a Lei ao seu povo no deserto (Êxodo 20), Ele estava fazendo uma aliança com Seu povo. A partir da Aliança, o povo ia caminhando no sobrenatural, porque Deus vai à frente do seu povo. Caminhar no sobrenatural é caminhar acreditando que este Deus vai à sua frente.

”Tudo irá mudar em sua família quando Deus começar a mudar o seu coração”
Foto: Clarissa Oliveira/cancaonova.com

Em Daniel 3, é narrado a trajetória de três jovens que foram jogados na fornalha porque não adoraram os deuses do rei Nabucodonosor. Eles disseram: “Se assim deve ser, pois o Deus a quem nós servimos pode nos livrar da fornalha ardente e mesmo, ó rei, de tua mão. E mesmo que não o fizesse, saibas, ó rei, que nós não renderemos culto algum a teus deuses e que nós não adoraremos a estátua de ouro que erigiste”.

Estes três jovens estavam na fornalha, não cederam às provações e perseguições de sua época, eles colocaram em prática a confiança em Deus. Deus não os poupou de serem jogados na fornalha, mas os salvou quando eles estavam dentro da fornalha.

Aqui está a pedagogia de Deus, permitir situações que nos fazem amadurecer e crescer na confiança e na fé, porque Ele vai à nossa frente.

Na hora certa Deus vai te tirar desta fornalha, mas pra isso há um itinerário, que é o da esperança. A provação vai passar, tudo que você vive vai passar, toda lágrima será enxugada, mas antes disso Deus quer caminhar à sua frente e fazer com que tenhas olhos fixos Nele, mesmo vendo o invisível.

O diabo não teme um homem culto, com uma inteligência acima do normal. O diabo teme um homem que ora, homens e uma mulheres que confiam em Deus. A palavra diz “Crê no Senhor Jesus, e será salvo tu e tua família”. Ou nós acreditamos nesta palavra ou nós precisamos jogá-la fora.

Mesmo que hoje você esteja nas chamas, o teu lugar não é nesta chama, o seu lugar é no Espírito.

Transcrição e adaptação Daniel Machado


Alexandre Oliveira


Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo