Frutos do Espírito Santo

Bem-aventurados cuja iniqüidade foi perdoada.
A experiência do Espírito é fundamentada pela Salvação que chegou até nós.
Maior que a queda é o amor de Deus que me levanta.
Na carta aos Gálatas, Paulo nos dá a  receita, o caminho, a pedagogia a ser seguida…
Gálatas 5,13: Vós, irmãos, fostes chamados à liberdade. Não abuseis, porém, da liberdade como pretexto para prazeres carnais. Pelo contrário, fazei-vos servos uns dos outros pela caridade…’

A Lei que move é a lei do amor. Não vivam como se não existisse essa lei. Só a lei da liberdade, que é a lei do Espírito Santo, pode mudar a vida.

A diferença naquilo que fazemos se faz quando nos abrimos à efusão do Espírito Santo.
O Espírito Santo é o amor com que Deus se ama, é um amor forte, ‘violento’… é a força desse amor que é derramado sobre nós.

A minha missão, a minha prática, os meus trabalhos nas pastorais, todo o meu fazer foi invadido por esse amor.  Não se tratava mais de fazer por fazer, não era mais uma regra que se cumpria, mas fazia na liberdade da Lei do amor.

Por isso não vos apegueis aos prazeres carnais. Não usais da vossa liberdade para pecar.
A lei mais forte é a lei do amor, porém a palavra amor é desgastada. Com facilidade dizemos ‘eu te amo’, mas com muita rapidez esquecemos esse amor.

O amor que nos move é o amor que tudo suporta, que foi derramado com todos os frutos do Espírito Santo.

Toda a lei se encerra num só preceito: Amar a Deus sobre todas as coisas e ao próximo como a ti mesmo.

A lei do amor une, respeita; a lei do amor quer o bem do outro. A lei do egoísmo é o contrário, a lei do mundo é aquela que o mais forte ‘devore’ o mais fraco, que ‘puxa o tapete’ do outro…

As nossas comunidades precisam ser regidas pela lei do amor, onde eu digo esse é o meu irmão.

Paulo dizia: Suportai-vos uns aos outros, e isso quer dizer dar o ombro para o irmão, suportar com eles as dificuldades.
Vença o mal com o bem!
Rompa com o circulo do ódio. Seja movido pela Lei do amor, que é a lei do Espírito Santo.
Extermine a lei da selva.

Deixai-vos conduzir pelo Espírito Santo. Dê o seu grito de libertação. Não precisa passar a vida toda quebrando a cara.

Quer ter uma vida diferente? Mude! Comece a ser diferente!
Se seu marido chegou enfezado em casa, não tenha a mesma atitude dele. Se não serão duas feras em casa…
Não continue repetindo sempre a mesma coisa. Faça diferente!

As obras as carne se opõe aos desejos do Espírito.

A primeira obra da carne é a fornicação – a pessoa que é movida pelo prazer da sexualidade,  mas o prazer passa muito rápido. Quando caímos no pecado, a atitude é de arrependimento. Não seja movido pelo prazer que não traz felicidade.

Idolatria – O homem que toma o lugar de Deus, põe pessoas e  coisas no lugar de Deus. Só Deus pode ser adorado.

Libertinagem – significa descontrole, descontrole da vida. Só em Deus encontramos a verdadeira felicidade

Feitiçaria – aqueles que buscam recursos exotéricos, é a busca pelo ocultismo. Tudo deve ser buscado em Deus.

Inimizades –  significa ódio, é todo tipo de contenda, de intriga declarada a alguém.

Ciúme – a pessoa quer tudo só para ela, é a pessoa possessiva. Tudo o que é bom dividimos com os outros.

Bebedeiras – São Paulo diz que haverão as quedas, mas o Espírito Santo te ajudará nos seus impulsos. Não desista de lutar!

O primeiro fruto do Espírito Santo é o amor.

Os frutos do Espírito são cultivados em cima do amor.
Você não pode sair desse Kairós sem estar alimentado com um encontro com Deus. Cultive o amor com o Senhor com pequenos gestos.
Quem ama todos os dias dá um sinal. O amor precisa de sinais.
Encontre-se com o Senhor diariamente.

Outro fruto é a alegria – é a felicidade de pertencer a Deus e no dia que descobrirmos isso vamos arrastar o mundo pelo nosso sorriso. Não é uma alegria passageira, é uma alegria permanente.
Eu sou feliz por ser católico!

Terceiro dom é a paz – a pessoa que tem o Espírito Santo tem paz, harmonia.
Paz é não criar necessidades, é nos contentar com o que Deus nos dá. Paz é simplicidade.
Uma outra virtude é a longanimidade – quer dizer paciência esperançosa.  Tenha paciência com as pessoas, elas erram, e você não pode condenar toda a vida de uma pessoa por um erro. O erro não é uma vida! Seja paciente com a mudança das pessoas.

Outro fruto é afabilidade – quer dizer doçura. Seja doce. Uma pessoa doce todo mundo quer estar perto.

E tem a mansidão – quer dizer domínio pronto.

Ouça: Padre Gilson fala sobre os frutos do Espírito Santo

Que os frutos do Espírito Santo se manifestem em nós!

Transcrição: Tatiane Bastos
Fotos: Renan Félix
Áudio: Célia Grego


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
(12) 3186-2600


Padre Gilson Sobreiro


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo