Fuga do pecado

O chuchu cresce muito rápido e se espalha rapidamente por onde passa. O pecado é como o pé de chuchu, ele lança as suas raízes por toda a nossa vida. Só que, ao contrário do pé de chuchu, que não afeta a estrutura de onde ele está agarrado, o pecado, com suas raízes, estraga toda a vida, toda a graça da pessoa. Se eu não permitir que Deus tire todas as raízes do pecado que há me mim, não haverá como acontecer a minha libertação.

Ouça trecho desta pregação

"Filho, pecaste? Não o faças mais. Mas ora pelas tuas faltas passadas, para que te sejam perdoadas. Foge do pecado com se foge de uma serpente; porque, se dela te aproximares, ela te morderá. Os seus dentes são dentes de leão, que matam as almas dos homens. Todo pecado é como uma espada de dois gumes: a chaga que ele produz é incurável. O ultraje e a violência destroem as riquezas. A mais rica mansão se arruína pelo orgulho; assim será desenraizada a riqueza do orgulhoso. A oração do pobre eleva-se de sua boca até os ouvidos (de Deus), (e Deus) se apressará em lhe fazer justiça. Aquele que odeia a correção segue os passos do pecador, aquele que teme a Deus volta ao seu próprio coração. De longe é conhecido o poderoso de linguagem insolente, mas o homem sábio sabe como se descartar dele." (Eclo 21, 1-8)

O pecado agride a Deus, porque nos destrói. Nosso pecado, por pior que seja, não pode diminuir quem Deus é. Deus não é Deus, só porque acreditamos Nele. Deus é Deus, mesmo que você não acredite. O que rouba a vida da nossa alma é o pecado. Não adianta ficarmos floreando, mudando o nome das coisas. É o pecado que nos destrói, a nós e a nossa alma. Enquanto não reconhecermos isso, não poderemos ser curados e libertos. Deus não tem como agir enquanto você não reconhece como pecador. Ninguém pode ser curado se não reconhecer a sua doença.

A primeira coisa a se fazer diante de um mal, é reconhecê-lo e detectá-lo. Enquanto isso não acontecer, não há como conseguir resolver os problemas da sua vida, da sua família, do seu trabalho.

O pecado tira o que temos de mais importante, o que dinheiro nenhum pode comprar: as pessoas. O bom marido, o bom amigo, a boa esposa, os bons filhos, tudo isso o pecado faz perder.

Quem ama o pecado, por ele vai morrer. Não tem pecado que faz bem, que seja bom. Todo o pecado é maligno, é fatal. Ele não vem para brincar com a gente, mas vem para matar e destruir. Por isso, a Palavra de Deus nos manda reconhecer o nosso pecado, porque você não pode "dormir com essa cobra enrolada no pescoço". As pessoas que não reconhecem seus erros, são as feridas em nossas famílias, em nossas casas. São pessoas que não se dá nem para conversar. Nós não podemos ser esse tipo de pessoas. Precisamos reconhecer os nossos pecados.

O único remédio para o pecado, é deixar de cometê-lo. Se eu traía, não traio mais; se eu me prostituía, não me prostituo mais… Você não pode cair na tentação de ficar no pecado. Isso é uma tentação diabólica. Decida-se por não mais pecar.

Arrependimento é desejar não ter feito o que fez. É sentir que se você tivesse a possibilidade de voltar atrás, voltaria. Não olhar para a situação de pecado com nojo, pois muitas vezes ela gerou em você prazer, mas é, mesmo tendo sentido prazer, desejar não ter feito.

Arrependimento não é complexo de culpa. O arrependido que se converte do mal que fez, é curado, liberta e, por isso, deixa o pecado. Se você se arrependeu, confesse seu pecado. Você pode até não querer se confessar com um sacerdote, mas vai acabar se confessando com um psicólogo ou um psiquiatria. Eles podem tentar a sua vida inteira, mas não destruirão o seu pecado. Só Deus pode, através de um sacerdote, destruir o pecado e toda a culpa do seu coração, mais ninguém.

Deus pode curar você, até mesmo de uma doença física, através de uma confissão. Isso não tem preço. Talvez você esteja colocando preço na sua cura. Talvez o preço que tenha colocado, seja o medo de expor os seus erros para outra pessoa. Será que a sua libertação vale tão pouco? Não tenha medo de assumir seu erro diante de um sacerdote, pois ele também precisa assumir o erro dele diante de outro padre.

Rompa, hoje, agora, com o seu pecado. Tome uma decisão! Mude sua vida e você verá a resposta de Deus ao seu clamor, não com palavras, mas com acontecimentos grandiosos em sua vida. Deus responderá ao seu clamor, quando você abandonar o pecado e se decidir por Ele.

Transcrição: Renan Félix
Fotos: Natalino Ueda


Márcio Mendes


Missionário da Comunidade Canção Nova, teólogo e escritor

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo