Ide e fazei discípulos entre todas as nações

Dunga
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com

Mas, se não te ouvir, leva ainda contigo um ou dois, para que pela boca de duas ou três testemunhas toda a palavra seja confirmada. E, se não as escutar, dize-o à igreja; e, se também não escutar a igreja, considera-o como um gentio e publicano. Em verdade vos digo que tudo o que ligardes na terra será ligado no céu, e tudo o que deligardes na terra será desligado no céu. Também vos digo que, se dois de vós concordarem na terra acerca de qualquer coisa que pedirem, isso lhes será feito por meu Pai, que está nos céus. Porque, onde estiverem dois ou três reunidos em meu nome, aí estou eu no meio deles” (Mateus 18-16,20).

Jesus, um grande Homem, foi crucificado por nós, e Sua Mãe Maria ficou ao Seu lado na cruz. Os discípulos afastaram-se, porque estavam com medo de serem punidos. Logo depois, os onze discípulos voltaram à Galileia, à montanha que Jesus lhes havia indicado. O Senhor aproximou-se deles e lhes disse: “A mim foi dada toda a autoridade no céu e na terra”. Então, Ele lhes deu uma ordem: "Ide e fazei discípulos entre todas as nações".

Corremos o risco de não permitir que essa Palavra aconteça de maneira grandiosa em determinado ponto da nossa história. Todos nós, em especial pais e mães, somos os cumpridores desta Palavra, porque tudo o que aprendemos vem do pai, da mãe, da catequista, do padre ou do professor. Por meio disso, vamos agregando valores familiares, espirituais e aprendendo sobre a Palavra de Deus.

Muitas vezes, na nossa vida, escutamos os conselhos dos mais próximos a nós. Isso é coisa de Deus!

Não escolhemos nossos irmãos de sangue, mas sim nossos amigos, nosso (a) esposo (a). São escolhas que fazemos de forma inteligente, de grupos dos quais queremos fazer parte. Em nosso dia a dia, somos convidamos a levar a Palavra de Deus.

No lugar onde moramos, o Senhor nos pede que anunciemos a Boa Nova. Ali, daremos um belo sorriso, levaremos uma boa palavra, um conselho e uma ajuda.

Os pais precisam chamar seus filhos para passear e conversar, contar como foi sua história e sua luta para trabalhar. É importante que eles saibam como economizar para fazer uma faculdade. As mães precisam mudar o foco em relação às filhas. Em vez de brigar para que elas limpem a casa e lavem a louça, devem chamá-las enquanto lavam, pois, assim, vão conversando, explicando como se faz o trabalho. Hoje, é o seu dia de explicar tudo com amor, porque, um dia, elas precisarão explicar isso para os filhos delas.

"Precisamos ser exemplo para os nossos, para que eles saibam que podem contar conosco."
Foto: Maria Andrea/Cancaonova.com


Antigamente, nossos pais não tinham muitas coisas materiais, mas havia valores; e nós crescemos assim. Por isso, temos de conservar esses valores, apresentar a Bíblia para nossos filhos, e existe um leque de oportunidades, como rádio e televisão católicas, que podem nos ajudar.

Temos conteúdos preciosos, mas precisamos estar em Deus para evangelizar nossos netos e filhos com toda nossa história. Podemos passar a eles as experiências que vivemos e as dificuldades pelas quais passamos, para que, assim, eles não desistam dos sonhos e tenham um exemplo de vida.

Precisamos ser exemplo para os nossos, para que eles saibam que podem contar conosco. Deus nos ama e quer que sejamos instrumentos d'Ele para os outros.

Transcrição e Adaptação: Thaís Rufino de Azevedo

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo