Ide e fazei discípulos meus entre todas as nações

Padre Bruno
Foto: Fotos CN/ Natalino Ueda

Há três anos tenho trabalhado com os Jovens Sarados. E tenho constatado com muita alegria esta linda transformação que o Espírito Santo tem realizado na vida de tantos jovens.

Coube a mim partilhar com você, durante esta pregação, o seguinte tema: “Ide e fazei discípulos meus entre todas as nações” (Mt 28,19). Esta é a nossa tarefa, a nossa missão: formar discípulos e missionários bem dispostos a servir ao Reino de Deus.

Abramos a nossa Bíblia em Mateus 28,19-20: “Ide, pois, e ensinai a todas as nações; batizai-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo. Ensinai-as a observar tudo o que vos prescrevi. Eis que estou convosco todos os dias, até o fim do mundo”.

Vá agora no Evangelho segundo Marcos 16,15-20. Veja o que está escrito:

“E disse-lhes: 'Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado será salvo, mas quem não crer será condenado. Estes milagres acompanharão os que crerem: expulsarão os demônios em meu nome, falarão novas línguas, manusearão serpentes e, se beberem algum veneno mortal, não lhes fará mal; imporão as mãos aos enfermos e eles ficarão curados'. Depois que o Senhor Jesus lhes falou, foi levado ao céu e está sentado à direita de Deus. Os discípulos partiram e pregaram por toda parte. O Senhor cooperava com eles e confirmava a sua palavra com os milagres que a acompanhavam”.

Qual é a ordem de Jesus? Ide. E há, hoje em dia, uma verdadeira distorção da ordem dada por Jesus. Esta ordem de Cristo foi dada a todos nós, e não apenas a um grupo específico. É uma ordem dada a todos aqueles que desejam viver a Palavra de Deus.

O “ide” de Jesus é para cada um de nós. E não apenas aos doutos, aos intelectuais. E este “ide” é direcionado ao mundo todo. Mas o mundo é muito grande… Graças a Deus, temos os recursos tecnológicos que nos auxiliam na evangelização.

Temos conta no twitter, no facebook e assim por diante. Mas corremos um risco, meus irmãos! Este “mundo” ao qual o Senhor nos envia é a nossa casa, a nossa família, a escola onde estudamos. E corremos o risco de simplesmente nos esquecermos deste “mundo” ao qual somos enviados.

Você tem vivido o Evangelho com coerência neste mundo dos seus relacionamentos? Não adianta nada sararmos “os de fora”, se esquecemos “os de dentro”, ou seja, aqueles que fazem parte do nosso dia a dia.

Como está a sua vida de oração? Você tem procurado ser luz neste local onde Deus o colocou? O Senhor certamente lhe concederá o necessário para que se cumpra a obra que Ele mesmo confiou a você. Ele não escolhe os capacitados, mas capacita os escolhidos e concede sua graça para que levemos adiante o compromisso assumido com o Senhor.

Acabou o “oba-oba”, meus irmãos! Temos que mergulhar em nosso discipulado. Assumir este “ide ao mundo inteiro”. E como faremos isso? Com o nosso testemunho. Para pregarmos o Evangelho, precisamos primeiro conhecer o Evangelho.

A Bíblia é a arma do jovem sarado. E como anda o seu estudo bíblico? No meio dos tablets, celulares, notebooks e de tantas outras coisas, precisamos retornar ao “caderninho” e escrever as promessas, as ordens e os princípios eternos que Deus vai nos revelando em sua Palavra.

"O jovem sarado precisa arrancar do seu vocabulário esta palavra: desistir", ensina padre Bruno
Foto: Fotos CN/ Natalino Ueda

 :: Veja fotos no Flickr
:: Veja + fotos também no Facebook

Precisa ter estudo bíblico, sim! Só se ama aquilo que se conhece! E daí a gente prega com a Palavra de Deus e, sobretudo, com a própria vida.

Como pregar o Evangelho a toda criatura? Conhecendo a Palavra de Deus e vivendo esta mesma Palavra.

O jovem sarado não pode ser empolgado. O mundo quer nos empolgar. Mas você não pode ser um jovem empolgado, porque a empolgação – mais cedo ou mais tarde – acaba. Mas é necessário ser um jovem entusiasmado.

Eu dizia, recentemente, a alguns jovens: “Não basta apenas ser cristão. É necessário ser discípulo”. Meus queridos, eu luto diariamente por isso: para viver uma vida de verdadeiro discípulo de Cristo. Não basta ser católico de IBGE. É preciso ser católico praticante, pois dizer por aí que se é católico é muito fácil… Mas ser discípulo é ser comprometido com Jesus.

Jovem sarado, abra os olhos, pelo amor de Deus! Tire os olhos de mim, do padre Edimilson ou de quem quer que seja. Coloque os seus olhos em Jesus Cristo! O seu compromisso é com o Senhor! O seu compromisso é com o Mestre Jesus, vivendo como um eterno aprendiz neste discipulado, um aprendizado que se faz no dia a dia.

Em Mateus 10,24-31 está escrito:

“O discípulo não é mais que o mestre, o servidor não é mais que o patrão. Basta ao discípulo ser tratado como seu mestre, e ao servidor como seu patrão. Se chamaram de Beelzebul ao pai de família, quanto mais o farão às pessoas de sua casa! Não os temais, pois; porque nada há de escondido que não venha à luz, nada de secreto que não se venha a saber. O que vos digo na escuridão, dizei-o às claras. O que vos é dito ao ouvido, publicai-o de cima dos telhados. Não temais aqueles que matam o corpo, mas não podem matar a alma; temei antes aquele que pode precipitar a alma e o corpo na geena. Não se vendem dois passarinhos por um asse? No entanto, nenhum cai por terra sem a vontade de vosso Pai. Até os cabelos de vossa cabeça estão todos contados. Não temais, pois! Bem mais que os pássaros valeis vós”.

Um jovem com medo, não dá meus irmãos! Como é triste ver um jovem acovardado na vivência do Evangelho… Tenha coragem! Seja discípulo! E daí eu quero perguntar: “Quem aqui está disposto a dar sua vida por amor a Cristo?” Pense bem na sua resposta.

::Ouça o testemunho do jovem sarado Oscar "loucão"

 

Me recordo do belo testemunho do agora Papa emérito Bento XVI, que testemunhou ao mundo, com a sua renúncia, o que é ser um verdadeiro discípulo de Jesus. Isto é carregar a cruz, meus irmãos!

Ser discípulo de Jesus é permanecer na Palavra. Quedas irão acontecer? Sim. Problemas acontecerão? Sim. Provações teremos pela frente? Sim. Mas é necessário permanecer com Jesus. O jovem sarado precisa arrancar do seu vocabulário esta palavra: desistir.

Em nome de Jesus, meus filhos queridos, assumam a Cruz de Cristo e testemunhem a força do Evangelho através da vivência de um autêntico discipulado.

 Assista:

 

 

Transcrição e adaptação: Alexandre Oliveira (@alexandrecn)


Padre Bruno Costa


Sacerdote da Comunidade Canção Nova.

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo