Inabalável na fé e na esperança

Márcio Mendes
Foto: Wesley Almeida/CN

Muitas vezes ouvimos falar sobre a fé, mas o que é a fé? Pegue a Bíblia em Hebreus 10, 32-39.

“Nós não somos desertores, para nossa perdição. Perseveramos na fé, para a nossa salvação” (versículo 39).

O que podemos entender por fé? Crer é esperar. Só espera quem acredita.

Às vezes você conhece um indivíduo que você desacredita, porque ele já deu tantas demonstrações de que não dá pra confiar nele, que você não espera nada de bom dessa pessoa. Mas um dia você conhece a mãe dessa criatura e você fica chocado, porque percebe que aquela mulher não só ama aquela pessoa, como continua acreditando nela. E você até tenta conversar com a mãe e fala das quantas vezes que ele mentiu pra ela e a enganou… e ela responde: “ele é meu filho. E eu sei que, por trás das mentiras, ele tem um coração bom. E eu espero porque acredito nele”.

Quantos casamentos estão sendo sustentados por um dos cônjuges. E você viu outros chegarem e dizer porque você não larga essa esposa, esse marido, e o cônjuge responder “eu sei com quem eu casei, e sei que a pessoa com quem casei não é essa com quem estou vivendo. E porque eu acredito que ele vai voltar a ser a pessoa com quem me casei, eu espero”.

A fé e a esperança alcançam coisas que nada mais consegue. Quando acreditamos de verdade em alguém, isso contribui para a mudança daquela pessoa.

Acreditar em Deus é você aceitar o seu coração redentor. Quando acreditamos em Deus, nós aceitamos o amor que Ele tem por nós. E confiando no amor Dele, sabemos que, para nós, virão só coisas boas, e por isso aderimos a vontade dele. Fé é você aderir a vontade de Deus.

Deus é bom e todos os planos que Ele tem para você são bons. Fé é esperar de Deus coisas boas. Esperar que o dia de amanhã será melhor que o de hoje.

E o primeiro fruto da fé é a paz. Quando uma pessoa diz, eu creio, o coração dela se enche de Deus e ela fica em paz consigo mesmo. Deus é um pai amoroso que cuida dela em todos os seus sofrimentos.

Até diante dos nossos pecados, Deus não se põe contra nós. No versículo 38 diz, “o meu justo viverá pela fé, mas se esmorecer eu não me agradarei mais Dele”. Quando uma pessoa se afasta de Deus, Ele não se agrada mais dela, mas isso não quer dizer que Deus se torna seu inimigo.

A tristeza de Deus é a sua tristeza, porque Ele não quer ver você triste, adulterado pelo pecado. Ele não se agrada de ver sua situação, mas Ele não se coloca contra você. Deus está em paz com você, e você precisa ficar em paz com Ele.

Fiéis rezam com Márcio Mendes clamando dom da fé
Foto: Wesley Almeida/Fotos CN

O inimigo quer colocar na sua cabeça que você não presta, que Deus não vai te perdoar, que você é indigno. Nós não recebemos a salvação porque somos dignos, mas porque Jesus nos dignificou. O demônio quer te convencer de que Deus não te perdoou, mas se você confessou seu pecado, Deus nem se lembra mais deles.

Estar em paz com Deus é desfrutar de uma alegria, e nossa alegria é saber que um dia, vamos possuir a vida eterna e todo o mal vai passar. Aquilo que hoje te entristece vai passar… É por isso que nos gloriamos até de nossas tribulações e nossos sofrimentos.

Nós damos glória a Deus pelos nossos sofrimentos. Deus não colocou os sofrimentos na sua vida, mas aproveita deles para fazer o bem à você. É nessa hora que Ele mais cuida de você.

“Nós não somos desertores para nossa perdição, mas perseveramos na fé para nossa salvação” (vers. 39). Mesmo com minhas fraquezas, com meus pecados, com os erros que cometo eu persevero na minha fé para minha salvação. Deus que me ama, aproveita esses desastres que acontecem na minha vida para me fazer um bem ainda maior.

É preciso não desertar, não perder a fé, nem deixar de esperar, porque Deus dá a nós algumas graças. Você precisa rezar e esperar d'Ele essas graças.

Na hora da tribulação só tem um recurso pra gente: se aproximar de Deus na oração.

Nesse momento de tribulação, no meio de suas provas, o único caminho é se achegar a Deus pela oração, porque sem rezar não temos força. A alegria desbota quando a gente não reza. A pessoa que não reza vai morrendo por dentro e começa a desconfiar do amor de Deus.

A alegria verdadeira é diferente da que encontramos em outras coisas, como baladas, bebidas, drogas… A alegria que Deus dá é uma alegria que temos antes da tribulação, durante e maior ainda quando vencemos a tribulação.

Estamos vivendo a Páscoa e celebrando o mistério do Deus que deu sua vida por nós. Mas as vezes não entendemos o que isso quer nos dizer. Jesus morreu na cruz, não foi por causa de nós, mas de você, de mim. Se você fosse a única pessoa que tivesse cometido pecado, Jesus morreria só por você e ressuscitaria por você, pelo valor que você tem para Deus.

O Pai do Céu mandou Jesus para morrer numa cruz, para que você soubesse de uma coisa: o quanto Deus te ama. Há um Deus apaixonado por você, capaz de entregar a vida por sua causa.

A fé nos faz esperar na certeza de que Deus não nos abandona, de que o socorro virá. Isso é o que podemos esperar de Deus. Você deve esperar de Deus que você nunca estará sozinho, que a salvação virá após esse vale escuro.

Deus não assiste a sua luta de longe e no momento que você tropeçar, Ele não vai te deixar cair. Você precisa acreditar que isso é verdade, e quando acreditamos nessa verdade a esperança muda.

Há um segredo para vencer as dificuldades: aceite-as. Porque aquilo que você não aceita não consegue transformar. Aceite suas dificuldades, esse é o primeiro passo para você vencê-las. Aceite suas imperfeições, esse é o primeiro passo para superá-las.

Quem sofreu entende o sofrimento do outro. A gente não tem direito de julgar as outras pessoas, achando que sabemos o que é o certo. Muita vezes, ao repreender alguém estamos faltando com a caridade com aquela pessoa e empurrando-as para a tristeza e desânimo. É preciso conhecer a luta daquela pessoa para compreendê-la e ter paciência com o processo do outro.

As nossas tribulações vão nos tornando pessoas melhores, e Deus usa até do que foi podre no nosso passado para ajudar aqueles que vivem nas mesmas situações.

"Fé é você aderir a vontade de Deus"
Foto: Wesley Almeida/Fotos CN

Não pense que depois de ter deixado um pecado para trás o demônio vai te deixar sossegado. Ele vai atrás de você porque é orgulhoso e não aceita que te perdeu para Jesus. Além disso, ele é como um chefe de quadrilha, que quando perde alguém quer matar aquela pessoa, porque ela sabe demais. Ele sabe que, com sua conversão, você vai ser um instrumento poderoso para salvar outras pessoas e quer evitar isso.

O Espírito Santo nos ensina a continuar firmes e fiéis mesmo quando tudo coopera para largarmos tudo e desanimar. Mas quando tudo estava contra você, Deus estava a seu favor e te tornou firme e inabalável. Nós não somos de perder o ânimo para nossa ruína. O cristão não é um homem que desanima, mesmo quando vem essa vontade. Nós não desanimamos porque sabemos que nosso desânimo é nossa ruína, mas aí é que nos aferramos com Jesus.

Deus te ama e cuida de você. Nós somos de Cristo e temos a certeza de que Deus é por nós, que Ele age em nosso favor. Essa é uma certeza absoluta dentro de nós.

A pessoa morre quando perde a esperança, e essa palavra nos ensina a esperar. Não abandoneis a vossa coragem, cita o versículo 35. Não abandone sua coragem, o Espírito Santo tem feito de você uma pessoa corajosa.

Coragem é agir com o coração, quando você se sente tentado a se desesperar, você deve agir com o coração. Isso não é sentimentalismo, mas é agir naquele lugar onde Deus fala com você. Não se afasta de Deus quem decide com o coração e com Ele persevera. Tudo o que você faz sem colocar o seu coração leva você ao pecado. Esse é um um critério para você saber o que é pecado na sua vida. Tudo o que você faz sem amor, sem convicção, sem fé, leva você ao pecado.

Nós que somos de Jesus precisamos colocar o coração em tudo o que fazemos e agir com coragem. A vida eterna é a transformação de tudo o que vivemos (…) Quando você é cheio do Espírito Santo, você experimenta o gostinho do que é a vida eterna. Mas isso é só o 'tira-gosto', só uma palhinha do que virá.

“De fato, é preciso que persevereis para cumprir a vontade de Deus e alcançar o que Ele prometeu” (versículo 36).

Perseverar equivale a acreditar e esperar. Se nós apresentamos a Deus um pedido mas a resposta não vem. Nós não podemos desistir, mas devemos manter a fé, continuar acreditando na Palavra de Deus. Enquanto nós perseveramos, Deus nos torna cada vez mais fortes.

O que Jesus nos prometeu? Qual é o sinal que nós temos para acreditar nessa Palavra? A Palavra de Deus tem o poder de perdoar os pecados, de alimentar e curar. Ele tem o poder de perdoar os pecados, porque é o Jesus ali, o Verbo Encarnado, Jesus vivo e ressuscitado. Quando você abre a Palavra de Deus com fé, o Espírito Santo torna Jesus presente. Quem de nós nunca sentiu no coração um vazio? É a Palavra de Deus que alimenta nosso coração e ela irá nos curar também.

Nossa Igreja Católica recebeu a incumbência de ir ao encontro dos doentes para a cura das enfermidades. Essas curas são um sinal de que uma vida nova está começando para nós. As curas são os primeiros sinais da vida eterna que dissipa a morte. Quando as pessoas se unem com fé e pedem a cura dos doentes, as curas acontecem.

Quando Jesus voltar na sua glória não será um dia de tristeza mas de uma alegria incrível porque todos nós vamos receber a vida de Jesus e vamos vivê-la eternamente.

A vida trazida por Jesus não vem somente pela palavra que desperta a fé, mas pelas curas que restauram os doentes. E devemos esperar até mesmo os milagres. As curas servem para nos lembrar que toda dor e toda morte vão acabar. Assim com uma doença grave é sinal de que a morte está por perto, as curas são sinais de que Deus e a ressurreição está presente. Deus nos devolve a vida e sentimos um nascer de novo.

Nesse sábado, vamos tocar na certeza d que Deus está presente. Enquanto você faz a virada da páscoa, Deus quer fazer uma virada em sua vida. Jesus te salvou, você vai ressuscitar. Uma vida eterna te espera, uma vida de benção, uma vida boa… em que consiste essa cura? Jesus levou as nossas enfermidades e carregou sobre si nossas doenças e fraquezas. A força de vem de Jesus está na capacidade que Ele tem de sofrer, Ele nos cura carregando nossas enfermidades, é em suas chagas que somos curados. Fomos restabelecidos na comunhão com Deus.

Você quer receber esse toque de Jesus?


Reze com Márcio Mendes

Assista trecho:

Transcrição: Kelen Galvan


Márcio Mendes


Missionário da Comunidade Canção Nova, teólogo e escritor

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo