Jesus marca seus eleitos

Celebrando o Sacrifício do Senhor, no dia do seu amado Francisco de Assis, uma das perguntas que o nosso coração poderia fazer, entre tantas, seria: Por que ele [São Francisco] recebeu os estigmas? Qual foi a razão primaz que fez com que ele recebesse os estigmas que só o Senhor recebeu? Os estigmas pertencem ao Senhor Jesus. E eles [estigmas] são tão de Jesus que por isso o seu corpo foi oferecido no altar de Deus. Francisco os recebeu porque o Senhor acima de tudo o escolheu. Ele foi um eleito do Senhor por excelência. O Senhor amou o seu servo Francisco. O Senhor fez com que o Evangelho penetrasse tanto na vida desse santo, tão profundamente, que quis dar a ele o que só a Ele pertence.

Mais uma outra pergunta: Mas ele não era um sacerdote? Jesus é sacerdote, altar e Cordeiro. O Senhor dá os estigmas a Francisco para anunciar à Igreja e ao mundo – que quando colocamos a nossa vida ao serviço d’Ele – entendemos que a nossa vocação não pode ser medida por nenhum parâmetro, nem mesmo pela nossa inteligência.

O Senhor quis marcá-lo, e por isso não existe dom maior do que receber os estigmas do Senhor Jesus na carne como Francisco os recebeu. Por isso, filho e filha, o nosso pecado não impede que o Senhor coloque o que Ele quiser em nós. O Senhor tem muito a dar a você. O Senhor deu os estigmas a ele porque o escolheu, deu a ele os dons de que ele precisava. Enquanto o padre recebe os estigmas pelo ministério sacerdotal, São Francisco os recebe por causa da caridade que ele tinha para com o próximo. De tal maneira Francisco era apaixonado por Jesus que dizia: “O amor não é amado”. De forma que mesmo o Senhor tendo o seu Corpo glorioso quis dar os seus estigmas a Francisco.

E quando chegarmos ao céu, vamos perceber que o Senhor está com os estigmas. O Senhor marcou Francisco com aquilo que Ele tem de mais precioso. De modo que quando ele recebe os estigmas – está totalmente consumido por Jesus, já está todo marcado pelo seu amor por Jesus: A doença nos ossos, a sua visão, a regra de vida não compreendida.

Filho, filha, não perca tempo! Temos tão poucos anos de vida, e se o Senhor já o chamou na juventude, louve a Deus porque você terá mais anos para se consumir por Jesus! Filho, vá com toda a sua alma, sem respeito humano, vá às últimas conseqüências se gastar por Jesus, dando ao mundo o seu testemunho!

Será que Francisco sabia que ele iria receber os estigmas no final de sua vida? Claro que não. Somente tendo uma revelação divina o saberia. Quando estamos na comunhão com Deus o Senhor nos vê. Ele olha a sua vida, a sua alma. E assim Jesus olhou Francisco, e o Senhor é muito sensível. Ele é muito augusto para retribuir atos de amor. Se você ler a biografia desse santo, você vai ver que Francisco foi até o fim por Jesus. Ele dizia que só tinha um presente para dar que eram os estigmas dele.

Não adianta colocar os seus esforços em primeiro lugar. É o Senhor quem lhe dá o dom maior. E o Senhor amou Francisco profundamente, e este o [dom] recebeu em abundância e não foi ingrato: entregou-se, amou, entregou sua a vida, não a poupou em nenhum momento. Quanto mais pisado, incompreendido ele era, mais ele amava; quanto mais falavam da Igreja, mais ele a amava. Se ele não a amasse tanto não teria recebido os estigmas. Os estigmas de Cristo são a pérola da Igreja! Ele os recebe em um momento de muita dor, pois o Senhor viu nele a fidelidade em estar com Ele, em se consumir pela Igreja, seguindo com radicalidade os seguimentos d’Ele.

Francisco viu nele próprio os estigmas do Senhor, e o que ele fez? Ele procurou imediatamente entrar dentro das chagas de Cristo. Foi o momento mais interior da sua vida. Ele disse: “Eu preciso mergulhar no Sangue do Senhor”. O Senhor pode dá-los à sua Igreja a hora em que Ele quiser porque Ele a ama.

Eu estou falando da sua vocação sim. Hoje é dia de celebrarmos a nossa vocação. Não temos mais tempo para descansar, agora é momento de dar tudo por Jesus. É momento de dar a vida por Jesus! Estou falando aos jovens que têm a sua vida consagrada. Nunca caiam na tentação de olhar para a sua vida e pensar são muito jovens. É o tudo de vocês que faz com que os mistérios de Deus venham até vocês. Não adianta mais buscar o seguimentos de Jesus permeado de desculpas, é preciso dar o seu tudo.

Como dizem os racionais, que querem conspirar contra Francisco, que os seus estigmas foram fabricados. E, na verdade, os estigmas de Jesus foram “fabricados” sim: pelos homens! Mas os estigmas de Francisco foram dados pelo próprio Jesus!

São Francisco orava muito aos pés do crucifixo. A visão de Frei Pacífico, muito conhecida, diz que enquanto Lúcifer foi expulso por seu orgulho, Francisco será exaltado pela sua humildade.

Filhos e filhas, o saudoso Papa João Paulo II dizia: “O mundo tem saudades de Francisco” E eu acrescento: “O mundo tem medo de Francisco!” Francisco é o vocacionado, é o santo da Igreja de Deus, é o servo de Deus. Ele continua mexendo com uma multidão de jovens do mundo inteiro. E Senhor continua dando por intermédio dele vocações inexplicáveis.

O Evangelho do Senhor é amor, é alegria verdadeira, é sofrimento, é amor sem medida, é amor que se consome! O nosso louvor é a mais profunda gratidão por tudo o que o Senhor tem feito por nós neste tempo. O Espírito Santo nos chama cada vez mais a perder a vida por Jesus. O Senhor é muito pródigo em dar presentes, que só Ele pode nos dar. Vamos subir ao sol, que é Jesus, e dar à nossa Igreja o nosso tudo!



Adquira esta pregação
pelo telefone (12) 2186 2600

 


Padre Roberto Lettieri


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo