Jesus, o Caminho, a Verdade e a Vida

Ricardo Sá
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com
É importante sempre termos a Bíblia conosco para que possamos aprender os ensinamentos de Deus, porque é Ele falando conosco. Temos de ter familiaridade com a Sagrada Escritura, já que é fonte de luz que nós tanto precisamos. Meditemos, juntos, o Evangelho de São João 14,6: "Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim".

Em que momento Jesus disse essa frase? Será que ele estava junto de seus amigos? São João coloca essa frase em um ambiente de despedida, quando Jesus começa a explicar a eles que irá morrer. E como está o coração do Senhor? No final de São João 13,6, o Senhor nós dá um novo mandamento para que possamos segui-lo profundamente: 'Que vos ameis uns aos outros como eu vos amei'.

Jesus se reúne como Seus discípulos para contar como seria a Sua morte. Assim, nessas leituras podemos compreender como o Senhor fez a anunciação aos apóstolos sobre a Sua morte e o grande mandamento que nos deixou. Essa Palavra não é mágica, mas transformadora; portanto, precisamos entender e compreender como estava o coração de Jesus quando disse essas palavras: "Eu sou o caminho, e a verdade e a vida; ninguém vem ao Pai, senão por mim".

Essas palavras não vão valer nada se não alinhamos o nosso coração ao do Senhor. Jesus falou isso depois de anunciar Seu novo mandamento e despedir-se dos discípulos.

"Não se turbe o vosso coração; credes em Deus, crede também em mim" (São João 14, 1). Com essa narrativa, Ele se despede dos apóstolos e lhes diz que não os deixará sozinhos, mas lhes enviará o Espírito Santo. O Senhor tranquiliza o coração dos discípulos – e também o nosso -, pois o Pai enviará o Paráclito para estar conosco.

Jesus, ao falar de Sua morte, dizia que iria para um lugar onde os discípulos não poderiam ir, mas Ele reforçava que deixaria o Espírito Santo. Nesse ambiente, Jesus nos promete que não vai nos deixar órfãos; inclusive, diz que nós faríamos obras maiores que as d'Ele.

"Disse-lhe Simão Pedro: 'Senhor, para onde vais?' Jesus lhe respondeu: 'Para onde eu vou não podes agora seguir-me, mas depois me seguirás'. Disse-lhe Pedro: 'Por que não posso seguir-te agora? Por ti darei a minha vida'. Respondeu-lhe Jesus: 'Tu darás a tua vida por mim? Na verdade, na verdade te digo que não cantará o galo enquanto não me tiveres negado três vezes'" (São João 13, 36-38)

"Jesus está ao nosso lado sempre", disse Ricardo Sá
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com

Nós precisamos compreender que as palavras ditas pelo Senhor aos discípulos também se dirigem a nós. Ele nos convida a vivermos de um modo que o nosso amor seja parecido com o Senhor. A palavra central para nós, hoje, é que Deus estará caminhando conosco, porque Jesus está ao nosso lado sempre.

Vivemos muitas situações durante a nossa vida, mas quando nos aproximamos de Jesus começamos a entender o que Ele nos pede. Isso é possível por meio do estudo da Palavra, porque à medida em que permanecemos com ela, vamos sendo esclarecidos.

Assim, depois de meditarmos a Palavra de Deus, precisamos concretizar o que ela significa. É aconselhável que, quando fizermos a reflexão de um versículo, olhemos os capítulos anteriores.

Existem três indicações simples e concretas que podem nos guiar na hora de meditar um versículo:

Primeiro: a necessidade de estar com Jesus, pois quanto mais quisermos compreender estas Palavras, mais é preciso estar com Deus. Nós não podemos seguir adiante sem estar com Ele, porque Jesus é o nosso caminho e a nossa vida. Devemos aprender a ficar na presença de Jesus! Vamos pedir ao Senhor que Ele nos ensine a rezar.

Segundo ponto: precisamos escutar o que é a verdade, o caminho e vida sobre a nossa existência. Precisamos aprender a ouvir o que o Senhor quer nos dizer; logo, precisamos falar exatamente o que sentimos quando estamos em oração. Quem não consegue escutar as outras pessoas não ouve a voz de Deus.

O terceiro ponto é que precisamos ver como Jesus vê, ou seja, devemos ter uma visão espiritual. Jesus não dá respostas, mas indicações e sinais por onde devemos seguir.

Transcrição e adaptação: Alessandra Borges

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo