Jesus quer desamarrar você

Diácono Nelsinho
Foto: Elcka Torres
O que é seguir os passos de Jesus? O católico apostólico romano segue os passos de Jesus. Nossos irmãos separados muitas vezes falam que nós ficamos chorando Jesus crucificado, sendo que Ele já está ressuscitado. Mas quando é que conhecemos o nosso melhor amigo? É na hora que fazemos um grande almoço em casa? Ou quando não temos nada em casa e só temos o arroz com feijão? É nessa hora que você conhece o seu melhor amigo. Seguimos Jesus não somente na multiplicação dos pães, o que seria muito fácil, mas O seguimos também na sua Paixão e Morte.

E dizemos Paixão de Cristo, por causa da paixão e do amor com que Ele abraçou a cruz por amor a nós. Um verdadeiro amigo, nós o conhecemos no caminho cheio de pedras, porque nessa hora o amigo de verdade não nos abandona.

No dia de hoje a Palavra que vai nos acompanhar é de João 12, na qual Jesus montou num jumentinho que ninguém tinha montado. Nós somos como esse jumentinho, que Jesus pede que os apóstolos levem a Ele. Jesus quer que você seja desamarrado, para que você possa levá-Lo [Jesus] para muitos lugares. O Senhor assim como precisou daquele jumentinho, Ele está dizendo agora: “Eu preciso de você, do jeito que você está hoje!”

Jesus disse aos apóstolos: “Vão até o povoado, e lá encontrareis amarrado um jumentinho”. Em que situação você está amarrado neste Domingo de Ramos? Talvez você esteja amarrado aos seus bens, ao seu dinheiro, ou quem sabe às suas mágoas? Ou até mesmo preso a um relacionamento que já acabou? É vida nova e você continua amarrado ao passado. Quem sabe você o está aos vícios das drogas?

Liberta-nos, Senhor, dos medos, das mágoas, para que possamos servir-Lo. Como O serviremos se estamos amarrados? Liberta-nos Jesus!

Ninguém conseguiu amansar o seu coração ainda, porque você ainda é muito rebelde. Talvez você seja daqueles que falam: “Ninguém manda em mim, eu sei o que eu faço.” Ou é daqueles que pensam que o seu pai e a mãe nunca sabem o que falam, que seus pais não "estão com nada", só você é o "sabichão".

Jesus deu uma ordem: "Desamarrai-o e traga-o até mim!" O Senhor manda desamarrar e trazer você, Ele está pedindo que você seja desamarrado das coisas velhas. Hoje o Senhor quer também nos desamarrar de todo o ódio.

O padre Léo dizia muito bem que perdoar não é esquecer, ninguém esquece uma cicatriz, você lembra, mas lembra sem rancor, sem ódio.

O Senhor quer contar com todos nós. Talvez, você diga: "Eu não sou digno", mas Ele o quer assim mesmo, quer libertar também a sua família neste Domingo de Ramos. O Senhor precisa de mim, o Senhor precisa de você. Quem já se sentiu indigno? É o perdão que libera o amor em nós. E quando reconhecemos o amor de Deus por nós e assumimos que Deus nos ama, então nos tornamos livres para seguir e servir Jesus.


Diácono Nelsinho Corrêa


Cantor e Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo