Jovens em busca da felicidade

Um jovem rico procurou o Filho de um carpinteiro, que não vinha da capital judaica, mas sim da província do norte da Galiléia, que era muito pobre. Este jovem perguntou a Jesus: “Mestre, o que devo fazer para ter a vida eterna?” O que significa a felicidade, a paz.

Centenas de jovens vão todos os meses da Europa para a Índia. E se você perguntar por que eles estão deixando os países deles para uma terra de tantos miseráveis e desconfortos, eles dirão: “Viemos aqui em busca da paz e da felicidade. Diga-nos aonde devemos ir. Queremos ir a uma casa de retiros dos hindus. Diga-nos a que guru devemos procurar”.

Era exatamente isso que aquele jovem rico pedia a Jesus. Vocês sabem muito bem a resposta. Vocês acreditam na doutrina católica. O jovem disse ao Senhor que desde que se lembrava havia tentado ser bastante religioso, acreditava em toda doutrina da religião e ainda assim era infeliz. Isso é o que muitas pessoas dizem no dia de hoje: “Eu tentei tudo e ainda não sou feliz. Ainda busco a felicidade no meu coração”.

E apesar de todo esforço daquele jovem para ser bom e religioso, ele ainda era infeliz. Diz a Palavra: “Jesus o amou”. Por quê? Por causa da humildade, por ele ter dito que precisava de Deus na vida dele. Pois ainda não conseguia encontrar a paz em seu coração.

Deus ama um coração humilde. Aquele jovem rico achava que estava próximo de Deus e por isso ele tinha riqueza. Jesus olhou para a humildade dele, que disse que apesar de sua juventude, de sua riqueza, do status na sociedade ainda se sentia fracassado e muito infeliz. E Jesus o amou como amava a todas as pessoas que tinham a mesma atitude.

Nós encontramos muitas pessoas como este jovem rico, que dizem: “Padre, apesar de ter uma casa muito bonita, carro, tudo que o mundo pode oferecer, ainda assim sou muito infeliz”.

E Jesus falou para aquele jovem rico: “Você tentou tudo e ainda assim fracassou. Mas há apenas uma coisa que você precisa fazer”. E Jesus disse a ele uma coisa que tinha três passos. A mesma coisa que São Pedro disse ao povo no dia de Pentecostes, a mesma coisa que a Renovação Carismática Católica está proclamando para o mundo inteiro.

“Venda tudo o que você tem e siga-me”. Por que Jesus disse isso? Há alguma coisa que está tomando o lugar de Deus na sua vida. E no caso daquele rapaz era seu apego às riquezas. Pode ser um amigo, que é mais importante para você do que a sua família; pode ser seu próprio trabalho, que é mais importante para você do que ficar em casa. Há na vida de cada um de nós alguma coisa que nos está bloqueando de chegar mais perto de Deus. Essa coisa que está tomando o lugar de Deus no centro da nossa vida.

O que Jesus disse ao jovem: “Largue isso, porque isso se constitui num obstáculo para uma vida feliz e em paz”. A Bíblia chama de pecado o que na sua vida ocupa o lugar do seu Criador. Jesus disse que aqueles que O seguiam deveriam se arrepender.

Essa foi, então, a primeira coisa que Jesus disse ao jovem. Ele não disse que o jovem tinha uma vida ruim, mas talvez não tinha um bom sistema de valores, visto que criaturas estavam tomando o lugar do Criador na vida dele. É isso que Santo Agostinho dizia: “Oh, Deus, quão maravilhoso Tu és e eu me voltei para criaturas que se tornaram mais importantes do que o Senhor, Deus Todo-poderoso”.

E a segunda coisa: O que Jesus também diz àquele jovem rico? “Então, siga-me”. “Diga não para os valores errados do mundo e diga sim para Jesus, para a Palavra de Deus”.

Foi isso que São Pedro disse ao povo no dia de Pentecostes: “Façam Jesus como o centro de sua vida”.

Todas as pessoas que vieram até Jesus buscando a felicidade, uma nova vida, Jesus não disse: “Você tem de acreditar nessas doutrinas aqui”. O que Jesus fala? “Siga-me”. O cristianismo não é só uma questão de obedecer a mandamentos, cumprir uma doutrina, mas seguir uma Pessoa, seguir Jesus. E acima de tudo fazer d’Ele o centro da nossa vida.

Para alguns pode ser alguma coisa errada o centro da vida, como alcoolismo, drogas… Para outros, pode ser que o centro da vida seja algo bom, mas não o melhor. Pode ser a família e até mesmo a religião.

O centro da sua vida é Jesus. Fazer do Senhor o centro e Senhor da nossa vida, e assumindo a nossa cruz.

São Pedro disse para o povo no dia de Pentecostes, no domingo, que a terceira coisa a ser feita é pedir o Espírito Santo, e isso também Jesus disse a Nicodemos, e este perguntou a Jesus como Ele podia – sendo só um carpinteiro – falar do jeito que falava e fazer coisas que só Ele conseguia fazer. E Jesus responde que é porque está fazendo as coisas com o poder que vem do Alto. Não como os homens que fazem planos e utilizam técnicas. Esse é o problema com aqueles que estão tentando trabalhar no Reino de Deus através dos meios humanos, tentando entrar o céu com técnicas humanas. Isso não vai levá-los a lugar nenhum. O Senhor lhes diz que precisam começar a viver a vida toda de novo (cf. Jo 3, 1-12). O Senhor apresenta a sua cruz a Nicodemos dizendo que ele precisa nascer novamente, viver a sua vida de novo, porque a maneira como estava vivendo estava toda errada. E Nicodemos fica se perguntando como uma pessoa pode nascer de novo. E Jesus disse que estava falando de um batismo sobrenatural, um batismo no Espírito e assim você terá uma nova paz, uma nova alegria, uma nova vida. São Pedro também disse no Domingo de Pentecostes que eles tinham de pedir e receber o Espírito (cf. Atos 2,1-21ss).

Como eu posso resumir essas três coisas: o que São Pedro disse no dia de Pentecostes, o que Jesus falou ao homem rico e o que o Senhor falou para Nicodemos? Por meio do resumo que o próprio Jesus  fez na conversa que Ele teve na Sexta-feira Santa, citada no Evangelho de São João 14,  no versículo 6, quando Ele afirma: "Eu sou o caminho, eu sou a verdade, eu sou a vida". Essa foi a melhor coisa que Jesus falou sobre si mesmo.

Ouça: Padre Rufus conta quando ele foi à Malásia e buscou um grupo de oração, e o testemunho que ele pôde encontrar lá

Não há limite para Deus fazer na sua vida, basta reconhecer Jesus como único líder religioso do mundo que disse: "Eu sou a única verdade, o único caminho, a única vida". Amém!

Ouça: Oração com padre Roger Luís, da Comunidade Canção Nova

Transcrição: Maurício Rebouças
Fotos: Natalino Ueda


Adquira essa pregação pelo telefone:
(12) 3186-2600


Padre Rufus Pereira


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo