Jovens santos como os mártires

Meus filhos, meu coração está muito feliz, porque estou com vocês, Jovens Sarados. No início desta pregação, convido vocês a cantar esta canção junto com o Frei Gilson:
 
"Tua graça me basta, seu amor me sustenta… Eu seguirei, eu irei aonde fores Senhor. Eu seguirei, eu irei aonde fores Senhor. Tua graça me basta, seu amor me sustenta."

Quero começar esta pregação de forma diferente, por isso vou chamar alguns casais, que são filhos do meu coração: Diego e Lívia, Bruno e Bruna. Estes casais são namorados; o primeiro namora há mais de dois anos, e o segundo casal namora há quase dois anos. Eles vivem a castidade, e testemunham, com fé, a santidade no namoro. Cada um deles tem sua história de luta, de busca à vontade de Deus; eles testemunham que o amor é uma decisão por fazer o outro feliz, testemunham a busca da santidade.
  

Casais de namorados testemunham a castidade
Foto: Natalino Ueda/Cancaonova.com


Veja mais fotos no Flickr

Veja mais fotos no Facebook

 


Hoje, vou apresentar o testemunho de santidade dado por sete jovens e sua mãe. Abra a sua Bíblia no livro de 2Mc 6 e seguintes. Esta Palavra no apresenta o relato de um rei que mandou seu emissário afim de que este impedisse o povo de Deus de adorar o Senhor; mandou profanar o templo, o altar e impediu toda a manifestação de fé do povo judeu. Aconteceu que sete jovens foram presos e torturados junto com a sua mãe. O rei queria que eles comecem carne de porco – alimento proibido pela lei judaica, contrariando a lei de Deus.

Um após o outro foi sendo torturado, martirizado brutalmente, mas não transgrediram as leis de Deus. O rei, então, mandou levá-los ao fogo, ordenou que cortassem todos os seus membros; tudo isso diante de sua mãe e irmãos.

Após torturarem o primeiro, levaram o segundo e arrancaram seu couro cabeludo. Então, perguntaram-lhe se queria comer a carne "impura"; ele, porém, respondeu prontamente que 'não' e morreu fiel ao Senhor. Depois desse, torturam o terceiro e arrancaram seus membros, mas ele afirmou que o Senhor os tinha dado e, por isso, novamente entregava tudo a Deus. Da mesma forma torturaram o quarto, o quinto e o sexto irmão. Enfim, todos manifestaram seu amor e fidelidade por Deus, morrendo corajosamente por amor ao Senhor.

A mãe, com fé, afirmava que o Criador do mundo iria restituir a vida dos seus filhos, pois ela acreditava na vida eterna, no amor de Deus e na força da fidelidade às Suas leis.

Por amor ao Senhor é possível segui-Lo diante de todos os desafios. Conheço muitas pessoas que tiveram uma experiência com Deus, mas logo desistiram d'Ele, porque não aceitaram viver de acordo com as Suas leis. Estes jovens caíram, pois se deixaram seduzir pela voz do mundo.
 
Os jovens narrados em Macabeus foram fiéis até o fim, pois se deixaram guiar pela força do Senhor. Assim, as seduções do rei foram incapazes de fazer com que os seis rompessem sua aliança com Deus. Eles foram fiéis aos princípios de vida, aos valores do Reino do Céu.

Você, jovem sarado, leva no peito um sinal de pobreza: um TAU. Este sinal deve ser a manifestação de uma decisão interior em ser fiel a Deus e a seus mandamentos.

Padre Edimilson Lopes
Foto: Natalino Ueda/Cancaonova.com


Chegamos agora ao último dos irmãos, o caçula. O rei ordenou que a mãe convencesse seu filho a abandonar as leis de Deus, mas ela o incentivou a ser ainda mais fiel ao Senhor, a não desanimar neste momento de dor; mas a renovar seu amor, dando a vida pelo Pai.

Este filho falou ao rei que o Senhor todo poderoso estava com ele, por isso não temia morrer. O rei enfurecido tratou este jovem com mais crueldade ainda.

Meus filhos, o Senhor tem chamado a todos nós a sacrifícios; talvez não morramos como aqueles jovens, torturados; mas somos convidados a ser fiéis ao Senhor neste mundo, no qual muitos querem nos fazer desistir. É preciso ter coragem. No entanto, tudo isso só vale a pena se for por amor a Deus.

Como estes sete jovens, devemos morrer por amor, e isto acontece na fidelidade diária ao Senhor. Neste caminho de amor, certamente alcançaremos a vontade de Deus para nossa vida.

Então, Jovens Sarados, sejam santos, pois esta é a vontade de Deus para nós!

Coragem, o Senhor está levantando um exército de santos! Jovens Sarados, sejam santos, não temam a fidelidade ao Senhor!

Deus os abençoe!        

Transcrição e adaptação: Ricardo Gaiotti

 


Adquira esta pregação pelo telefone (12) 3186-2600



Veja mais:


:: "No labirinto, jovens refletem sobre as escolhas feitas na vida'
:: "Sempre tive vontade de ter uma foto de família"
:: Trilha no Acampamento Revolução Jesus

:: Meu pai não é quadrado – pregação da Magda
:: Quero um amor maior- pregação padre Paulo Ricardo

:: Quero pegar, mas Cristo me pegou- pregação Emanuel
:: Modulo "Anazopiren"

 

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade de relacionamento cristã
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: CN Chama, a Palavra de Deus no seu celular
:: Iphone

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova

 

 


Padre Edimilson Lopes


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo