Juntos sois o corpo de Cristo

Michele Moram
Foto: Robson Siqueira/cancaonova.com

"Vós, juntos, sois o corpo de Cristo." (1Cor 12, 27) Essa tarde eu vou falar sobre a comunhão na Renovação Carismática Católica, e sinto que estou vivendo essa comunhão, cheguei ao Brasil e tive alguns compromissos com algumas pessoas membros da Igreja e posso dizer que estou vivendo essa comunhão no Espirito Santo.

Nós, da Renovação Carismática Católica, costumamos estar focados no Espírito Santo e penso que quando falamos sobre o Paráclito nos vem aquela passagem de I Cor. 12. Mas nós também podemos perceber que esta Palavra vem nos corrigir e não só nos fala do Espírito Santo. Paulo ali quer corrigir alguns erros que ocorriam na época e é nesse contexto que ele enaltece a unidade.

Ele diz da diversidade de dons, mas chama atenção que o Espírito é o mesmo, pois o Senhor opera em nós de maneiras diferentes, mas quem realiza em nós é o mesmo Senhor. A comunhão da Trindade Santa é o contexto onde esta Palavra se fundamenta, são muitos os dons, mas há uma unidade entre eles. São Paulo cita como exemplo o corpo que tem várias partes, mas essas partes compõem um único corpo.

Há uma grande variedade na Igreja, mas o corpo é único. Se olharmos para a história da Renovação Carismática Católica desde o inicio nos Estados Unidos, perceberemos que duas abordagens começaram a se desenvolver e vou tentar simplificá-las.

Quando as primeiras pessoas começaram experimentar a graça do batismo no Espírito Santo, algumas destas pessoas sentiram que esta experiencia precisava crescer e evoluir e ser protegida. Alguns grupos começaram a serem formados e a medida que cresciam, alguns destes grupos sentiram que precisavam estar comprometidos uns com os outros e aí começa um movimento para surgirem as comunidades de aliança.

Há uma outra forma de entender o batismo do Espírito Santo e a forma de tornar isso realidade era estar unidos a uma paróquia e se encontrarem nas paróquias para louvores, adorações e nós vimos surgir os primeiros grupos de oração.

Então vimos duas expressões diferentes, ambas respondendo a graça do batismo do Espírito Santo. As comunidades de aliança e os grupos de orações e as outras realidades da RCC, são todas expressões válidas do que o Espírito Santo estava e esta fazendo, nenhuma é melhor que a outra.

Hoje existe uma variedade de dons e expressões dentro da RCC, mas o corpo é único! Essas expressões diferentes que tem diferentes tipos de lideranças, elas precisam de formações diferentes, produzem frutos diferentes, porém elas surgem no mesmo jardim.

Se pensarmos na corrente de graça que é a RCC, podemos pensar como sendo um rio muito largo, onde a medida que a graça do Espírito Santo vai agindo, muitos outros rios a partir do rio principal vão surgindo. O Espírito se manifesta em tempos diferentes e de maneiras diferentes. Podemos ver em Ezequiel capítulo 17, que fala sobre a água que jorra do templo e ali a medida que a água vai jorrando o profeta é convidado a medir o nível da água que vai subindo, e o convite é, que cada vez mais o profeta vá indo o mais profundo que poder.

"Há uma grande variedade na Igreja, mas o corpo é único."
Foto: Robson Siqueira/cancaonova.com

 :: Veja fotos no Flickr
:: Veja + fotos também no Facebook

Esse é o convite para nós, que possamos nos aprofundar cada vez mais. E como podemos nos aprofundar nesse rio? Temos várias formas, uns se aprofundam num ministério, servindo aos pobres e aos excluídos, nas comunidades, enfim há muitas formas de se aprofundar nesse rio que é a RCC, porém há um único rio e da forma que nos aprofundarmos e correspondermos, o Espírito Santo agirá em nós.

A graça da RCC esta fluindo hoje e onde quer que essa graça do Espírito flua, trará vida nova, trará plenitude e nos levará a maturidade, a cura porque o rio é um lugar de graça. O Espírito Santo é um enorme rio, podemos pensar nos grupos de orações, nas comunidades de aliança, nas escolas de evangelização, nos ministérios que surgiram e surgem pela graça do Espírito.
De fato a RCC tem sido um rio tão forte que vão surgindo outros rios a partir dessa graça do Espírito. Nós podemos nos alegrar nessas várias expressões dessa única graça, pois podemos dizer que a RCC tem atingido a todas as áreas da Igreja. O documento de Aparecida nos lembra que a Igreja é um único corpo feita por diversas comunidades, e ainda nos convida a sermos discípulos missionários que levam o Evangelho pelo poder do Espírito Santo, porque só por Ele isso se torna possível.Nós da RCC temos um grande mandato, que é convidar as pessoas a participarem desse rio de graça que é a RCC.

Se formos honestos sabemos que nessa história da RCC podemos ver coisas tristes. Ao invés de ver o corpo que tem partes diferentes, mas é único, temos visto competitividade, ciúme, luta pelo poder, conflitos e temos sido objeto de crítica, gastamos muita energia competindo entre nós mesmos.

Não conheço bem o Brasil, mas acredito que aconteça a mesma coisa, as vezes a força e a graça da RCC tem sido enfraquecida por nossas atitudes de pecado. Eu penso que isso entristece ao Senhor, porque nós devemos estar sendo os soldados da linha de frente, capacitados pelo poder do Espírito Santo e ficamos lutando contra nós mesmos e isso nos prejudica.

Eu gostaria de pensar que isso são coisas do passado, na verdade algumas são, pois temos crescido e amadurecido pelo poder do Espírito, mas ainda há muito a trabalhar e nós precisamos nos arrepender diante do Senhor e dizer a Ele que nós erramos muito, pois ainda há muita desunião na RCC, e isso fere o coração de Nosso Deus, é preciso pedir a misericórdia do Senhor.

O Papa na JMJ em Sidney disse das três formas de unidade que se manifestam através do Espírito Santo. Primeiro a unidade como comunhão, ela significa que todos temos que ser exatamente iguais? Significa que precisamos concordar entre nós em todas as coisas? Não! Significa que devemos obter uma vida mais profunda no Espírito Santo, vivendo assim teremos um coração aberto a viver de formas diversas, para isso precisamos pedir ao Senhor o Espírito Santo, pois somente Ele poderá nos dar a comunhão necessária.

Segunda a unidade como amor eterno, que também é algo que só alcançaremos através do Espírito Santo. Para umas pessoas é fácil amar e para outras é mais difícil, mas nós não somos chamados a viver na carne, mas no Espírito e então precisamos pedir a ajuda do Senhor para dizermos de uma forma profunda que somente por obra do Espírito chegaremos a isso. Se você pedir ao Espírito Santo para que ame uma pessoa, o Espírito agirá! O amor profundo exige algumas coisas de nós!

Em terceiro a unidade como doação e como dom, na RCC se tentarms viver em comunhão e se tivermos realmente abertos a viver este amor eterno e profundo, naturalmente vamos compartilhar as coisas com outros, seremos pessoas que estão prontas a dar a vida pelo outro e para ajudá-los profundamente.

O Senhor tem abençoado toda a RCC e eu creio que o Espírito Santo tem agido e nós temos crescido em maturidade, e nos será pedido que possamos viver uma comunhão maior com o outro. Eu fui a um país do oriente médio e num destes lugares onde as pessoas se reúnem para rezar, haviam pessoas de muitas expressões da RCC e muitos estavam fazendo coisas muito boas, estavam exercitando os carismas de forma muito forte. Porém parecia que estavam departamentalizados, não faziam as coisas em grupos, e até faziam coisas boas, mas cada um no seu grupo. O Senhor quer que possamos fazer muitas coisas boas, mas que possamos amadurecer e nos unir, somos um corpo!

Eu creio que o Senhor esta nos dizendo que nós precisamos nos comprometer a viver essa corrente de graça que é a RCC, mas na unidade. Talvez precisamos no comprometer a não falar mal de outro irmão de outras expressões.

Nós somos uma família que tem sido abençoada e que tem sido chamada ao Senhor à unidade. Precisamos levar o Evangelho e fazer Jesus conhecido, mas isso só acontecerá quando estivermos na unidade.

Transcrição e adaptação: Flávio Pinheiro


Michelle Moran


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo