Maria, a melhor das mães

Padre Alexandre Paciolli
Foto: Gustavos Borges/CN

Muitos perguntam de onde vem minha devoção a Maria. Experimentar Maria não depende de nós, pois toda experiência espiritual vem de Deus. A intimidade com Nossa Senhora é algo que temos que suplicar a Deus. Ela é aquela que traz o Espírito Santo, e o Espírito Santo traz sua Mãe Maria. Meu amor por Maria vem das experiências com ela. Minhas experiências com Deus e Maria são imerecidas, mas as tenho.

Quando eu tive um problema de saúde e tive muitas dores nas costas, eu fui levado a dizer a Deus: Senhor eu te dou toda a minha vida, manda todo o sofrimento sobre mim, contando que leve uma alma para o céu. Eu não sabia por que falava, mas falei de coração.

Que loucura foi, quando fui submetido à operação na coluna, 12 horas de cirurgia. Antes de fazer a cirurgia eu comecei a conversar com a anestesista, quando disse a ela que era padre conversamos muito e Deus deu nova vida aquela moça. Eu tive que passar o Natal operado, estava imobilizado, mas quando o médico permitiu que eu celebrasse a Missa eu voltei a celebrar. Apareceu também um enfermeiro que começou a fazer-me perguntas e eu o catequizei, e assim as coisas foram acontecendo.

Temos que olhar para nossa vida e ver como Deus tem tomado conta de nós. Posso dizer com amor e convicção: quando você se entrega nas mãos de Deus e de Maria, Eles passam a precisar de você para fazer uma grande obra. Hoje eu posso oferecer a Deus ainda muito pouco, mas ofereço.

Eu queria que você se comprometesse a falar mais de Maria, a partir das experiências que Deus tem lhe concedido. Temos que agradecer a Maria, ela é a aurora, ela sempre vai anunciar a vinda de Cristo na sua vida. Ela quer estar na sua vida para que Cristo possa aparecer ainda mais.

"Maria realizava tarefas eternas em coisas insignificantes",
afirma padre Alexandre Paciolli
Foto: Gustavos Borges/CN

Que importância Maria tem na sua vida? A ausência de mãe provoca a desorientação do filho. E a ausência de mãe espiritual? Que influência Maria tem na sua vida espiritual? Você conta para Maria seus triunfos e tristezas?

Vamos procurar encontrar as características de Maria que nós nos assemelhamos a ela. Maria estava sempre próxima de Deus, nós somos assim? Nossa Senhora aceitou a vida ordinária, e ela santificou sua vida ordinária. Ela fazia as coisas mais simples de Nazaré. Maria amava a simplicidade, cumpria com fidelidade o básico da vida. Tudo é grande para aqueles que amam. Maria realizava tarefas eternas em coisas insignificantes. Nós precisamos disso, Maria na vida oculta ensinou que nós não precisamos de uma vida agitada, com muitas mudanças para sermos felizes. Para sermos santos não precisamos fazer barulho.

É importante sermos como Maria e esperarmos o tempo de Deus. Se Deus não concede aquilo que você pede no tempo que você quer, espere no Senhor. Maria nos ensina isso, esperar na vontade de Deus.

Maria nos ensina a promover a vida de família. A família precisa ser lar de Nazaré, onde esse ritmo ordinário seja a maior alegria, estar em família.

Viva hoje como se fosse o último dia de sua vida. O que você faria? Cristo nos pede hoje para deixarmos tudo que é secundário para ficarmos somente com o que é essencial.

Tenha medo de perder um segundo de sua vida vivendo sem sentido. Maria não perdeu um segundo de sua vida sem sentido. Ninguém pode viver sem sentido. Basta o ordinário vivido com amor e você será feliz como Maria.


Adquira essa pregação pelo telefone
(12) 3186 2600

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: Blog do Professor Felipe
:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade de relacionamento cristã
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: CN Chama, a Palavra de Deus no seu celular
:: Iphone

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo