Mesmo enfermo, eu sou guerreiro

A profecia está em Joel 4,9-10 nos diz:
\”Proclamai isto entre as nações: Declarai a guerra! Chamai os valentes! Aproximem-se, subam todos os guerreiros! Os vossos arados, transformai-os em espadas, e as vossas foices, em lanças! Mesmo o enfermo diga: Eu sou guerreiro!

Mesmo enfermo, eu sou guerreiro – eu assumi a obra do Senhor em minha vida. Nos diz o profeta Jeremias que é maldito dainte do Senhor aquele que faz sua obra com relaxamento – e a Canção Nova é uma obra de Deus. Por isso, mesmo enfermo eu continuo batalhando, porque, para um guerreiro, até morrer no campo de guerra é honra.

Ouça: \”Eu não entrego \’os pontos\’\”

Em Apocalipse 12, lemos:
Houve uma batalha no céu. Miguel e seus anjos tiveram de combater o Dragão. O Dragão e seus anjos travaram combate, mas não prevaleceram. E já não houve lugar no céu para eles. Foi então precipitado o grande Dragão, a primitiva Serpente, chamado Demônio e Satanás, o sedutor do mundo inteiro. Foi precipitado na terra, e com ele os seus anjos. Este, então, se irritou contra a Mulher e foi fazer guerra ao resto de sua descendência, aos que guardam os mandamentos de Deus e têm o testemunho de Jesus.

Por isso, mesmo enfermo, eu preciso declarar que sou guerreiro. Eu sei de que lado eu estou, a quem estou servindo e por quem eu tenho lutado. Eu não posso parar.

Havia um homem que sempre conseguia ver virtudes nas pessoas. Uma outra pessoa foi lhe apresentar alguém que ele queria descobrir nela uma virtude, e lhe apresentou satanás. O homem pensou, e disse: Ele tem sim uma virtude – não desiste nunca.
Se satanás não desiste nunca, por esse motivo que, mesmo enfermo, eu também não posso desistir nunca.


Em 2000, Deus colocou em meu coração o desejo de orar pelos sócios e oferecer meu sacerdócio por eles. Mas Ele pediu ainda mais: que queria curar através da TV, fazer coisas extraordinárias através desse meio de comunicação. Quando cheguei ao Brasil, partilhei isso com a Eliana Sá. Naquele tempo, quem celebrava a Missa do Clube de Ouvinte era o padre Jonas. Mas depois de uns dias, Eliana disse que, conversando com a Luzia, foi decidido que a partir daquele momento eu assumiria essa Missa do Clube do Ouvinte. Eu lembro da primeira Missa, eram eu e mais umas 12 pessoas.

Ouça: Não é fácil, mas perseveremos

Em Aracaju, uma senhora me procurou e testemunhou: \”Padre, meu filho estava com um tumor na cabeça, e numa quarta-feira estava acompanhando a missa pela TV e ele estava no quarto. Naquele momento, eu orei ao Senhor pelo meu filho e foi proclamada a cura de um câncer na cabeça. Fui no quarto e o meu filho estava passando mal, vomitando. Quando fui ao médico foi confirmada sua cura\”.

Por tantas graças como essa é que, mesmo enfermo, você precisa ser guerreiro.

Nós não estamos numa guerra contra homens de carne e sangue – é uma guerra espiritual – e você a assumiu junto com a Canção Nova. Por esse motivo, não fuja dessa guerra.

O ser arrecadador é um ministério. Assuma esse ministério com firmeza. Se a Palavra do Senhor diz que nem um copo d\’água vai ficar sem recompensa, imagine o trabalho que você faz.


Transcrição: Anderson Nunes
Fotos: Paulo Sérgio

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo