Minha casa é Casa de Deus

Padre Vagner Baia
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

Em qual coletoria você está parado? Pois é disso que o evangelho fala, de Mateus, o coletor de imposto.

Às vezes, passamos a vida inteira cobrando os outros, querendo tudo para o nosso bem, queremos ser os mais servidos, mas na hora em que temos que fazer para os outros: queremos cobrar. Muitas vezes, cobramos até mesmo o carinho que fizemos, sempre queremos algo em troca. Irmãos, saibamos que em Deus fazemos tudo por amor.

Vocês que são casados, deve fazer um pelo outro de forma gratuita, sem querem nada em troca. Saia do jogo de interesse. Pensamos que até mesmo, viemos para um encontro como esse esperando que o Senhor nos dê algo em troca, mas não espere isso, não cobre de Deus.

Para viver e dar vida aos outros é preciso que sejamos generosos, pois é isso que a Palavra de Deus faz em nós: “a Palavra de Deus é viva, eficaz e mais cortante do que qualquer espada de dois gumes. Penetra até dividir alma e espírito, articulações e medulas. Ela julga os pensamentos e as intenções do coração.” Hb 4,12

Diante de Deus nós nos apresentamos do jeito que somos para que assim nos tornamos partícipes da sua glória. O Senhor quer nos resgatar, para que sejamos doares de vida. Essa é a nossa missão: viver como Filhos de Deus.

Precisamos rezar por nossos antepassados, mas devemos ir além, é necessário que tenhamos uma vida interior com intimidade com Deus, para que possamos, por primeiro, ser libertos de nós mesmo. É importante que aprendamos a ser livres do inimigo, sermos livres. Não podemos nos tornar escravos do demônio, foi isso que aconteceu com Mateus. Sejamos lavados pelo sangue de Cristo!

A nossa alma vem de Deus para habitar em nosso físico e se veio de Deus ela é pura, ou seja não sigamos outras doutrinas que veem manchar essa ideia em nós. Devemos entender isso para que não saiamos daqui sem essa compreensão: “Que o próprio Deus da paz conceda a vocês a plena santidade. Que o espírito, alma e corpo de vocês sejam conservados de modo irrepreensível para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo.” I Ts 5,23

Existe em nós a essência do divino, por isso todos nós somos passíveis de conversão. Este divino é mais forte do que qualquer outra coisa. Em nossa alma esta contida toda a riqueza da nossa inteligência, sabedoria e do nosso emocional, é por isso a alma é o lugar em que o inimigo quer agir, é onde as pessoas, quando passam a desacreditar em Deus, passa a aceitar o inimigo, e é isso que ele quer pois, em nossa alma está a nossa essência.

O demônio é sutil e inteligente, mas Deus é bem maior do que isso! Veja que tudo o que Ele criou é bom, pois perceba que os produtos utilizados para fazer uma bomba atômica, que foi inclinada pelo maligno, também servem para o processo de cura do câncer.

A nossa alma precisa sempre querer os desejos de Deus, pois o inimigo quer atentar contra a nossa vontade e a nossa consciência mortal. Um homem de má vontade, faz o mal; a boa vontade nos traz o bem. E cada vez mais, que compreendemos isso estamos nos libertando de todo o mal, pois se tivermos vivendo no mal, não iremos amar, pois Deus é amor, e onde existe a maldade Ele não está. Você quer saber a medida do amor, então perdoe!

Se nós não conhecemos a Deus não o amamos de verdade! Saibam que a medida em que o nosso emocional é ferido, nosso físico também é atingido.

Jesus sofreu rejeição, essa é uma das principais brechas que damos ao diabo. Somos amados na medida que amamos a Deus. Se nos sentimos rejeitados, também nos sentiremos inferiores aos outros, essa revolta faz de nós pessoas mais tristes.

Somos também inclinados a culpa, nos achamos por vezes derrotados, buscamos até a achar culpados pelas coisas que nos acontecem.

"Precisamos rezar por nossos antepassados, mas devemos ter intimidade com Deus"
Foto: Natalino Ueda/cancaonova.com

Você mulher, que gosta de se comparar a outras pessoas, compare-se a Nossa Senhora, ela deve ser o seu modelo de santidade. Mas, lembre-se Deus nos ama como somos. Você é único diante de Deus.

Há medos que também nos aprisionam, mas existe alguns que são necessários, que geram em nós a prudência.

Busquemos a formação religiosa correta e não a que convém. “Quando tentado, que ninguém diga: "Deus está me tentando." Porque Deus não é tentado a fazer o mal nem tenta a ninguém.” Tg 1,13 Jesus lhe ama e Ele só sabe lhe amar, quem nos tenta é o inimigo. O Senhor quer que sejamos cidadãos do Céu! Quando demos brecha ao pecado, damos acesso para que a morte ou o desejo de morte entre em nossas vidas.

Usemos o dom da medicina, pois há casos em que necessitamos de auxílio de um profissional alinhado com a ajuda espiritual.

Busquemos viver nos perdão, pois enquanto eu não perdoa as pessoas que me fizeram mal e não sou liberto.

 
Transcrição e Adaptação: Luana Oliveira

Padre Vagner Baia


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo