Misericórdia infinita

Enilda Rocha
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

A misericórdia de Jesus pode ser vista em vários momentos de Sua passagem em nosso mundo. Ele comia com os pecadores, partilhava com leprosos, pessoas que naquele tempo eram tidas como infiéis a Deus.

Existe o tempo certo para tudo na vida, assim como as estações durante o ano: todas possuem suas frutas. E nesse período, a fruta da época é encontrada em abundância, com facilidade e por um preço baixo. E, diferentemente, quando estamos em busca da fruta que não é da época, tudo é mais difícil, tudo é mais caro e não a encontramos em abundância.

Da mesma forma acontece na Quaresma, é o nosso tempo de conversão, nesta época vivemos o tempo favorável à misericórdia. A conversão é "a fruta da época", por isso devemos encontrá-la em abundância durante todo esse período.

Mas para tudo existe o princípio, o meio e o fim, e mesmo o tempo quaresmal vai passar. Por esse fato não podemos deixá-lo passar sem que estejamos saciados com a misericórdia do Pai.

Não podemos pensar que a conversão pode acontecer em qualquer momento de nossa vida. Ela deve ser assumida no agora, nós não sabemos se o dia de amanhã vai chegar, por essa razão não podemos condicionar nossa conversão a outros acontecimentos.

Nós custamos o Sangue do Nosso Senhor Jesus Cristo, o preço já foi pago, mas isso de nada adiantará se não estivermos abertos à conversão. Você precisa entender que hoje é o dia da sua salvação, não podemos viver como se o tempo favorável fosse durar todo o tempo de que precisamos.

As obras de misericórdia de Jesus não pararam no tempo do Evangelho, foram muito além, e continuam acontecendo nos dias de hoje. E, por esse motivo, devemos ter um coração dócil e manso ao falar de Jesus, assim como a irmã Faustina, que soube acolher todas as mensagens que Cristo lhe deu.

"Hoje é o dia da sua salvação!", afirma Enilda Rocha
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Nós vivemos um tempo de urgência, tempo este que precede a segunda vinda gloriosa de Nosso Senhor Jesus Cristo. E assim como nos foi dito na Palavra, todo aquele que bater à porta verá esta se abrir, todo aquele que buscar encontrará e todo aquele que pedir será atendido. 

Jesus nos ensina que, neste tempo de misericórdia, nós precisamos perdoar a nossos irmãos, assim como o Pai tem nos perdoado, porque, só assim, seremos capazes de entrar na eternidade ao lado do Pai. O perdão não é um sentimento, mas uma decisão. O primeiro passo para praticá-lo é decidir fazê-lo. Assim como monsenhor Jonas nos ensina, o ato mais inteligente que um cristão pode praticar é o perdão.

O tempo da Quaresma vai nos ensinar as obras de misericórdia, que passam pela caridade que podemos fazer ao próximo quando o socorremos em suas necessidades corporais e espirituais. Isso precisa ser um exercício diário, para que essas atitudes se tornem um hábito em nossa vida.

Jesus não quer que você perca o céu, pois Ele já derramou a fonte de misericórdia do Espírito Santo em nós. Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo, e hoje é o tempo de invocá-Lo, a promessa que foi feita por Deus jamais será quebrada! Para saciar-se com a graça desse tempo, basta permitir que Ele habite seu coração.

Transcrição e adaptação: Gustavo Souza

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo