Missa dos Santos Óleos em Lorena/SP

Queridos irmãos e irmãs, a celebração, de hoje, é sempre uma comunhão entre os presbíteros desta província, por isso, temos todo o presbitério reunido hoje aqui. Jesus ordenou aos seus discípulos que repetissem o mesmo gesto que vimos hoje no Evangelho, os pastores do Senhor são santificados pelo próprio Cristo, Ele nos fortalece para a pregação da Palavra, que edifica a Igreja.

Jesus diz no Evangelho que o texto de Isaías estava se cumprindo naquele dia, Jesus é o jubileu, Ele veio libertar os cativos, e mais do que libertar do mal, Ele liberta da raíz de todos os males, e assim o fez através da Sua Morte e Ressurreição. Os presbíteros, ao renovarem suas promessas sacerdotais, vão se comprometer em ajudar a comunidade paroquial.

Irei abençoar os santos óleos da Crisma e Batismo para depois serem usados em alguns sacramentos. A bênção e entrega do santo óleo pelo bispo significa que o ministério dele se prolonga através do presbítero de cada paróquia. O padre é um servidor da comunhão eclesial, comunhão que dever ser exercitada em cada paróquia, mas essencialmente entre os presbíteros que são uma comunidade, uma família.

A espiritualidade da comunhão significa a Trindade Santa que habita em nós, e cada irmão, cada fiel, cada presbítero é templo da Santíssima Trindade, por esta razão, devemos ver no outro este mistério, pois cada um possui uma peculiaridade singular.

Fazemos parte do corpo de Cristo que é a Sua Igreja, portanto, devemos cultivar esta alegria, como numa família, para que o irmão se sinta mais feliz e a amizade cresça entre nós.


Fotos da celebração dos santos óleos em Lorena/SP
Galerias de fotos [I] e [II]

O outro não é o inferno, o outro é uma bênção em nossas vidas, uma graça, pois justamente na diversidade é que nos complementamos, enfim, é necessário criar espaço para que o irmão seja conhecido e, também saber o que o faz feliz, tanto para ajudá-lo a carregar seus fardos, como para que ele também consiga nos ajudar a carregar nossos fardos.

Esta é a mensagem que deixo para esta Igreja particular: de sermos apreciadores da comunhão, e unidos ao seu Pastor, e aos demais bispos do mundo inteiro e ao sucessor de Cristo, o Papa Bento XVI, permaneçamos em comunhão, e peçamos a graça de manter-nos sempre unidos.

Aos consagrados, às consagradas, aos padres e a todos os fiéis que compõem esta Igreja peço que Deus ilumine os seus passos, para que seguindo os passos do Cristo ressuscitado possamos contribuir para um mundo de paz.

Transcrição: Ana Paula Rosa
Fotos: Claudenilson J. da Silva

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo