Mortificação de cada dia

Você é um bem-aventurado! Você veio em busca desse território Eucarístico, que é a Canção Nova, e agora pode colher as bênçãos de Deus.

I Reis 17 – O profeta Elias 

A Palavra de Deus é muito atual. No dia de hoje, o mundo tem nos apresentado uma nova figura de Baal. Gente, as coisas infelizmente não mudaram. Há um novo “Baal” na área. Esta palavra significa amo e senhor, o qual era adorado. O homem não quer mais ser imagem e semelhança de Deus, ele quer criar um deus da sua imagem e semelhança. A mídia hoje impele todos a adorarem um novo Baal, mas como esse nome é muito feio, mudaram-no, e hoje o chamam de “aborto”.

Assim, apresentaram a solução para todos os seus problemas, incentivaram a “liberdade” do seu corpo, fazendo com que você pense que pode usá-lo como quiser. O que o mundo defende é que independentemente do que acontecer, você tem de ser feliz, sem importar se isso, mais cedo ou mais tarde, o leve à morte. E depois de tudo isso, ainda atacam a Igreja, chamando-a de hipócrita e criminosa. Querem que ela mude, mas como proclamam nossos bispos: Ela nunca mudará!


Clique aqui e veja artigo do Professor Felipe Aquino em defesa da Igreja


Estamos sendo perseguidos, assim como no tempo de Elias, mas, como ele, precisamos fazer a nossa parte. Precisamos reagir com a nossa vida, com o nosso testemunho de que ser de Deus é capaz.

OUÇA: Trecho desta pregação 

Estamos na Quaresma, e você sabe que o número quarenta tem uma importância muito grande nas Sagradas Escrituras. Para nós, esse tempo é um momento de provação, mas também representa que há uma intervenção concreta de Deus no final dele. Estamos vivendo esses quarenta dias, esperando a “explosão” da passagem do “homem velho” para o “homem novo”: a alegria pascal.

A revolução do cristão é interior. É uma mudança interna, a qual, muitas vezes, não pode ser percebida externamente. É uma revolução não “contra” os outros, mas “contra” você mesmo. Essa revolução se chama conversão.

Nós acreditamos que a vida nova em Jesus é uma “potencialização” do que há de melhor em nós. A “vida nova em Jesus” é uma “nova vida”, por isso exige uma morte. A morte diária só exige uma resposta: não! Não às nossas vontades, aos nossos impulsos! Não às nossas más tendências.

OUÇA: trecho desta pregação 

É difícil nadar contra a correnteza do mundo. Elias teve de vencer mais de oitocentos falsos profetas, mas o conseguiu com a força de Deus. É difícil, mas com o Senhor conseguimos.

A morte diária não é gostosa, é um sacrifício para o qual se precisa ter coragem. O mundo oferece muitas felicidades para todos, mas a felicidade plena só acontece em Jesus Cristo. A maior felicidade, a maior realização do ser humano, é reconhecer que Deus o ama com eterno amor. A conversão é para a felicidade de Deus! Converta-se e faça o Senhor feliz!

OUÇA: Alexandre proclama o amor de Deus 


Alexandre Oliveira


Missionário da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo