Na casa de Deus

OUÇA ESTA PREGAÇÃO NA ÍNTEGRA


Acredito que todos, que estamos aqui, temos uma casa. Você pode até não ser dono dela, no caso de ela ser alugada, mas ela é a “sua casa”.

Há pessoas que iam à casa de Deus, e que, agora, não vão mais. Há outras que só vão aos domingos. E outras que vão todos os dias.

Como nós não podíamos ir ao céu, Deus veio até nós. Ele quis aproximar-se de nós. O lugar do Pai é com os filhos, assim Ele quis ficar perto de nós.

No jardim do Éden, Deus andava com Adão e Eva, mas depois que o pecado entrou no mundo ficou impossível se aproximar d’Ele. O único jeito – na época – de se aproximar do Senhor era através de sacrifícios e holocaustos.

Mas Deus quis retomar a aliança, Ele quis se aproximar de nós novamente. Para isso, Moisés faz exatamente o que Deus pediu. Ele ergue o santuário exatamente como o Senhor instruiu. Deus, que estava distante, agora se manifesta na sua casa. Ele fica entre o seu povo.

“Naqueles dias, Moisés fez tudo o que o Senhor lhe havia ordenado. No primeiro mês do segundo ano, no primeiro dia do mês, o santuário foi levantado. Moisés levantou o santuário, colocou as bases e as tábuas, assentou as vigas e ergueu as colunas. Estendeu a tenda sobre o santuário, pondo em cima a cobertura da tenda, como o Senhor lhe havia mandado. Depois, tomando o documento da aliança, depositou-o dentro da arca e colocou sobre ela o propiciatório. E, introduzindo a arca no santuário, pendurou diante dela o véu de proteção, como o Senhor tinha prescrito a Moisés. Então a nuvem cobriu a Tenda da Reunião e a glória do Senhor encheu o santuário. Moisés não podia entrar na Tenda da Reunião, porque a nuvem permanecia sobre ela, e a glória do Senhor tomava todo o santuário (…).

“Em todas as etapas da viagem, sempre que a nuvem se elevava de cima do santuário, os filhos de Israel punham-se a caminho; e nunca partiam antes que a nuvem se levantasse. Pois, de dia, a nuvem do Senhor repousava sobre o santuário, e de noite aparecia sobre ela um fogo, que todos os filhos de Israel viam, em todas as suas etapas” (Êxodo 40,16-21.34-38).

Só quem ama o Senhor, assim como o salmista, tem saudade da casa de Deus. Quem ama sente saudade. Quem ama tem saudade de estar na casa de Deus, de estar onde Ele está.

”Quão amável, ó Senhor, é vossa casa” (Salmo 83).

Quem está em nossas igrejas é Aquele que veio do céu: Nosso Senhor Jesus Cristo. Ele, que veio do céu, habita e mora na igreja mais próxima da sua casa. Muitos buscam em terreiros e em centros espíritas repostas para os seus problemas, e esquecem que Deus está na igreja mais próxima. O Deus do universo, o Todo-poderoso: Jesus Cristo está lá. E quanto tempo faz que você não vai lá?

Talvez você esteja indo muito mais no shopping do que na casa de Deus. Talvez você – até mesmo para ir ao shopping –, passe em frente à casa de Deus e nem olhe.

Satanás não quer que vamos à casa de Deus. É por isso que, muitas vezes, quando você está prestes a sair para ir à Santa Missa, tudo acontece para você não ir.

Você tem saudade de Deus e nem sabe. Mas, mais que a sua saudade, Deus sente muito mais saudade de você do que você d’Ele. Se tivéssemos consciência disso, as igrejas estariam lotadas 24h por dia!

O homem não vive sem Deus. O homem precisa de Deus, pois ninguém é capaz de viver sem Ele.

Trascrição e áudio: Renan Félix
Fotos: Natalino Ueda


Padre José Augusto


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo