Na oração, iniciemos o novo ano

 Padre Gevanildo Augusto Torres - Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

Padre Gevanildo Augusto Torres – Foto: Daniel Mafra/cancaonova.com

“Você quer que 2015 seja o ano do milagre na sua vida? Então vá rezar”, exorta padre Gevanildo.

Batiza-nos, Senhor. Que esta seja uma tarde de batismo no Espírito Santo! Que saiamos daqui novas criaturas. Senhor, batiza-nos com um novo poder, uma nova graça. Queremos sentir esse sopro do Espírito que sopra onde quer!

Evangelho de São Lucas 11,5-13:

“Em seguida, ele continuou: Se alguém de vós tiver um amigo e for procurá-lo à meia-noite, e lhe disser: Amigo, empresta-me três pães, 6 pois um amigo meu acaba de chegar à minha casa, de uma viagem, e não tenho nada para lhe oferecer; 7 e se ele responder lá de dentro: Não me incomodes; a porta já está fechada, meus filhos e eu estamos deitados; não posso levantar-me para te dar os pães; 8 eu vos digo: no caso de não se levantar para lhe dar os pães por ser seu amigo, certamente por causa da sua importunação se levantará e lhe dará quantos pães necessitar. 9 E eu vos digo: pedi, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei, e abrir-se-vos-á. 10 Pois todo aquele que pede, recebe; aquele que procura, acha; e ao que bater, se lhe abrirá. 11 Se um filho pedir um pão, qual o pai entre vós que lhe dará uma pedra? Se ele pedir um peixe, acaso lhe dará uma serpente? 12 Ou se lhe pedir um ovo, dar-lhe-á porventura um escorpião? 13 Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas coisas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai celestial dará o Espírito Santo aos que lho pedirem.”

É importante começar o ano novo em oração. Jesus contou essa parábola depois que ensinou os discípulos a rezar. Essa narrativa nos mostra o quão importante é começar o ano com o coração voltado a Deus. Aquilo que começamos em oração tem tudo para dar certo. A oração é o meio pelo qual chegamos a Deus.

Quantas pessoas você conhece que precisam de Deus? Você tem dado “Deus” para elas? Nesta tarde vamos fazer a experiência de pedirmos a presença de Deus. O Evangelho nos ensina que existem três passos para iniciarmos o nosso ano na companhia de Deus:

1º passo: a necessidade. Eu preciso de Deus. Na virada de ano todo o mundo deseja algo de bom, paz, saúde, casa própria, entrar na faculdade, os filhos na igreja. Quantas necessidades nós temos! Deus é esse amigo, citado no Evangelho, que nos atende. Mas será que eu tenho batido à porta certa, onde Deus mora, ou tenho batido em tantos outros lugares, onde aparentemente Ele está, mas, na verdade, não está? É à porta do Senhor que precisamos bater constantemente. Deus é esse amigo que está lá, como o amigo do Evangelho, que estava deitado, dormindo. Quantas demoras vivemos nesse ano que passou e tivemos a falsa sensação de que Deus não nos escuta. Mas Deus é esse companheiro de caminhada, assim como os discípulos que estavam com Jesus na barca e achavam que Ele estava dormindo, mas depois, na hora da necessidade, Ele os socorre.

O Senhor nos dá aquilo de que precisamos, aquilo que é o melhor para nós e não o que queremos. Talvez você esteja desiludido, como uma criança birrenta, com o Senhor, porque Ele não lhe deu o que você queria. Mas sabe o que Deus Pai faz com tudo isso? Dá risada, sorri e diz: “Calma! Espere que você verá”. Muitas coisas o Senhor não vai tirar de nossa vida, como alguns sofrimentos, porque se tivéssemos tudo de que precisávamos não iríamos servi-Lo e não estaríamos ao lado d’Ele. Muitas angústias não nos deixam abandonar Deus. Ele tem a Sua pedagogia, sabe o que nos faz permanecer junto d’Ele e nos quer perto d’Ele.

Qual é a sua necessidade para este ano? O que você veio pedir ao Senhor? Digo a você: se for algo material, cancele, deixe-o de lado agora!

2º passo: a insistência, a perseverança. O Evangelho nos diz que, mesmo se o amigo (Deus) não quiser se levantar para dar ao seu amigo os pães, ele acabará se levantando por causa da impertinência e da insistência do outro. É preciso persistir. Desistimos muito fácil das coisas. Quantas vezes você já desistiu de fazer regime? Quantas vezes você já desistiu de ir à Santa Missa porque choveu? E aí vamos colocando desculpas para desistir das coisas. Quantas vezes você disse: “Não aguento mais meu marido (esposa)!”? Na oração, iniciemos o novo ano.

Deus pede que vivamos uma vida de persistência. Mas ser insistente é diferente de ser chato. Impertinente é diferente de chato. Bata à porta de Deus para Lhe pedir somente aquilo que você realmente precisa. Não podemos ter “espírito de mosquito”, isto é, ser chatos; precisamos ser perseverantes.

Se você for fiel a tudo aquilo que você tem como propósito para este ano, Deus seguramente lhe confiará muito mais. Depende de mim, depende de você. Quantas vezes exigimos de Deus coisas e graças como se Ele tivesse obrigação de nos dar o que pedimos a Ele? Deus não é um patrão que é obrigado a nos pagar. Ele tem muito a nos oferecer, mas, muitas vezes, não nos comportamos como filhos, por isso não recebemos do Pai o que precisamos.

O querer de Deus nem sempre é o nosso querer. É o querer de Deus que precisa acontecer. Com Deus tudo é muito simples. “Antes que a Palavra saia da nossa boca Ele já sabe o desejo do nosso coração”, diz a Palavra. Mas para que o sobrenatural aconteça é preciso que você entre com a sua parte. O milagre acontece assim, a partir da perseverança, da nossa fidelidade, a partir do momento em que eu dou o meu natural e o Senhor entra com o sobrenatural. Seja fiel à sua vida de oração e você vai alcançar milagres.

Famílias acompanham pregação durante o acampamento de Ano Novo

Famílias acompanham pregação durante o Acampamento de Ano Novo

O monsenhor Jonas Abib nos disse quando festejávamos os 111% da campanha do Projeto Dai-me Almas de dezembro passado: “Crer e rezar, rezar e crer!” Depende de nós, da nossa vontade, do nosso querer. E não vamos dar justificativas de que o tempo está mais curto para rezar. Se crermos veremos o milagre de Deus acontecer na nossa vida, na nossa casa.

Você quer que 2015 seja o ano do milagre na sua vida? Então vá rezar. O milagre vem a partir da oração e não só de um desejo. Vem à medida que damos o passo, aí Deus vem com Sua graça e nos faz caminhar. “Fé é a certeza do que não se vê”. Dê o primeiro passo e você vai ver muitas graças acontecerem na sua vida.

3º passo: a paciência. Queremos tudo na nossa hora, não temos paciência para nada. Na era digital, velocidade 4G, é tudo imediato. Estamos sendo treinados pelo mundo para ser impacientes com tudo, impacientes com o outro e com aquilo que ele tem de ruim. Como tem sido matéria de confissão a nossa impaciência! E se eu não aprendo a ser paciente com quem está do meu lado não vou conseguir ser paciente com Deus. E se, em 2015, Deus não lhe der o que você está Lhe pedindo? Temos que ter paciência e nos colocarmos em nosso lugar. Viver a nossa vida de acordo com os desígnios de Deus.

Oração não é mágica. Milagre não é mágica, depende da nossa necessidade, da nossa insistência e da nossa paciência. É preciso crescer na vida de oração e parar de sermos pessoas que só querem o bem próprio e não buscam a vontade de Deus. O Senhor quer dar a você muito mais do que você precisa, mais do que você sonha, mais do que você deseja! Os sonhos de Deus são muito maiores do que os nossos. Mas só veremos esses sonhos de Deus na paciência e na fé. Só quando soubermos ser como esse homem do Evangelho, que bate à porta do amigo pedindo três pães. Quais são esses “três pães” que você tem pedido a Deus? Depois que você identificá-los é hora de bater à porta de Deus Pai. Coloque como meta para o ano novo esses “três pequenos pães”, se você for fiel nisso, Deus lhe dará o necessário e até mais.

O bonito dessa passagem é que Deus é amigo. No livro do Êxodo 33, 11, Moisés falava com o Todo-poderoso face a face como um amigo fala com o outro. Deus não é nosso inimigo. Muitas vezes, temos medo de bater à porta de Deus por acharmos que Ele é um carrasco.

Quantos de nós crescemos ouvindo nossos pais dizerem: “Deus castiga!” Mas não: Deus é bom! É amigo! E o amor é o melhor passo para começarmos a nossa vida em Deus. Santa Teresa d’Avila diz: “Na oração não importa pensar muito, importa amar muito”. Ame a Deus, coloque amor na sua oração e ela terá eficácia. Uma bela vida de oração começa com a participação na Santa Missa.

Deus Pai nos deu liberdade. Se você quiser, Ele vai entrar no seu coração neste ano, mas se você não quiser, Ele não fará isso, porque nos respeita. Não se canse de pedir porque Deus tem muito a dar a você neste ano! “Coisas que os olhos não viram, nem o coração humano jamais entendeu, tais são os bens que Deus tem reservado para aqueles que o amam” (I Cor 2, 9). Assim é a lógica do relacionamento com Deus Pai: devemos bater à porta d’Ele, procurá-Lo e confiar que Ele vai abri-la, pois nosso Deus é fiel.

Transcrição e adaptação: Thaisy Santos


Padre Gevanildo Augusto Torres


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo