Nada pode me separar do amor de Deus

Padre Alexandre Pacciolli
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com
Meus irmãos, em Deuteronômio 7,8 vemos que "o Senhor Deus nos escolheu por amor e esse amor nos ronda desde antes de nascermos. O Senhor já nos amava antes de nosso nascimento”.

O amor de Deus já nos rondava desde a eternidade e vai nos circundando, nos acompanhando. Mas, querido irmão, por que São Paulo falou “nada pode me separar do amor de Deus”?. De onde ele tirou forças para que nada pudesse separá-lo desse amor?

Conheço muitos católicos que dizem se sentir amados por Deus e também amá-Lo, mas quando vem o sofrimento, essas pessoas se desesperam. Será que, realmente, na sua vida nada o está separando desse amor para o qual todos fomos chamados e do qual somos herdeiros?

Amar sem limites, apenas por um dia, para nós é difícil. Então, faça a experiência de terminar seu dia tendo sido profundamente generoso com Deus sem negar nada para Ele. O Senhor faz isso por nós; Ele deu a vida por nós.

Fomos resgatados pelo Sangue do Senhor Jesus, que tem poder, que nos lava e nos transforma. Esse mesmo Sangue e Água, que jorraram do coração de Cristo, foram transformados pelo amor do Pai e hoje transformam a nossa vida.

Quantas pessoas têm necessidade de crer uma vez mais em Cristo? O que acontece em nossa vida? Por que não conseguimos dizer como São Paulo “nada poderá nos afastar de Deus”? Porque esse amor é apenas um conhecimento em nossa mente. Para que nada nos separe desse amor, precisamos ter uma experiência com o Senhor Jesus.

Quando rezamos, pode acontecer de, em nossas orações, estarmos distantes de Cristo. Uma das coisas que mais agradeço a Deus são as experiências que Ele nos concede. Estas podem ser até de um segundo, mas transformam o nosso coração. Então, esse Cristo já não é mais longínquo, pois Ele nos ama com o amor eterno. O problema é nosso, pois somos nós quem deixamos de amá-Lo. Deus nunca vai deixar de nos amar.

Muitas vezes, em suas orações, você diz: “Deus por que estás longe?”, mas Ele está ao seu lado, quer abraçá-lo, mas você não deixa. Quantas vezes você simplesmente passou diante do Santíssimo Sacramento? Precisamos renovar nossa oração, porque o que Deus quer de nós não são palavras ou gestos, mas o nosso coração. No entanto, nós colocamos uma barreira em nosso coração para impedir que Cristo se aproxime de nós. Sabe por quê? Porque, talvez, nele exista algo perigoso que freie a ação do Pai: a falta de perdão.

"Sabe qual a maior obra que existe? A sua capacidade de perdoar."
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com

Meus irmãos, se Cristo, na cruz, foi capaz de dizer “Pai, perdoa-lhes, porque não sabem o que fazem”, por que nos atrevemos a nos aproximarmos d'Ele se, no nosso coração, existe falta de perdão? Isso é muito sério.

Quem experimenta Deus é capaz de realizar grandes obras. Sabe qual a maior obra que existe? A sua capacidade de perdoar.

“Porque isto declara o Senhor dos exércitos (que me enviou, depois) da provação, contra as nações que vos despojaram: quem vos toca, toca a menina dos meus olhos” (Zacarias 2,12).

O profeta Zacarias diz que somos a menina dos olhos de Deus. Somos mimados pelo Senhor. A Palavra d'Ele é fiel, não falha. O amor do Senhor por nós fez com que nosso nome fosse escrito nas mãos d'Ele. Por isso, como diz Santo Afonso de Ligório, “nenhuma língua é capaz de expressar a grandeza do amor de Deus por nós”.

Conhecer o amor de Cristo desafia todo o nosso conhecimento e implica de nós duas coisas. Primeira: é o que na vida cristã se chama mística; segunda: a ascese. Esse desafio é a certeza da vitória. Basta que nos entreguemos.

Mística significa a nossa relação direta com o Senhor. São os presentes que Ele nos dá por meio do Espírito Santo. Constantemente, Deus nos diz que Ele é o Senhor da abundância, por isso quer uma tempestade de graças sobre nós em todos os momentos. Ascese é você suar a camisa, é lutar, ser santo. Deus poderia fazer qualquer um de nós santos, mas, na via normal, Ele pede nosso suor. Por isso, tantos vão dando passos para trás! E você? Está ajudando para que o amor de Deus cresça em você ou está dando passos para trás por medo do Senhor?

Deus nos pede esforço, suor. Significa chegar ao momento de oração e não querer rezar, mas, nessa hora, fazer nossas orações assim mesmo. Qual é a oração mais importante da nossa vida? A Santa Missa. Ela tem de ser para nós o momento mais esperado na semana. Mas vejo católicos chegando cansados para a Celebração Eucarística, apenas para “bater o cartão”. Mas Deus quer de nós uma atitude de maior ascese também na Missa.

Qual tem sido seu esforço para se encontrar com Deus? O amor d'Ele sempre quer se fazer novo em nós. Ele é amor eterno.

Nada nem ninguém pode nos separar do amor de Deus!

Transcrição e adaptação: Michelle Mimoso


Adquira esta pregação pelo telefone (12) 3186-2600



Veja mais:


:: "No labirinto, jovens refletem sobre as escolhas feitas na vida'
:: "Sempre tive vontade de ter uma foto de família"
:: Trilha no Acampamento Revolução Jesus

:: Meu pai não é quadrado – pregação da Magda
:: Quero um amor maior- pregação padre Paulo Ricardo

:: Quero pegar, mas Cristo me pegou- pregação Emanuel
:: Modulo "Anazopiren"

 

Conheça mais do nosso conteúdo:

:: WebTVCN, muitos vídeos para você
:: Gente de fé, a sua comunidade de relacionamento cristã
:: Podcasts: ouça áudios sobre variados assuntos
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova

Para o seu celular:

:: Canção Nova Mobile
:: CN Chama, a Palavra de Deus no seu celular
:: Iphone

Mais canais na web:

:: meadiciona.com/cancaonova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo