Namoro, alicerce para o matrimônio

Eliana e Ricardo Sá
Foto: Daniel Mafra/ Cancaonova.com

O amor que celebramos, hoje, é, acima de tudo, o amor de Deus. Fico imaginando o que os meios de comunicação secular estão fazendo com o amor. Eles o estão distorcendo, estão modificando o modo como o homem e a mulher vivem, destruindo a família que é um dom maravilhoso de Deus. Por isso, é um dever amar a família e, acima de tudo, rezar, porque o Senhor é o verdadeiro amor que nos fundamenta!

Nós já ouvimos falar que o casamento é o alicerce de um namoro bem vivido, que deu certo. O primeiro fundamento é: “o namoro precisa ser de Deus”. Um casamento certo, é um namoro que deu certo, porque o alicerce de tudo é Deus! Nós precisamos pedir a ajuda de Cristo para sermos eternos namorados.

Vamos falar de alguns pontos que ajudarão na relação do casal, porque não existe uma "receita" para um namoro perfeito, mas um caminho.

Temos de continuar conhecendo um ao outro, pois a pessoa que escolhemos será aquela que viverá ao nosso lado. Mas o que vamos semear no coração do outro durante o tempo do namoro? O conhecimento. Vamos conhecendo um ao outro; é um exercício que precisamos fazer todos os dias.

Namoro é tempo para conversar muito! Não é tempo para conhecer o corpo, mas a alma; é tempo de conversar, observar o outro; perceber o que ele gosta, como cuida da família. Se não dedicarmos o tempo do namoro para o conhecimento, ele não dará certo!

O tempo da conversa é essencial para conhecermos a pessoa que está ao nosso lado. Se não conversamos no namoro, não haverá diálogo no noivado, muito menos no casamento! O que fazer? Namore! Converse, passeie, vá ao cinema com seu (sua) namorado (a).

As redes sociais são um "inferno" quando as pessoas curtem e compartilham aquilo que não é bom, como se fosse necessário viver assim, como se o namoro tivesse de ter a transa. Há uma "enxurrada" de informações que roubam de nós a essência do amor. Não estrague a forma de amar como Deus nos ensina!

Se você está namorando dessa forma, ainda há tempo de salvar, de resgatar o seu relacionamento, porque estamos no tempo da misericórdia! Namorar sem fazer sexo, sem conhecer o corpo do outro nos previne de surpresas desastrosas no futuro.

"Namorar é conhecer para amar, namorar é estar próximo para entender!", ensina o casal
Foto: Daniel Mafra/ Cancaonova.com

Uma pergunta que precisa ser feita: "Por que não ter um relacionamento sexual no namoro?". Porque ninguém, nunca, está pronto. É sempre desastroso, porque não é só a entrega do corpo, mas da alma, do sentimento. Precisamos ter a bênção de Deus sobre o nosso relacionamento. O resultado de uma sexualidade mal vivida traz problemas como a separação, a traição no relacionamento.

É hora de decisão! Dê de presente ao seu namorado a castidade. Precisamos tomar pose dessa realidade! Precisamos ter muita consciência e clareza para compreender que namoro é tempo de o casal se conhecer. Por isso, o sexo no namoro queima todas as etapas do relacionamento. O dom de Deus é a vida sexual no momento certo!

Como viver a castidade no namoro ou no noivado? Como se trata de uma grande luta, temos de entender que caminhar sem Deus não dá, pois Ele é a defesa para essas lutas que enfrentamos em nosso namoro. Quando você conta muito consigo mesmo, quando acha que é capaz de vencer com suas próprias forças, fracassa!

Seu parceiro pode se tornar um eterno namorado; tudo vai depender do namoro que vocês tiverem. Decidimos ser "eternos namorados" quando respeitamos o outro, conhecemos quem ele é. Namorar é conhecer para amar, namorar é estar próximo para entender! Para permanecermos eternos namorados, precisamos cultivar o romantismo segundo a vontade de Deus.

Transcrição e adaptação: Karina Aparecida


Ricardo e Eliana Sá


Casal de missionários da Canção Nova

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo