Não façamos da casa de Deus um comércio

Dom Benidito Beni
Foto: arquivo/cancanova.com
A liturgia de hoje celebra a festa da dedicação da Basílica do Latrão. Dedicação é a expansão de um espaço para a pregação da Palavra de Deus. Esta basílica era o palácio do imperador, ela é a principal igreja de Roma e é a chamada mãe de todas as igrejas. O Evangelho mostra o zelo de Jesus pelo templo. O átrio do templo havia se transformado num curral, onde eram vendidos os animais. Era o local onde os judeus trocavam moedas de muita injustiça.

Jesus expulsou os vendedores e nós não podemos fazer da casa de Deus uma casa de comércio.

A comunidade cristã reunida é o local no qual Deus se faz presente. Não é apenas local de concreto, que pode ser profanado, mas é o templo, o corpo do ser humano. Vale a admoestação do apóstolo São Paulo: “quem destrói o templo de Deus, destrói o seu próprio corpo.”

Os judeus presentes pensavam que Jesus se referia ao templo de pedra, mas o evangelista destaca que este templo é a Sua própria carne e por extensão do corpo de Jesus podemos dizer que o corpo de todo o ser humano é templo de Deus.

"Sejamos discípulos de Jesus", motiva Dom Beni.
Foto: arquivo/cancanova.com

Nós podemos demonstrar com o nosso corpo a adoração e o louvor ao Senhor. O corpo humano, muitas vezes, é profanado e manipulado como objeto de prazer e divertimento. Nós somos templos de Deus. Quem destrói o templo do Senhor, destrói a si mesmo. Que estas palavras de São João nos leve à conversão.

Hoje tem início o Congresso das Novas Comunidades, o qual, durante este encontro, possamos contemplar a beleza que são os carismas, dons do Espírito Santo que são dados aos seus escolhidos. Portanto, os carismáticos são depositários dos dons divinos. Devemos perceber a importância dos carismas para a Igreja, pois somos comunicadores de Cristo para o mundo. Existem, dentro da Igreja, os carismas individuais e comunitários.

Hoje, o Espírito Santo está derramando sobre a Igreja uma abundância de carismas. O objetivo da nova evangelização é transmitir a fé aos cristãos. Não podemos viver como se Deus não existisse. Que este congresso seja motivo de louvor ao Espírito Santo. Que nele possamos repetir: "Vem, Espírito Santo!

Transcrição e Adaptação: Luana Oliveira (@LuanaCN)


Dom Benedito Beni


Bispo emérito da diocese de Lorena (SP)

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo