Nós deveríamos reverenciar mais São José

Dom Cipriano Chagas
Foto: Andrea Moraes/CN

As leituras de hoje nos mergulham no mistério de Deus, Deus faz as sua escolhas e realiza as suas promessas. O evangelho nos fala da geração de Jesus, de sua origem e nos apresenta duas pessoas que Deus escolheu, Maria e José. Maria ficou grávida pela ação do Espírito Santo e José sendo justo decidiu a deixá-la em segredo, pois naquela época se a noiva aparecia grávida era apedrejada até a morte. E quando José pensou em abandoná-la o anjo lhe aparece em sonho e lhe diz o plano de Deus.

Chama José de Filho de Davi para recordar a profecia feita a Davi, e recordar a José que ele era o o escolhido para a realização dessa promessa. E neste momento José fez a ligação, que competia a ele realizar a profecia feita a Davi.

Maria sendo concebida sem pecado, nesse sentido superior a José, pois José não foi concebido sem pecado, mas no plano de Deus José tem um papel importante, foi escolhido para guardar Maria e embora Maria fosse concebida sem pecado, cabia a José dar o nome a Jesus e não a Maria. José dá o nome ao filho de Maria, pois ele foi escolhido por Deus.

“Ela [Maria]dará à luz um filho, e tu lhe darás o nome de Jesus, pois ele vai salvar o seu povo dos seus pecados” (Mateus 1,21) Cabe a José a importância de dar o nome a Jesus. Quando Deus criou o mundo, Adão deu o nome a todas as criaturas e aqui José faz o papel de Adão, vai como um segundo Adão dando nome Aquele que fez todas as criaturas.

"Deus faz as sua escolhas e realiza as suas promessas."
Foto: Andrea Moraes/CN

Nós deveríamos reverenciar mais São José, foi Ele que deu o nome de Jesus, que vai salvar o povo de seus pecados. Quando acordou, José obedeceu. Aqueles que são escolhidos por Deus, Maria quando o anjo anunciou a Maria, ela disse “faça-se em mim conforme a vossa vontade”São José, quando acordou fez conforme o Anjo do Senhor havia mandado, é a restauração da humanidade na obediência a Deus, restaurando o que Adão tinha perdido pela sua desobediência. José e Maria e depois Jesus, dizendo de sua paixão e morte. Mas já aqui, Jesus assume a nossa natureza em obediência. Jesus é nosso salvador, pois o Pai quis nos salvar através dele.

Isso nos mostra o quanto o Pai nos ama, a ponto mandar seu filho para morrer em nosso lugar, para assumir a nossa natureza, a ponto de criar uma mulher, concebida sem pecado, para dar a luz a seu filho e quando Ele nos ama por dar a Maria um guardião que daria o nome a seu filho, José.

Devemos estar muitos gratos sempre a Maria, a José, a Jesus e ao Pai e essa gratidão se dá através de nosso amor ao Espírito. O Senhor nos situa no centro da Santíssima Trindade. E se estamos situados no centro da Trindade, compete a nós ver como devemos viver a nossa vida, pois a Santíssima Trindade habita em nós.

 

Transcrição: Regiane Calixto

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo