Nossos filhos são de Deus

Mazinho e Celiane
Foto: Robson Siqueira/CN

É uma alegria estarmos aqui partilhando da nossa família. Quando partilhamos da nossa casa corremos um grande risco, porque é a nossa intimidade, mas nós queremos correr este risco com vocês.

Nós estamos fazendo hoje aniversário de casamento … temos 3 filhas, Rafaela, Jéssica e Samara, uma delas, a Rafaela está na Canção Nova e hoje está em missão no Rio de Janeiro.

Nossas famílias, como dizia o Pe. Paulo Ricardo, ainda são famílias cristãs, não podemos nos esconder atrás do silêncio e deixar que o ateísmo implante a sua ideologia. É preciso falar, é preciso sair do anonimato. Nós somos a igreja militante e estamos a caminho da igreja triunfante, mas não esqueçamos que estamos aqui nesta terra e temos que lutar e dizer "eu quero ser santo!". Gente nossas famílias estão se perdendo porque queremos ser "deus" de nós mesmos, o trabalho, o dinheiro, a libertinagem está sendo o deus de nossas famílias, e ainda dizemos que somos Católicos.

Nós cristãos, Católicos, maioria, mas infelizmente silenciosa neste país, precisamos educar nossos filhos para Deus, plantar no coração deles sementes de céu.

No exortação apostólica Familiares Consortio, o Papa João Paulo II diz tudo sobre a educação dos filhos. Este documento precisa ser o livro de cabeceira, não deixe que a educação do seu filho fique nas mãos de outras pessoas. Como dizia o Pe. Paulo em outra pregação: "enquanto os filhos estiverem morando na casa dos pais, quem manda na casa são vocês".

Muitas vezes nós paramos nos pequenos erros dos nossos filhos e não partimos para o que eles fazem de positivo. Tudo na nossa vida precisa ser corrigido mas a partir do positivo. Começa falando com seu filho o que ele fez de bom e depois corrige o que não foi tão bom. Eu corrigi isto em mim ao longo dos anos na Canção Nova.

Eu via lá em casa, que quando isso acontecia, as nossas filhas diziam que não valia de nada o que elas faziam de bom, e isso era negativo. Muitas vezes nós não temos paciência com os nossos filhos, mas com paciência se ouve, educa, e leva pra Deus. Deposite crédito positivo nos seus filhos, gaste tempo com eles.

 

Precisamos acolher nossos filhos porque eles erram como a gente erra. Nós precisamos acolher com o mesmo amor como acolheu o pai da parábola do filho pródigo. Nós precisamos acolher as mazelas dos nossos filhos, nossos ouvidos (pais), precisam acolher as mazelas de nossos filhos, porque se ele não encontra o seu ouvido ele vai buscar outro.

"Precisamos plantar sementes de céu no coração dos filhos"
Foto: Robson Siqueira/CN

Não podemos deixar de rezar pelos nossos filhos, ainda que eles não nos acompanhem nas nossas orações. Não desista nunca, reze, use a sua autoridade de pai e mãe para combater pelo seu filho. Nós temos o testemunho da Eliana Ribeiro que chegava em casa alcoolizada, e o pai estava lá, acolhendo, veja o que é a Eliana hoje, o que aconteceria se o pai tivesse colocado ela pra fora de casa? Não desista, reze pelo seu filho todos os dias, pois nem que seja na última hora ele vai encontrar a Deus.

Precisamos gritar para o mundo ouvir que Jesus Cristo é o Senhor

Transcrição e adaptação: Daniel Machado


Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova e
retuite a mensagem que mais falar ao seu coração.

ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE:
(12) 3186 2600

Veja também:
:: Episódios do programa 'Vida em família', da WebTVCN
:: Leia este conteúdo no Iphone
:: Cadastre sua paróquia ou capela no Portal Canção Nova


Mazinho e Celiane


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo