O amor de Deus é um amor de sacrifício

Roberto Tannus
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com
Queremos mergulhar no amor de Deus, esse amor que faz tudo por nós com muito sacrifício. Amor de pai e mãe é assim, pois eles se sacrificam por cada filho. Um amor de verdade é esse que vem de quem deu a vida por nós!

Vamos ver, na Palavra de Deus, esse amor. Abrão faz um sacrifício de amor. "Ora, o Senhor disse a Abrão: Sai-te da tua terra, da tua parentela e da casa de teu pai, para a terra que eu te mostrarei. E far-te-ei uma grande nação, e abençoar-te-ei e engrandecerei o teu nome; e tu serás uma bênção. E abençoarei os que te abençoarem, e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; e em ti serão benditas todas as famílias da terra. Assim partiu Abrão como o Senhor lhe tinha dito, e foi Ló com ele; e era Abrão da idade de setenta e cinco anos quando saiu de Harã” (Gênesis 12,1-4).

No lugar de Deus, você escolheria um homem de setenta e cinco anos anos de idade para ser pai de seu filho? Acredito que escolheríamos uma pessoa mais nova, mas Deus é diferente, porque confiou em Abrão.

Aqui podemos observar a segunda aparição de Deus a Abrão: “Depois destas coisas veio a palavra do Senhor a Abrão em visão, dizendo: Não temas, Abrão, eu sou o teu escudo, o teu grandíssimo galardão. Então disse Abrão: Senhor Deus, que me hás de dar, pois ando sem filhos, e o mordomo da minha casa é o damasceno Eliézer? Disse mais Abrão: Eis que não me tens dado filhos, e eis que um nascido na minha casa será o meu herdeiro. E eis que veio a palavra do Senhor a ele dizendo: Este não será o teu herdeiro; mas aquele que de tuas entranhas sair, este será o teu herdeiro. Então o levou fora, e disse: Olha agora para os céus, e conta as estrelas, se as podes contar. E disse-lhe: Assim será a tua descendência. E creu ele no Senhor, e imputou-lhe isto por justiça. Disse-lhe mais: Eu sou o Senhor, que te tirei de Ur dos caldeus, para dar-te a ti esta terra, para herdá-la” (Gênesis 15,1-7).

Abrão confiou em Deus!

Nosso Senhor vai se revelando aos poucos a Ele. Em Gênesis, capitulo 17, vemos a terceira aparição de Deus, quando Ele muda o nome de Abrão: “Sendo, pois, Abrão da idade de noventa e nove anos, apareceu o Senhor e disse-lhe: Eu sou o Deus Todo-Poderoso, anda em minha presença e sê perfeito. E porei a minha aliança entre mim e ti, e te multiplicarei grandissimamente. Então caiu Abrão sobre o seu rosto, e falou Deus com ele, dizendo: Quanto a mim, eis a minha aliança contigo: serás o pai de muitas nações; E não se chamará mais o teu nome Abrão, mas Abraão será o teu nome; porque por pai de muitas nações te tenho posto.

Muitas vezes, estragamos os planos de Jesus Cristo na nossa vida, querendo fazer nossas vontades. Precisamo confiar e buscar a vontade do Pai.

Na quarta aparição, em Gênesis 18,1-12, vemos: Depois, apareceu-lhe o Senhor nos carvalhais de Manre, estando ele assentado à porta da tenda, no calor do dia. E levantou os seus olhos, e olhou, e eis três homens em pé junto a ele. E vendo-os, correu da porta da tenda ao seu encontro e inclinou-se à terra, E disse: Meu Senhor, se agora tenho achado graça aos teus olhos, rogo-te que não passes de teu servo. Que se traga já um pouco de água, e lavai os vossos pés, e recostai-vos debaixo desta árvore; E trarei um bocado de pão, para que esforceis o vosso coração; depois passareis adiante, porquanto por isso chegastes até vosso servo. E disseram: Assim faze como disseste. E Abraão apressou-se em ir ter com Sara à tenda, e disse-lhe: Amassa depressa três medidas de flor de farinha, e faze bolos. E correu Abraão às vacas, e tomou uma vitela tenra e boa, e deu-a ao moço, que se apressou em prepará-la. E tomou manteiga e leite, e a vitela que tinha preparado, e pôs tudo diante deles, e ele estava em pé junto a eles debaixo da árvore; e comeram. E disseram-lhe: Onde está Sara, tua mulher? E ele disse: Ei-la aí na tenda. E disse: Certamente tornarei a ti por este tempo da vida; e eis que Sara tua mulher terá um filho. E Sara escutava à porta da tenda, que estava atrás dele. E eram Abraão e Sara já velhos, e adiantados em idade; já a Sara havia cessado o costume das mulheres. Assim, pois, riu-se Sara consigo, dizendo: Terei ainda deleite depois de haver envelhecido, sendo também o meu senhor já velho?

Às vezes, precisamos ser hospitaleiros como Abraão, pois Deus não nos deixa faltar nada. Ele sempre abençoa a casa cheia, mesmo não tendo muita coisa para servir aos convidados. Jesus Cristo providencia tudo para que os convidados saiam abençoados e vejam que nossa casa é Deus quem habita.

É preciso confiar como Abraão!

"É preciso confiar como Abraão!", diz Roberto Tannus
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com
E o Senhor visitou a Sara, como tinha dito; e fez o Senhor a Sara como tinha prometido. E concebeu Sara, e deu a Abraão um filho na sua velhice, ao tempo determinado, que Deus lhe tinha falado. E Abraão pôs no filho que lhe nascera, que Sara lhe dera, o nome de Isaque. E Abraão circuncidou o seu filho Isaque, quando era da idade de oito dias, como Deus lhe tinha ordenado. E era Abraão da idade de cem anos, quando lhe nasceu Isaque seu filho. E disse Sara: Deus me tem feito riso; todo aquele que o ouvir se rirá comigo” (Gênesis 21,1-6).

É preciso esperar em Deus. Muitas vezes, queremos tudo no nosso tempo, mas temos de aguardar com fidelidade. O filho de Abraão é o filho da promessa.

E aconteceu depois destas coisas, que provou Deus a Abraão, e disse-lhe: Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. E disse: Toma agora o teu filho, o teu único filho, Isaque, a quem amas, e vai-te à terra de Moriá, e oferece-o ali em holocausto sobre uma das montanhas, que eu te direi. Então se levantou Abraão pela manhã de madrugada, e albardou o seu jumento, e tomou consigo dois de seus moços e Isaque seu filho; e cortou lenha para o holocausto, e levantou-se, e foi ao lugar que Deus lhe dissera. Ao terceiro dia levantou Abraão os seus olhos, e viu o lugar de longe. E disse Abraão a seus moços: Ficai-vos aqui com o jumento, e eu e o moço iremos até ali; e havendo adorado, tornaremos a vós. E tomou Abraão a lenha do holocausto, e pô-la sobre Isaque seu filho; e ele tomou o fogo e o cutelo na sua mão, e foram ambos juntos. Então falou Isaque a Abraão seu pai, e disse: Meu pai! E ele disse: Eis-me aqui, meu filho! E ele disse: Eis aqui o fogo e a lenha, mas onde está o cordeiro para o holocausto? E disse Abraão: Deus proverá para si o cordeiro para o holocausto, meu filho. Assim caminharam ambos juntos. E chegaram ao lugar que Deus lhe dissera, e edificou Abraão ali um altar e pôs em ordem a lenha, e amarrou a Isaque seu filho, e deitou-o sobre o altar em cima da lenha. E estendeu Abraão a sua mão, e tomou o cutelo para imolar o seu filho; Mas o anjo do SENHOR lhe bradou desde os céus, e disse: Abraão, Abraão! E ele disse: Eis-me aqui. Então disse: Não estendas a tua mão sobre o moço, e não lhe faças nada; porquanto agora sei que temes a Deus, e não me negaste o teu filho, o teu único filho. Então levantou Abraão os seus olhos e olhou; e eis um carneiro detrás dele, travado pelos seus chifres, num mato; e foi Abraão, e tomou o carneiro, e ofereceu-o em holocausto, em lugar de seu filho. E chamou Abraão o nome daquele lugar: O SENHOR PROVERA; donde se diz até ao dia de hoje: No monte do SENHOR se proverá” (Gênesis 22,1-14).

Deus não quer a destruição de uma família, porém, muitas vezes, amamos mais os filhos(as) e esposo(a) do que o Senhor Jesus Cristo. Nada pode estar acima do amor ao Pai.

Abraão tem fé nesse Deus! O amor dele é de confiança, mesmo tendo de sacrificar seu filho. O cordeiro do sacrifício é Jesus, Aquele que morreu por nossos pecados. Todo aquele que tem Jesus Cristo é herdeiro de Abrão. Isaque carregou lenho para ser oferecido em holocausto, como fez Jesus por nós.

"Nós somos herdeiros do Céu!", confirma Roberto Tannus
Foto: Wesley Almeida/Cancaonova.com
Nós somos herdeiros do céu! Somente quem ama é capaz de lançar-se nas chamas para nos salvar, como fez Jesus Cristo por nós.

Deus tem uma promessa de vida eterna. No céu, vamos viver dias de glória e nos lembrar dos nossos sofrimentos aqui nesta Terra. Tudo na vida passa, por isso não podemos ter medo de amar mesmo não sendo amado; precisamos confiar no amor de Deus. Portanto, não perca a vida eterna por prazeres fúteis; não tenha medo de amar, de trabalhar para salvar sua família. Vale a pena amar e dar a vida para Deus. Ele já se sacrificou para dar a vida  d'Ele por cada um de nós. Não tenha medo do Senhor e sacrifique sua vida por Ele!

Mesmo em meios às dores e sofrimentos, mesmo que seu filho esteja nas drogas ou seu casamento esteja acabando, confie em Jesus, afinal Nosso Senhor Jesus Cristo tira das cinzas uma vida nova, pois Ele tem o poder.

Ninguém pode amar tanto você como Nosso Deus nos ama. Ele está entre nós por meio da Eucaristia; contudo, busque-O e persevere.

Transcrição e adaptação: Thaís Rufino de Azevedo


Roberto Tannus


Pregador oficial da Renovação Carismática Católica (RCC)

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo