O Espírito Santo está sobre mim

Queridos irmãos e irmãs, o Evangelho de São Lucas foi escrito para pessoas que vinham de longe. Pessoas que tinham se convertido do paganismo. Pessoas que precisavam saber bem das histórias de Jesus, porque não sabiam como os primeiros discípulos caminharam com Ele. Eram pessoas que se sentiam atraídas pelos detalhes da vida de Jesus, e o Espírito Santo já havia agido nelas, por isso desejavam algo muito maior. Saber o que Jesus trouxe para suas vidas e porque muitos falavam de sua volta.

E, muitas vezes, o Evangelho de Lucas nos ajuda a entender dessas coisas. Coloquemo-nos nessa situação de pessoas que têm essa ânsia de saber o que Jesus veio nos trazer. As pessoas ficavam encantadas com Jesus, com seu jeito de falar. Ficavam "dependuradas" na Sua Palavra. Hoje também desejo que fiquemos encantados com a Palavra, acolhendo o "novo" que ela traz.

Vamos parar em algumas expressões. Nosso Senhor recebeu o Espírito Santo, mas Ele não é Deus?
É justamente porque na vida da Santíssima Trindade é um constante "dar e oferecer", um Amor cheio de reciprocidade, do Espírito que vem ao Filho e do Filho que se doa ao Pai. Em Deus não existe "eu sou eu". O jeito de viver de Deus é de uma abertura de um amor infinito que dura toda a eternidade.

"Deus quer entrar em todas as situações da nossa vida" afirma Dom Alberto
Foto: Robson Siqueira

"O Espírito Santo está sobre mim". A unção de reis e profetas era feita ao se derramar óleo sobre eles. E aquele óleo se espalhava. Ficavam totalmente embebidos, como na madeira, onde o óleo vai penetrando, sem perder suas propriedades. E o óleo é sinal do Espírito Santo de Deus, que penetra em nós e vai até a raiz mais profunda do nosso ser e não se perde. Nós também fomos ungidos e o Espírito Santo foi derramado em nós pelo Batismo; Ele vem com abundância sobre nós. Por causa de Jesus, essa unção se derrama também sobre nós. Esse Jesus – ungido do Pai – traz a Boa Nova.

Ouvir o Evangelho traz liberdade. O ano da graça do Senhor começou com Ele e não se acabou.
Qual a nossa atitude a tomar? Primeiro, ir atrás dessa fonte de graças, d'Aquele que é ungido do Pai e se derrama e se oferece a nós. Segundo, não deixar que qualquer recanto da nossa sede, fome, indigência, pequenez, fraqueza, nenhum recanto do nosso ser fique excluído da unção. Deus quer entrar em todas as situações de nossa vida. Deus quer penetrar com Sua graça em cada recanto de nosso ser. Mas Ele não obriga, Ele propõe. A graça é posta à nossa disposição. Mas depende de nós acolhê-la ou não. Deus nos oferece. Ele pede nossa resposta. E uma forma de responder é sermos como Ele, sendo capazes de espalhar essa Boa Nova aonde formos. Quem acolhe, deixa que a unção penetre no mais profundo do ser e se torna participante da graça. E começa a contribuir como uma pessoa ungida, como um profeta, servidores para que a mesma Boa Nova chegue a todos.

"Em Deus não existe 'eu sou eu'" recorda Dom Alberto
Foto: Robson Siqueira

Quem se encontra conosco encontra anunciadores de destruição ou nos vê como anunciadores da liberdade, da Boa Nova? Mostramos o brilho no nosso olhar, no nosso comportamento?

Hoje tenho um desejo no coração muito sério: De que o Senhor nos conduza ao Altar da Eucaristia, porque Deus em toda celebração da Santa Missa fala e faz. Assim a Boa Nova é proclamada. Você se alimenta do Pão da Vida, você bebe do Cálice da Salvação e, por isso, quando você comunga – recebendo o Corpo entregue e o Sangue derramado de Cristo – você se torna uma manifestação do Reino de Deus.
Aqui o Senhor quer reinar. Nesta Santa Missa nós nos aproximamos do Deus que se faz Pão e se faz Alimento.

Peço um compromisso de oração por esses seminaristas, que participaram deste Renasem (Retiro Nacional de Seminaristas). Pessoas que foram escolhidas por Deus. E vocês, povo de Deus, rezem por esses seminaristas, mas também façam tudo que estiver ao alcance para que ótimas vocações sacerdotais possam surgir. Peço a Deus que Ele derrame o Seu Santo Espírito e muitas vocações sejam suscitadas.

Ontem, após a Santa Missa, impressionou-me quando um adolescente gritou para nós: "Eu quero ser padre!". Queridos seminaristas que participam do Renasem, a vida de vocês e o testemunho de vocês suscitam os frutos. Vocês estão plantando. Sendo o que são, sendo o que Deus quer de vocês. Sejam estímulo e também testemunho.

Transcrição: Nara Bessa


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO NOSSO TELEFONE
(12)3186-2600



Dom Alberto Taveira Corrêa


Arcebispo de Belém – PA

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo