O fruto da árvore da vida

.: Ouça esta pregação na íntegra

\”As doze portas são doze pérolas; cada porta é feita de uma única pérola. A praça da cidade é de ouro purificado, como vidro transparente. Não vi nenhum templo na cidade, pois o seu templo é próprio Senhor, o Deus Todo-poderoso, e o Cordeiro. A cidade não precisa de sol nem de lua que a iluminem, pois a glória de Deus é a sua luz e a sua lâmpada é o Cordeiro…\”(Ap 21;21-27)

\”No meio da praça e em ambas as margens do rio cresce a árvore da vida, frutificando doze vezes por ano, produzindo cada m~es o seu fruto, e suas folhas servem para curar as nações.\”(Apo 22;2-5)

Estou falando da Jerusalém Celeste, e quem adentra a essa porta, encontrará uma praça, e bem no centro da praça encontrará uma árvore, chamada árvore da vida. Na bíblia o número doze significa plenitude, quer dizer que a árvore não para de dar frutos. Os habitantes dessa cidade de alimentam dessa árvore.

A Igreja é prefiguração da Jerusalém Celeste. Dentro dela há o extraordinário Reino de Deus, que não se vê com olhos humanos, é um mistério.
A Igreja Católica não se alimenta de pão, ela se alimenta da carne de nosso Senhor Jesus Cristo. Que é o bendito fruto dessa árvore, é a carne do Senhor.

Dizem os escritos da Igreja Católica Oriental, que no local onde Adão pecou a semente dela brotou a árvore que foi tirado o lenho da cruz de Cristo. Bendito o lenho árvore da vida. A árvore da vida é a cruz de Cristo.

Bendita a cruz por causa de Jesus. Não é a cruz que santificou Jesus, pelo contrário, Jesus é quem santifica o madeiro. O que era sinal de maldição tornou-se sinal de salvação. Porque Jesus, o fruto bendito, pregado na Cruz é chamada de bendita árvore.

E qual é o fruto dessa árvore? Eu respondo: \”O corpo de Cristo\”. E quantas vezes pelo mundo, a Igreja diz pela boca dos sacerdotes: \”O corpo de Cristo\”.

Muitos daqueles que se dizem \”evangélicos\”, não aceitam que o Apocalipse é a maior liturgia da Igreja Celeste, que se celebra sobre a terra. O Cordeiro de Deus é adorado pela Igreja, Ele não é só espírito, é carne e sangue.

E onde se fala da árvore da vida no Antigo Testamento? \”Ora, o Senhor Deus tinha plantado um jardim no Éden, do lado do Oriente, e colocou nele o homem que havia criado. O Senhor Deus fez brotar da terra toda a sorte de árvores, de aspecto agradável, e de frutos bons para comer; e a árvore da vida, no meio do Jardim, e a árvore da ciência do bem e do mal\” (Gen 2; 8-9)

Já no capítulo seguinte vem toda a tentação da serpente. \”A mulher respondeu-lhe: ‘Podemos comer do fruto das árvores do jardim. Mas do fruto da árvore que está no meio do jardim, Deus disse: ‘Vós não comereis dele, nem tocareis, para que não morrais\”.(Gn 3;2-4)

Adão e Eva quiseram comer o alimento que não eram dignos, pois pecaram pela desobediência, e o Senhor sabe muito bem porque proibiu. E o Senhor na sua sabedoria, no seu amor, toma toda a desgraça do pecado, e nos dá por amor o seu Filho. Ele nos dá a nova Eva.

Enquanto Eva não obedeceu a Deus, a Ave-Virgem, obedece, gera o Fruto da vida, por isso a Igreja Católica, tem uma honra extraordinária à mãe de Deus. Ela é a nova Eva, ela pode gerar o Filho de Deus. Enquanto Eva não pode nem chegar perto do Fruto da vida, a Virgem, além de poder tocar, ela pode gerar o Fruto, gerar a Deus. Estou falando da Eucaristia, o corpo e o sangue de Jesus.

Ela gera o Bendito fruto que será colocado na árvore da vida. Ela é a nova Eva, causa horror aos demônios, devido a sua obediência. Bendito é o fruto do teu ventre. Enquanto a Virgem é a nova Eva, Jesus Cristo é o novo Adão. Ele obedece até a morte, morte de cruz. E a entrega do Senhor dá a Igreja à alegria de nos aproximarmos da árvore da vida.

Hoje a Igreja, pela graça, pelo amor, pela misericórdia antecipa a Jerusalém Celeste, e nós nos alimentamos da árvore da vida. O alimento da Igreja Católica, não é um pão abençoado. A árvore da vida é a cruz de Jesus Cristo. Eu me alimento, você se alimenta do bendito fruto da árvore.

O Senhor mesmo disse: \”quando eu for levantado no madeiro atrairei todos a mim\”. O novo testamento anuncia: O centro da cidade celeste é o calvário, porque ali o Senhor atrai a todos. E por causa do seu sacrifício, Ele pode dar a Igreja o fruto da árvore da vida. E até a volta do Nosso Senhor Jesus Cristo, essa árvore não vai parar de dar frutos.

Enquanto Eva desobedece a Deus e quer se aproximar da árvore da vida, a Virgem vai ao calvário e ela está aos pés da árvore da vida. Quando a Igreja Católica diz que ama a mãe de Deus, ela tem fundamentos bíblicos para isso.

\”Bendito é o fruto do teu ventre, bendita é a tua virgindade, porque tu sendo virgem geraste o Fruto da árvore. Tu que és terror dos demônios, guarda-nos para comungar o teu Filho a cada dia\”.

Católicos, tenha um amor compacto, um amor centrado por Nossa Senhora, não um amor devocional, que às vezes não leva a nada. A virgem é a nova Eva obediente, que ama, adora, intercede, Mãe de Deus. Ela é Bem-Aventurada, tabernáculo do altíssimo.

E porque ela está diante da Cruz? Porque ela gerou O alimento da árvore. Quem não exclui a bíblia, que tem entendimento da Palavra, tem o conhecimento que ela é Bendita entre as mulheres.

Comungar Jesus é dar alegria a Igreja, porque Deus não é só Espírito não, Ele é carne e sangue. Ele é o Bendito fruto que nós comungamos.

\”Felizes os convidados para a mesa do cordeiro\”. Senhor, como é possível que esse fruto se multiplique e não para de alimentar a Igreja? E esse é um grande mistério da fé. \”Quem não comer da minha carne e não beber do meu sangue, não herdará a vida eterna\”.

Nós Católicos, devemos acreditar que Jesus está verdadeiramente presente na Eucaristia. Não posso comungar só quando eu creio em Jesus, mas também quando amo a Igreja, quando dou minha vida pela Igreja.

Por isso a Igreja convida: \”Felizes os convidados para o banquete nupcial do cordeiro\”. A Missa não é somente um banquete natural, ela é o sacrifício de Jesus. A Missa não é simbolismo de partilha, \”estamos todos juntos vamos à padaria pegar um pão\”, perdendo todo o sentido do sacrifício.

Hoje em dia os padres, não têm pregado absolutamente nada. As igrejas protestantes têm estado lotadas e a Igreja Católica cada vez mais vazia. Por que as pessoas têm entrado vazias e saido vazias. Tudo por que nós padres não temos dado Jesus para essas pessoas.

Sem a Missa não temos vida, sem comungar o corpo de Cristo, a vida se torna medíocre. Mesmo para aqueles que tem tudo. Mesmo que você diga que tem tudo, isso é ilusão, você precisa do Fruto da árvore da vida, de Deus no sacramento.

E nós Católicos, precisamos adentrar em Deus, com maturidade. Eu preciso de Deus, ser uma família de Deus. Eu preciso colocar a Missa em primeiro lugar na minha vida. Eu preciso adorar, amar e me entregar ao Bendito fruto da árvore da vida.

Transcrição: Priscilla Rodrigues
Fotos: Manoela Almeida

Padre Roberto Lettieri


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo