O homem novo sabe qual é o canto novo

Padre Delton Filho
Foto: Daniel Machado/ cancaonova.com

O Senhor nos convocou neste acampamento com uma palavra forte, a vivermos a união de corações, para uma harmonia do coração. Ele quer fazer de mim e de você um homem novo, que sabe o que é um canto novo. E o que é o homem novo? O homem novo e a mulher nova são aqueles que são batizados no Espírito Santo, por isso são cheios do Espírito Santo. E daí o canto novo brota naturalmente.

"E o que estava assentado sobre o trono disse: Eis que faço novas todas as coisas. E disse-me: Escreve; porque estas palavras são verdadeiras e fiéis". (Apocalipse 21:5)
 
As coisas do mal são repetitivas; a causa de nossas quedas são quase as mesmas coisas, por isso o Espírito está nos chamando para sermos novos.

E quero dar uma palavra para aqueles que estão começando: Bem-vindo! Avance para águas mais profundas! E também encontramos pessoas que já estão caminhando mais ou menos há 10 anos no ministério de música, a você a palavra é: aguente firme, até aqui o Senhor o ajudou! E para aqueles de mais de dez anos de caminhada, eu digo: o que importa é prosseguir decididamente, não pendure o microfone! Até o fim se Deus quiser! O Senhor também tem uma palavra para aqueles que estão cansados, sobrecarregados no seu ministério: Tomai ânimo! Não tenhais medo, Deus está nos meios de nós! Os jovens se cansam, cambaleiam, mas o Senhor renova as suas forças. E para isso o Senhor nos dá a graça do batismo no Espírito Santo.

Mas também tenho um recado para aqueles que estão no pecado, na lama: Não tenha medo, Deus está aberto para perdoá-lo. Os braços do Senhor jamais estão apontados para você dizendo: "Culpado!" Não são os curados que precisam de cura, mas os enfermos. Levante-se! Deus é misericordioso.

E também tenho uma palavra para aqueles que estão no ano dourado do seu ministério, os quais de certa forma estão fazendo “fama”: até agora não fizemos nada! São Paulo nos diz que ainda que eu cante na língua dos homens e dos anjos se eu não tiver amor de nada adiantará (cf. Coríntios 13, 1) . Quem perseverar até o fim será salvo.

Exatamente por causa do nosso chamado, Deus quer nos renovar. A Igreja diz: “Primeiro o homem, depois o santo”. Muitas pessoas que se encontram com Deus já querem caminhar nos altares da santidade, mas primeiro precisam trabalhar a humanidade. Não queira começar pelo telhado, é preciso começar pela base. Ao longo do tempo o Espírito Santo quer nos modelar.

Neste ano eu completo 13 anos de sacerdote, e até hoje eu olho para minha vida e vejo o quanto o Senhor precisou trabalhar. E isso às vezes dói, mas quem acaba fugindo da dor, acaba ficando pior. Primeiro Deus precisa trabalhar o homem, depois você se tornará um grande santo.

Vamos trabalhar neste acampamento com “Evangelli Gaudium” tomando como base três passos para sermos batizados no Espírito: "A nós, cristãos, este princípio fala-nos também da totalidade ou integridade do Evangelho que a Igreja nos transmite e envia a pregar. A sua riqueza plena incorpora académicos e operários, empresários e artistas, incorpora todos. A «mística popular» acolhe, a seu modo, o Evangelho inteiro e encarna-o em expressões de oração, de fraternidade, de justiça, de luta e de festa. A Boa Nova é a alegria dum Pai que não quer que se perca nenhum dos seus pequeninos. Assim nasce a alegria no Bom Pastor que encontra a ovelha perdida e a reintegra no seu rebanho" (n. 237). 

Essa palavra se encaixa perfeitamente no Acampamento para Músicos. O Evangelho nos cura. Primeira coisa que Deus quer nos ensinar: quem canta, toca e se envolve em outras artes tem um ministério. Deus quando o criou, o fez com uma trilha sonora, você não nasceu desprovido das graças do Espírito Santo. Você precisa tomar posse do seu ministério. 

O nosso ministério começa por um chamado. Qual é o primeiro passo? Encarar o nosso ministério. Abandone a si mesmo e assuma a cruz de Cristo! Um dia o Senhor o chamou, talvez por intermédio de uma música. O seu ministério é uma vocação. Quando eu declaro meu ministério, eu não paro nas aptidões humanas. Se o seu ministério é uma vocação, Deus jamais voltará atrás; seu chamado é irrevogável, sua vocação é dotada para salvar as pessoas. É preciso assumir o nosso ministério como uma vocação!

"O nosso ministério começa por um chamado", disse padre Delton Filho
Foto: Daniel Machado/ cancaonova.com

Se a sua vocação é salvar, Deus vai cobrá-lo por isso! É bonito e até romântico falar que o nosso ministério é uma vocação; mas ultrapassa isso, você tem um chamado, um desígnio de Deus para salvar as almas. Um dia você prestará contas disso ao Senhor. Um dia você vai morrer (tem gente que nem gosta de falar isso, mas é necessário); qual vai ser seu canto no dia de sua morte? Será que vai ser como o de Jesus, que cantou na cruz “tudo está consumando”, ou será que você vai dizer: “Eu perdi meu tempo!”. Feliz aquele músico que descobriu que seu ministério, mais do que um trabalho, é uma vocação!

Segundo passo do batismo no Espírito: “Deixar-se fecundar pela unção do outro", é citado no "Evangelli Gaudium". E não é só você que é ministro da arte! Você não é possuidor dessa missão, Deus colocou também unção no outro, e a unção do outro nos faz ter unção. Um ministro de música que não consegue se emocionar com o ministério do outro está se fechando, só consegue olhar para seu próprio umbigo.

Eu iniciei minha vida na Igreja como coroinha, e sempre fui muito tímido. Quando chegava visita em casa eu me escondia debaixo da calma. Quando Deus me revelou a música eu recebi muita cura, cura afetiva, e fui batizado no Espírito. E quando entrei no seminário meu bispo disse que eu estudaria fora, e eu já cantava com unção, por isso pensei: “Eu não posso esfriar na unção”, e me lembrei do Eugênio, que cantava muito bem, então escrevi uma carta para ele: “Eu sou um seminarista pobre, não tenho dinheiro, e estou indo para o estrangeiro, e sei que você tem muita coisa de carismático. O que você poderia me dar?” Ele me deu uma caixinha de cassete da missão "Mensagem 2000"; e quantas vezes  e quantos anos essa musicalidade alimentou meu ministério. Com exemplo dele, hoje eu consigo me emocionar e vibrar com meus irmãos. É preciso deixar-se batizar pela música do outro. E Deus quer realizar uma obra nova.

Terceiro passo do batismo: “Decidir-se pela conversão”. Não adie sua conversão pessoal, o Senhor o quer santo agora, neste momento. Cuidado para não construir a sua casa sobre a areia. Cuidado com o ministro da música que não respeita a visão do outro. Quem sobe na vida pisando nos outros, vai encontrá-lo quando cair. Na nossa missão existem armadilhas que querem seduzir nossa afetividade e nossa visão. Não manche o seu ministério, não deixe que o inimigo de Deus roube o seu ministério! 

Deixe-se guiar pela Igreja, se você soubesse o batismo no Espírito que acontece depois de uma confissão… É preciso se confessar bem e comungar bem! Busque um bom diretor espiritual, especialmente os coordenadores. Não continue seu ministério sem um diretor espiritual. Para encontrar um bom diretor tem que dobrar o joelho no chão. O ministro que não se deixa guiar, que não obedece, é incapaz de ter seu ministério ungido!

"Deus quando o criou, o fez com uma trilha sonora", afirma padre Delton Filho
Foto: Daniel Machado/ cancaonova.com

De que adianta um ministro tecnicamente bem, mas com seu espírito quebrado e sem unção! Tenha bons amigos, você não é obrigado a ser amigo íntimo de todos, mas com os poucos, seja íntimo, a Palavra diz que um amigo fiel é remédio, é vitalidade. Se você se sente ferido na sua afetividade, deixe Deus curá-lo, e curar com a ajuda dos amigos. Deus nos deu uma alma artística, as pessoas com esse dom têm seus afetos vividos de forma mais intensa, com a capacidade artística, o Senhor ativou a sensibilidade sexual também. Nós ministros da música precisamos trabalhar muito a parte humana, e para fazermos isso devemos nos submeter a alguém que tem autoridade sobre nós. Em Nome do Senhor Jesus, nossa maturidade vai sendo modelada. A terapia pode nos ajudar muito, mas nada se compara à ação do Espírito Santo de Deus em nós. E isso só acontece quando nós nos submetemos a alguém, a um diretor espiritual que nos acompanhe.

Transcrição e adaptação: Jakeline Megda D'Onofrio

 


Padre Delton Filho


Sacerdote da Comunidade Coração Fiel

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo