O mundo precisa de Deus

Tenho a alegria de apresentar os pais (foto abaixo) do menino João Hélio, que passou por toda aquela situação, no Rio de Janeiro. Agradeço a oferta que eles estão fazendo da dor pelo que aconteceu com seu filho. Fiz questão de trazê-los aqui para orarmos por eles.

Ouça: padre Jonas Abib reza pelos pais do garoto João Hélio, assassinado no Rio de Janeiro

O Brasil só vai mudar de situação pelo derramamento do Espírito Santo. Apenas intervenções sociais e políticas não vão resolver, é claro – precisamos dessas intervenções mas para que o país dê uma reviravolta como é necessário, só pelo Espírito Santo.

Jesus estava na Festa dos Tabernáculos, que os judeus celebram até hoje passando 40 dias em tendas. Para eles, essa festa não é somente uma recordação mas um reviver, um memorial daquilo que eles viveram nos 40 anos no deserto, em direção à Terra prometida.

No último dia da festa, Jesus com tanta ousadia, escolhe o lugar mais alto e grita “se alguém tem sede, venha a mim e beba. Quem crê em mim, conforme diz a Escritura, do seu interior correrão rios de água viva”. Imagine o impacto que aconteceu naquele povo.

Jesus, a partir do batismo no rio Jordão, ele foi sendo conduzido pelo Espírito Santo, não fazia mais nada por si mesmo. Ele, o Filho de Deus se sujeitou em tudo para que nós entendêssemos que isso também é para nós.

Entro agora na parte dolorosa: se o Brasil está como está não só no Rio de Janeiro e São Paulo, mas nas nossas cidades tem acontecido verdadeiros estragos na vida dos nossos jovens e adolescentes. Pelo álcool, as drogas, o estrago que está sendo feito na sexualidade dos nossos meninos e meninas.

A situação do João Hélio é uma demonstração do que está sendo feito com os nossos jovens e também com as nossas famílias, com nossos avós, gente já com o cabelo branco, que sao vitimas dessa situação atual. A nossa nação está se consumindo, se estragando e eu tenho a ousadia de dizer que está apodrecendo. E como sanar tudo isto? Por esta palavra que Jesus nos trouxe neste Evangelho: quem vê que tudo isso precisa mudar, venha a mim e beba, e do seu coração correrão rios de água viva. Não estamos falando de santos e perfeitos, mas de todos que crerem em Jesus.

Diz-se que no Brasil hoje a Renovação Carismática Católica tem 8 milhões de participantes. Mas o que é isto diante dos 180 milhões de brasileiros? Meus irmãos, a nossa nação, nossas instituições só vão mudar pelo Espírito Santo. Se não tivermos cada vez mais homens e mulheres cheios do Espírito Santo a coisa não vai melhorar.

Como padre José augusto disse hoje, nós recebemos o Espírito Santo para leva-lo aos outros. É o Senhor quem batiza, mas quem precisa falar dEle somos nós, quem precisa orar pelas pessoas somos nós. Você não precisa ser uma pessoa perfeita, mas apenas acreditar em Jesus. O Espírito Santo nos traz os dons próprios dele para que os usemos em favor dos nossos irmãos.

O mundo está se decompondo por falta de Deus. As nações estão se perdendo por falta de Deus, ele nem faz mais parte da vida deles. É como se dissessem “nós temos tecnologia suficiente para conduzir o mundo, não precisamos de Deus”. Nos tempos antigos, cada um escolhia seu deus para cultuar. É isso que acontece hoje também.

Mas o Brasil pode e precisa ser um celeiro de evangelização, porque somos cheios do Espírito Santo. Você viu a animação com que o Papa Bento XVI esteve no Brasil. Graças a Deus fizemos uma belíssima cobertura, nos unindo a outras emissoras que também reconheceram o Cristo Redentor.

O Brasil só vai mudar de situação pelo derramamento do Espírito Santo. Apenas intervenções sociais e políticas não vão resolver, é claro – precisamos dessas intervenções mas para que o país dê uma reviravolta como é necessário, só pelo Espírito Santo.


Transcrição: Tatiana Gomes
Fotos: Renan Félix


ADQUIRA ESSA PREGAÇÃO PELO TELEFONE
(12) 3186-2600


Lançamento: CD "Deus vai além" – Acesse o hotsite


Monsenhor Jonas Abib


Fundador da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo