O nosso chamado é fruto do amor de Deus

Padre Fernando Santamaria
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

A palava “radical” aponta para a origem, para aquilo que é básico. Este encontro nos convidará para voltamos à origem do plano de Deus para nossa vida, onde está Seu amor por nós.

Na origem está o amor de Deus. A Palavra nos diz que, antes da fundação do mundo, o amor do Pai já tinha um projeto para a Igreja, para cada um de nós. Veja como somos amados!

“Porque Cristo, estando nós ainda fracos, morreu a seu tempo pelos ímpios”
(Romanos 5:6).

Infelizmente, o pecado entrou no mundo, mas Deus, por causa de Seu infinito amor, enviou-nos Seu Filho para se entregar por nós e nos provar que o amor do Pai é maior do que tudo neste mundo.

Se você jovem, tem dúvida se seus pais o amam, se seus amigos o amam, saiba que o Senhor o ama infinitamente. Antes do início do mundo, já tínhamos sido planejamos, predestinados ao amor.

Na liturgia, vemos Simão e seu irmão Filipe, ambos eram pescadores; mas o Senhor os chamou para segui-Lo, pois faria deles pescadores de homens. Jesus nos chama. O nosso chamado é fruto do amor d'Ele. Ele nos chama, antes de tudo, para estamos com Ele. O que move o coração de Jesus em nossa direção é este amor que nos olha e, o que Ele vê vai além de Seus olhos, pois Ele vê aquilo que nem nós, muitas vezes, queremos aceitar.

A nossa verdade é feita da nossa realidade, e ela nem sempre é agradável a nós, àqueles que convivem conosco. Nem sempre é agradável para Deus.

Não é verdade que, muitas vezes, não entendemos a nós mesmos? Deus nos vê, Ele nos entende e quer nos envolver com Sua misericórdia, pois só o Seu Amor pode nos conversar, fazer uma virada radical em nossa vida.

"O amor move o coração de Jesus em nossa direção", diz padre.
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

 :: Veja fotos no Flickr
:: Veja + fotos também no Facebook

 

No amor revelado de Jesus, Pedro, André e Tiago deixam tudo para seguir o Mestre. Nós também temos de deixar tudo para seguirmos esse Senhor que quer nos fazer discípulos felizes. Nosso Deus quer a nossa resposta, pois sem ela a felicidade do coração d'Ele vai ficar represada.

Tantos desafios se apresentam em nossa vida e nós cedemos a eles, mas Deus não desiste de nós. Ele encontra diversas maneiras para nos dizer que nos ama, pois é Seu amor que vai nos dar forças para continuar, para vencer o pecado.

Às vezes, quando começamos a seguir Jesus, achamos que tudo mais será fácil, mas começamos a caminhar e, às vezes, voltamos; outras vezes, criamos novos vícios. Crer com o coração, confessar com a boca esse amor de Deus que salva, que gera fé foi um desafio para os primeiros chamados.

Quero convidar você a retomar, diante do amor de Deus, a sua luta. Se você não parou de lutar, ótimo! Faça-o agora com mais radicalidade, com mais fé.

Por amor a Deus precisamos abrir mão dos nossos apegos. Nosso amor maior precisa ser Jesus. É uma graça nos lembrarmos de cada pecado que o Senhor nos perdoa, mas precisamos deixar esse saco de pecados no fundo da misericórdia.

No céu, os santos continuam batalhando para que nós, a Igreja peregrina, cheguemos à Pátria Celeste. Meus irmãos, tudo o que tem valor tem um custo. Jesus o viu, o chamou e lhe fez a proposta: de fazer de você pescador de homens.

Virada radical é virar-se, a cada dia – e hoje é dia -, para Deus. Ser santo é a sua vocação, ser feliz no amor.

 

Transcrição e Adaptação: Michelle Mimoso


Padre Fernando Santamaria


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo