O que você quer que eu faça por você?

Padre Ruffus
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Na verdade, não há necessidade que eu pregue sobre o Evangelho de hoje, porque ele é o melhor sermão que podemos ouvir. Em primeiro lugar, precisamos compreender o cenário onde acontece esta citação do Evangelho. A cidade de Jericó é grande antiga e bonita, e o interessante é que fica abaixo do nível do mar. Jericó e Jerusalém eram cidades próximas, porém, está ultima fica acima do nível do mar.

Neste Evangelho Jesus nos narra uma linda história: “Jesus se aproximava de Jericó, um cego estava sentado à beira do caminho, pedindo esmolas.”(Lucas 18,35-43) O cego, ao ouvir falar que era Jesus se aproximando, começou a gritar: “Jesus Filho de Davi, tende misericórdia de mim,”. Esta frase é usada várias vezes na Bíblia. A palavra “misericórdia”, muitas vezes, não é traduzida corretamente, na verdade, misericórdia é a necessidade de se experimentar do amor de Deus e este deve ser o clamor de todo ser humano. Por isso que na Santa Missa, no momento do ato penitencial, dizemos três vezes: “Senhor, tende misericórdia/piedade de nós.”

"Jesus está sempre nos ouvindo.
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

:: Veja + fotos também no Facebook

Ao ver o cego gritar, as pessoas começaram a reprimi-lo, tentando impedi-lo de falar e, muitas vezes, acontece isso conosco, não somos oprimidos pelos demônios, mas pelas pessoas que estão ao nosso redor.

Jesus parou ao ouvi-lo e mandou Seus discípulos buscarem o cego. Jesus está sempre nos ouvindo. Então as pessoas, ao verem que Jesus mandou chamar o cego, dizem a ele: “Você é um cara de sorte!”, mesmo que elas diziam isso de maneira sarcástica, mas disseram: Jesus está te chamando, mesmo que diante do cego as pessoas tenham ficado com inveja, ele jogou o manto e cegamente ele correu em direção à voz de Jesus.

E o Senhor não começou logo rezar pela cura, não, Jesus lhe faz uma pergunta: “Que queres que eu faça por ti?”

Nos Evangelhos há três casos que aparece esta pergunta: “Que queres que eu faça por ti?”. Jesus faz esta pergunta porque Ele quer que a pessoa reflita o que realmente é a necessidade do seu coração. Essa pergunta fez com que este cego pense, talvez ele tenha pensado que Jesus pudesse dar-lhe uma visão além do normal, uma visão emocional, visão espiritual, quem sabe. E quando ele respondeu para Jesus: ”Que eu veja”, Cristo afirma: “Enxerga, pois, de novo. A tua fé te salvou”. Porque Jesus veio curar os cegos, mas este não é o fim e o Evangelho continua: Jesus veio para fazer algo mais importante do que aquela cura. Veja, depois de ser curado, o ex-cego passou seguir Jesus. Deus deu a ele a visão não somente para ver apenas a natureza, seus familiares e amigos, mas para ver a Deus. E ele poe-se prontamente para seguí-lo rumo a Jerusalém.

Nessa passagem do mundo terreno para o mundo celestial o escritor do Evangelho foi genial, porque ele usa da geografia para nos dizer que precisamos sair do Jericó e ir para Jerusalém celestial.

Somente a Palavra de Deus, nos Evangelhos, nos conduz à verdade. E hoje Jesus mesmo está perguntando para você: “O que você quer que Eu faça por você?”
Que você hoje possa responder esta pergunta. Amém.

 

Transcrição e Adaptação: Mariana Lazarin Gabriel


Padre Rufus Pereira


Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo