O retrato de São Paulo

Professor Felipe Aquino
Foto: Célia Grego/ Foto CN
O Papa Bento XVI tem dito em suas catequeses, toda quarta-feira, que é para nós olharmos para este gigante da fé, para o homem que é São Paulo. Quando a Igreja coloca um santo diante de nós, não é para adorarmos a imagem. A imagem representa apenas que ele é santo, é modelo de vida, viveu como Deus quis. Ser santo é fazer a vontade do Senhor. "Faça o que Deus quer e queira aquilo que Deus faz", dizia São Afonso de Ligório.

Como o santo consegue saber o que tanta gente quer, o que todo mundo pede? No céu tudo é diferente. Agora eu estou aqui e não posso estar na minha casa, mas lá no céu não existe isso. É por esse motivo que os santos ouvem todo mundo e atendem a todos pelo poder de Deus. Quando você faz um culto a um santo, você faz um culto a Deus, pois ele é santo por causa do Senhor. Nosso culto não para no santo, ele vai para Deus. A Cristo nós adoramos e aos santos nós veneramos.

Quem foi São Paulo? Este Apóstolo da Igreja nasceu onde hoje é a Turquia, na cidade de Tarso. Ele era cosmopolitano, ou seja, sabia diversas línguas. Pedro não foi aos confins da terra porque ele não sabia diversas línguas, ao contrário de Paulo. Por isso, Deus utilizou tanto desse homem. O Senhor utiliza de nossos talentos, então, se você tem facilidade em estudar línguas, química, física, estude! Jesus se utilizará disso para evangelizar.

Há muitos cristãos que acham que ser intelectual não é bom, porque isso destrói a fé. Não tenham medo da cultura, do intelecto, pois, Deus precisa disso para a evangelização. É preciso formar intelectuais do Senhor! Quem é universitário cristão, seja um profissional competente para que você use essa competência a serviço do céu, como São Paulo utilizou para evangelização do mundo. Quando este Apóstolo se converteu, percebemos a riqueza de como ele sabia da Sagrada Escritura pelas suas cartas.

Indo para Damasco, Paulo se encontrou com Jesus e Ele lhe perguntou: “Paulo, por que me persegues?” O Senhor não perguntou "Por que persegues os cristãos?”, pois, quando se persegue os cristãos, se persegue diretamente a Jesus. Foi nesse momento que Paulo se converteu. Ele pregava com tanto ardor que teve de sair de Damasco, porque começou a ser perseguido.

São Barnabé foi buscar Paulo em Tarso, então, os dois seguiram para Jerusalém a fim de se encontrarem com Pedro, Tiago e João. Embora Paulo fosse o gigante, muito mais inteligente que Pedro, ele era submisso à Igreja. Se o Cristianismo não se abrisse ao mundo pelas mãos de Paulo, de Pedro; ele seria apenas uma seita judaica.

"Não podemos ser 'evangelizadores light,' precisamos estudar o Catecismo da Igreja Católica, a Biblía, os ensinamentos de Jesus"
Foto: Célia Grego/ Foto CN

Deus fez de São Paulo o pregador dos gentios, dos pagãos. Ele foi para muitos lugares fortalecendo as comunidades. Esse homem tinha a evangelização como um fogo nas veias, e é isso que o Papa quer que nós aprendamos durante esse Ano Paulino.

Você pode pensar: "Eu não sou como São Paulo, não sei falar, não sei pregar”. Você pode, sim, meu irmão e minha irmã! O importante é ter a vontade de evangelizar, ter o encontro com Cristo como Paulo e fazer a vontade de Deus. A gente precisa aprender a ter fidelidade a Jesus Cristo dentro da nossa realidade.

Esse grande Apóstolo não escondia o Evangelho, é preciso evangelizar como Paulo, dentro da verdade. Não podemos ser 'evangelizadores light,' precisamos estudar o Catecismo da Igreja Católica, a Biblía, os ensinamentos de Jesus. Se você viver aquilo que está escrito nesses livros, estará sendo um verdadeiro católico. Não é fácil viver como Jesus quer, por isso, Ele disse que quem quiser O seguir que pegue a sua cruz e siga-O. Que o Senhor faça de nós como o fez com São Paulo, não em Roma, não em Tarso, mas aqui na nossa Igreja, na nossa paróquia.

Transcrição e adaptação: Regiane Calixto


ADQUIRA ESTA PALESTRA PELO TELEFONE (12) 3186 2600


Prof. Felipe Aquino


Doutor em engenharia mecânica, pregador e escritor

Facebook
Twitter
Blog

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo