O som do amor de Deus sobre a Terra

Padre Márcio Roberto
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com
No Evangelho de hoje, Jesus nos mostra que as obras passam, apenas o Senhor permanece para sempre. Só o amor de Deus permanece.

Hoje, no mundo, há uma inversão de valores sobre as obras, principalmente as da Igreja. Mas vejo que não são criticadas as obras que servem para a exploração da vida humana, as quais são construídas com muito dinheiro.

Nós queremos investir nas obras de Deus, no anúncio de Sua Palavra, a fim de dizer, a cada ser humano, que o Senhor o ama infinitamente. Quantos, acompanhando a vida do Evangelho, erguem sua vida de dignidade novamente!

As coisas nunca nos realizam completamente, porque só Deus é capaz de realizar alguém plenamente. A pessoa humana passa, por isso precisamos nos valer d'Aquele que não passa e anunciar que acreditamos na vida plena em Jesus Cristo.

Do nosso coração sai a voz de Quem que fala para nós, pois é d'Ele que experimentamos a graça. Deus, com Sua Palavra, nos impulsiona. Nossa existência, como obra, é para levar a Palavra aos outros. Em nome d'Ele, não podemos permitir que, quem não se sente filho de Deus, vá embora. Não queremos que muitos partam por nossa negligência, por não levarmos a Palavra a eles.

Muitos precisam da graça da confissão. Quantos podem se reerguer após a confissão e reencontrar o Senhor! A adoração a Jesus Eucarístico é outra obra da Igreja. Por meio da consagração, Jesus se faz presente. Faça a experiência pessoal com Jesus presente na Eucaristia.

"Quantos, acompanhando a vida do Evangelho, erguem sua vida de dignidade novamente."
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com

Participe do encontro com Deus, pois essas obras da Igreja nos dão testemunho de que o Senhor está presente em nossa vida.

Para você que é muito racional, faça a experiência, comece a amar os outros, faça o que a Palavra pede. Comece uma obra de perdão em sua vida. Perdoe e peça perdão aos outros.

Nenhum de nós sabe qual será nossa última hora, por isso, abracemos Jesus e iniciemos o perdão aos outros e a nós mesmos. Recomecemos o quanto antes. Temos, muitas vezes, a desculpa de deixar para depois, mas a voz de Deus chega até nós agora. Tenha a coragem de se levantar e perdoe. Saia do seu egoísmo.

Onde vai um católico, onde vai um cristão, as pessoas deveriam olhar e dizer: “Lá vai um pequeno Jesus”. O Senhor nos deu Sua vida para que pudéssemos congregar. Não há Corpo de Cristo com os membros separados. Então, a primeira oração deve ser fruto da unidade.

Quantas vezes, em nossa casa, escutamos sons que não são Palavras de Deus, que não vem do amor d'Ele! Quantas vezes falamos dos outros coisas que não são sons que vêm da boca do Senhor!

Quem de nós já não experimentou o abandono? Quem já não se sentiu impotente diante de uma situação? Jesus, na cruz, experimentou tudo isso, porque, querendo nos resgatar, assumiu a obra de salvação.

"Eu e você somos menos cristãos se não somos anúncio da Palavra de Deus."
Foto: Maria Andréa/cancaonova.com

O som que sai da cruz ecoa pelo mundo inteiro. Eu e você somos menos cristãos se não somos anúncio da Palavra de Deus. Somos chamados a dar passos concretos.

Pequenas obras podem fazer muito em nossa vida e na vida dos outros. Declare para o outro que você reza por ele, que o ama, quer estar em unidade com ele. O som do amor divino quer ecoar em nós e na humanidade inteira.

Eu quero, nessa terra, o amor pleno de Deus em minha vida. Não posso deixar que a graça passe direto pela minha vida.

Peça, hoje, ao Senhor, a graça de rezar por aqueles que precisam. Peça que Ele entre em sua casa, em sua vida. Transmita ao mundo o som do amor de Deus. Que seu ser seja o som autêntico do amor do Pai.

Transcrição e adaptação: Michelle Mimoso

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo