Obedecer primeiro a Deus antes que os homens

Padre Fabricio
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com
Quem não se aplica em colocar em prática a sua fé, acaba obedecendo a ordens de qualquer um. Aquele que escolher por não obedecer a Deus, acaba seguindo qualquer um, seja ele eleito ou não.

No Evangelho de hoje os apóstolos são presos pela segunda vez. E tudo isso porque não renunciaram a Deus, não se deixaram levar pelas ordens dos homens, mas sim pelas do Senhor.

Jesus pregou a harmonia, deixando claro que, primeiramente, devemos obedecer a Deus, pregando a harmonia de quem é temente a Ele.

Qualquer ordem dos homens que nos coloque contra o Primeiro Mandamento de Deus já é uma tentativa de estabelecer uma anarquia. Da mesma forma que o pecado da desobediência que caiu sobre Adão e Eva.

A primeira ordem vem de Deus, e sempre que somos desobedientes a ela, nós abrimos a porta da nossa vida, de nossa casa e de nossa nação para a anarquia. E quem obedece pela metade também se abre para a anarquia. O verdadeiro cristão é temeroso a Deus, por isso experimenta a Sua harmonia por inteiro. Não há como querer obedecer somente a alguns mandamentos ou aceitar apenas algumas partes da Palavra de Deus.

Muitas pessoas recorrem a outros meios para atualizar tudo aquilo que Deus nos deixou no passado. Mas se tudo o que é empregado não vai ao encontro do que foi pregado pelo Senhor, de nada adianta, pois estaremos faltando com obediência a Deus.

Assim como Pedro disse: é preciso obedecer antes a Deus, e depois aos homens. E assim como os apóstolos, precisamos dar a mesma resposta nos dias de hoje.

Vivemos em um país que estampa em sua bandeira duas palavras muito bonitas: “ordem” e “progresso”. Se levarmos essa orientação a fundo, viveremos a verdadeira harmonia apresentada a nós pelo Senhor.

"A maioria dos cristãos vive um analfabetismo religioso", exorta padre Fabrício
Foto: Wesley Almeida/cancaonova.com

Toda e qualquer iniciativa, mesmo que contenha boas propostas, se tirar Deus do centro e desfigurar o conteúdo do Magistério da Igreja será uma forma de colocar o homem no centro de tudo, desobedecendo a Deus.

Quem escolhe o caminho da desobediência está querendo moldar a Igreja ao seu modo. Mas se não for para viver a fé da forma que a Igreja ensina você já deixará de ser um cristão.

Quando Jesus trouxe toda a mudança à Sua época, Ele também trouxe plenitude, algo que todos ali já conheciam, mas não vivenciavam. Infelizmente, isso foi deixado para trás e, hoje, a maioria dos cristãos vive um analfabetismo religioso. E quando uma casa tem seu alicerce abalado, é questão de tempo para que ela venha abaixo. Mas a Igreja nos lembra que é preciso aprender novamente sobre a nossa fé, sem que nos percamos no caminho atendendo às ordens de outros.

Não podemos ceder às pressões, precisamos dizer ao mundo que, em primeiro lugar, obedecemos a Deus e depois aos homens! Voltemos ao tempo da catequese, e aprendamos o fundamental e o essencial da nossa fé, pois é ela que nos fundamenta.

 
Transcrição e adaptação: Gustavo Souza
 

Padre Fabrício Andrade


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Facebook
Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo