Os anjos nos direcionam à vontade de Deus

Tiba
Foto: Wesley Almeida

Não poderia haver uma mensagem melhor para nós nestes dias de PHN. Uma mensagem que foi direcionada por um anjo a Gedeão, num tempo em que este não tinha muito o que fazer, não tinha como lutar, porque possuía poucas armas. O anjo o visitou e lhe disse: “Coragem, valente guerreiro!”.

Todas as vezes que um anjo aparece na Bíblia, é como a presença do próprio Deus. A Palavra do Senhor está permeada de acontecimentos assim. Deus escolhe os menores, os pequeninos. Ele fez assim com Gedeão e também com a Virgem Maria. A história dos anjos com a história da salvação se misturam, confundem-se. Desde o pecado até o anúncio da salvação são marcados pela presença dos anjos. A voz deles é a voz de Deus que direciona o Seu povo.

A devoção aos anjos está um pouco esquecida, mas precisa ser retomada de forma correta. As pessoas estão sendo confundidas por satanás, que tem deturpado o sentido da palavra "anjo", querendo que as pessoas encontrem o nome de seu anjo. Não é assim que acontece! 

O valente guerreiro é aquele que não olha as condições, mas vai à luta. Deus, muitas vezes, utiliza-se das circunstâncias indesejadas para nos moldar, porque estamos cheios de nós mesmos. Quando temos o coração sensível, ouvimos a voz do Senhor nas situações mais inusitadas. Os anjos de Deus se manifestam por meio das pessoas. Muitos já alimentaram anjos, acolheram-nos sem saber, mas também muitos os desprezaram sem saber.

O Senhor fala conosco de várias maneiras. Mas como reconhecer as pessoas de Deus? Vendo como elas agem, não deixando a graça passar. Você pode estar acostumado ao conforto da sua casa e do seu carro, mas quando precisa passar por uma situação desconfortável, murmura. Deus quer que, neste encontro PHN, você faça um retiro e se aproveite dessas situações para ouvi-Lo. 

Neste dia, quero trazer para vocês a história de um anjo em especial. “Apenas saíra, Tobias encontrou um jovem de belo aspecto, equipado como para uma viagem. Sem saber que se tratava de um anjo de Deus, ele o saudou e disse-lhe: 'De onde és tu, ó bom jovem?' Ele respondeu: 'Sou israelita'. Tobias perguntou-lhe: 'Conheces, porventura, o caminho para a Média?'. Oh, muito!, respondeu-lhe ele. 'Tenho percorrido frequentemente esse caminho. Hospedei-me em casa de Gabael, nosso compatriota que habita em Ragés, na Média, cidade que está situada na montanha de Ecbátana'” (Tobias 5,1-8).

Aquele anjo ofereceu-se para cuidar de Tobias durante o caminho; porém, ele tinha um propósito muito maior que esse. Sua missão era proporcionar o encontro glorioso entre Tobias e Sara.

"A voz dos anjos é a voz de Deus que direciona Seu povo", exorta Tiba.
Foto: Wesley Almeida


“Há aqui, respondeu o anjo, um homem de tua tribo e de tua família, chamado Raguel, que tem uma filha chamada Sara; além dela não tem mais filha. Todos os seus bens te devem pertencer: mas é preciso que a recebas por mulher. Pede-a, pois, ao seu pai, e ele ta dará por mulher. Tobias replicou: Ouvi dizer que ela já teve sete maridos, e que todos morreram. Diz-se mesmo que foi um demônio que os matou, por isso eu temo que o mesmo venha a me acontecer, a mim que sou filho único, e desse modo faça descer lamentavelmente a velhice de meus pais à habitação dos mortos. O anjo respondeu-lhe: Ouve-me, e eu te mostrarei sobre quem o demônio tem poder: são os que se casam, banindo Deus de seu coração e de seu pensamento, e se entregam à sua paixão como o cavalo e o burro, que não têm entendimento: sobre estes o demônio tem poder. A nossa felicidade passa pela nossa vocação. Precisamos buscar a vontade de Deus para que sejamos felizes em nossas vidas”
 (Tobias 6,15-17). 

Imagino que, quando Tobias saiu de casa para ir ao encontro de Sara, a mãe dele deve ter chorado, deve ter se preocupado com o filho, com medo de ele não voltar. Se seu filho quiser sair de casa para realizar uma vocação, para fazer a vontade de Deus, deixe que o Senhor o conduza. É melhor ver seu filho no caminho de Deus do que em outros caminhos. Não aprisione o que não é seu.

Você, jovem, que quer descobrir o que Deus tem para você, eu lhe digo: “Não tenha medo!”. Dê um passo em direção a Jesus. Se você ouvir o Senhor lhe dizer que ele o quer em determinada vocação, não tenha medo! O caminho vocacional é justamente para isso, para você discernir sobre sua vocação. 

É terrível quando encontramos um jovem medroso que não tem coragem de dar um passo de desprendimento na vocação. Onde está esse valente guerreiro? Deus olha para você e não o vê como está hoje, mas lá na frente. O Senhor vê o que você pode se tornar. Dê abertura ao Senhor, dê os passos necessários para que você cumpra a vontade do Pai. Existem vários carismas. Se você sentir que seu lugar é na Canção Nova, não fique protelando, dê um passo e envie seu e-mail para vocacao@cancaonova.com. 

"O que Cristo reserva a você é a liberdade do céu", afirma Tiba.
Foto: Wesley Almeida

“Que nenhuma adversidade vos paralise!”, é o que nos diz o Papa Francisco. Não podemos nos amedrontar. O que Cristo nos reserva é a liberdade do céu. Jovem, você não foi feito para ser aprisionado. Seja livre para fazer a vontade do Senhor.

O pecado tem aprisionado os jovens. No grupo de oração, entregamos nossa vida a Deus, inclusive nosso namoro, mas queremos sempre ficar com um pouquinho aqui e ali. Porém, só experimenta a paz quem tem a coragem de dar tudo para o Senhor. Ele não quer nenhum outro "deus" escondido em nós. Que terrível encontrar pessoas que aprenderam a conviver com o sagrado e o profano! Pessoas que dizem amar o Senhor, mas andam divididas. Que terrível!

Como somos fragmentados, queremos viver com Deus e com os pecados. Quando a doença chega, buscamos Deus e Lhe pedimos a cura. Nós vamos à Missa, rezamos, mas quando a cura chega, vamos embora da casa do Senhor e não voltamos mais.

O Senhor pode nos pedir todas as coisas para que possamos nos lembrar que tudo pertence a Ele.

Transcrição e adaptação: Rogéria Nair

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo