Os sentimentos de Jesus

Padre José Augusto
Foto: Natalino Ueda/Cancaonova.com

Estamos diante de um grande acontecimento. Diante da Sexta-feira Santa, eu me pergunto: "Quais sentimentos estão em mim?" São Paulo nos diz que em nós devem existir os mesmos sentimentos de Cristo.

No dia 24 de dezembro, estávamos comemorando o aniversário de Jesus. E nossos sentimentos eram de alegria. Na terra existia muita alegria porque o Filho de Deus nascia.

No domingo passado, o Evangelho narrava que Jesus era aclamado como Rei, e o povo gritava com alegria: "Hosana!", mas Jesus entrava em Jerusalém com um sentimento de tristeza, porque Ele sabia que morreria.

E Judas, que acompanhava Jesus nos seus milagres? Judas trai Jesus. E Pedro, o amigo de Jesus? Nega-o na quarta-feira.

Quando Jesus sai da última ceia, Ele vai para o Monte das Oliveiras. E, ali, Jesus começa a suar sangue. Depois Jesus é preso e vive a solidão, esperando o dia amanhecer para ouvir o julgamento. Imaginemos quando Jesus ouviu a sentença dele: "Crucifique-o!" O sentimento de Cristo é de pavor, pois Ele sabia que seria morto.

Quando Pilatos envia Cristo para ser flagelado, só existe dor em Jesus. E ali o Salvador foi chicoteado. Em seu corpo muitas dores. Depois, quando Ele sobe ao Calvário há mais dor. Jesus deita sobre a cruz e os soldados sem compaixão crucificam Jesus. Agora, imagine os cravos penetrando os músculos da mão de Jesus. Quanta dor! 

"Quem conhece verdadeiramente Jesus, não O nega!", afirma padre José Augusto
Foto: Natalino Ueda/Cancaonova.com

:: Veja + fotos também no Facebook

E a Virgem Maria vê o seu filho naquelas condições. Que dor da Mãe em ver o Filho gritando! E ela suporta. Vê aqueles homens maltratando o seu Filho.

Nós estamos em um velório, porque Cristo está crucificado. As últimas palavras d'Ele foram: “Tudo está consumado”.

São Pedro, na casa de Cornélio, afirmou que Jesus passou a vida fazendo o bem… E mataram uma pessoa que somente fazia o bem! 

Precisamos ter os mesmos sentimentos de Cristo. Éramos para estar chorando neste dia! Você já viu alguém num velório com o “astral pra cima”? São Francisco subia as montanhas e gritava, chorando: "O amor não é amado!". E nós? Choramos o sacrifício de Jesus?

Livremente Jesus morreu na cruz por mim e por você. A redenção da humanidade nasceu desta forma. E hoje Jesus lhe diz: "Volte para mim!"

Uma mulher veio até a mim e disse: "Matei cinco, padre! Eu abortei". E ainda me dizia: "Eu cansei, padre!" Ela ainda disse que estava grávida novamente, mas que não iria tirar a criança, e afirmava: "O que eu fiz não tem perdão… Eu sei disso!". E eu lhe disse: "Eu tenho duas coisas para lhe dizer: a primeira é que Deus a perdoou. E a segunda é que o Céu está em festa, porque quando um pecador se arrepende o céu fica em festa!" E você? Quando voltará? 

Termino com as palavras de São Felipe Néri: "Eu prefiro o Paraíso".

Precisamos viver como cristãos, que escolhem pelo Paraiso. Cuidado para você não perder o paraíso! 

 

Transcrição e adaptação: Elcka Torres  

 

Assista a um trecho desta homilia:

 

 

 
 

Padre José Augusto


Sacerdote da Comunidade Canção Nova

Twitter

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo