Passos para a santidade

Pe. Marcos Pacheco
Foto: Wesley Almeida/CN
A Palavra do Senhor que é pano de fundo para este Acampamento de Carnaval é a de São Paulo aos Felipenses: “Alegrai-vos sempre no senhor…” Se essa é uma ordem para nós, que direito temos de entristecer o Espírito Santo?

Amados, sendo a vontade de Deus para nós, tudo concorrerá para que essa Palavra se cumpra em nossa vida. O grande milagre da alegria é uma via de mão dupla: Deus faz a sua parte, e nós precisamos fazer a nossa. Deus já fez a sua parte na Cruz, e, no que compete a nós, Deus não moverá se quer uma palha , porque o amor não impõe o amor propõe.

Quem tem a Palavra de Deus e se alimenta de Jesus eucarístico não precisa de camisinha, não precisa de pílula do dia seguinte, não precisa de nenhuma dessas porcarias. A alegria não está nisso!

Numa das homilias que tenho postado na interne todos os dias, eu falava da dureza do nosso coração e do nosso orgulho, pois nos julgamos muitos santos. Deixa eu dizer: quantos pais e mães compram uma cama de casal para a filha transar em casa, quantos pais levam os meninos para ter a sua primeira relação sexual com uma prostituta. E nós achamos que está tudo bem, estamos “numa boa”. Que vergonha!

Aquilo que verdadeiramente livrará uma mulher de uma gravidez indesejada não é a caminha, é a castidade. Põe isso na sua cabeça!

“Como filhos obedientes, não moldeis a vossa vida de acordo com as paixões de antigamente, do tempo de vossa ignorância.” (I Pedro 1, 14)

Vamos parar de olhar para o nosso passado e para os pecados de antigamente. liberte-se do seu passado! Você vai ser verdadeiramente feliz quando deixar de olhar para o passado. Não temos o direito de olhar para trás e nos tornarmos como a mulher de Jó: uma estátua de sal.

Sejamos santos, pois santidade não é ausência de pecado, santidade é luta, é disposição de uma vida nova em Deus, porque o pecado só impede a santidade quando ele se torna um projeto de vida. Quando começamos a fazer como todo mundo faz, aí sim não há lugar para a santidade, pois o nosso projeto de vida já está configurado ao projeto de pecado. Não é porque todo mundo usa caminha que eu tenho que usar, não é porque as mulheres já estão com a sua pílula na bolsa que eu também tenho que ter, isso é um projeto satânico na nossa vida. Santidade é lutar contra essas coisas, santidade é suar a camisa na luta contra o pecado.

"Santidade não é ausência de pecado, é luta contra ele"
Foto: Wesley Almeida/CN

A santidade é algo conquistado. Vou falar dos passos da santidade:
1º Passo: ser santo significa ser o melhor, para o outro. A pessoa que vive a santidade ela sempre vê a outra pessoa como aquela que precisa do meu melhor. Ser santo fora de casa é muito fácil, agora ser santo dentro na minha casa, com aquele filho que está na dependência química, com aquela filha que não corresponde ao seu sonho de pai e mãe ou ser o melhor para aquela pessoa que “não merece”… Que difícil!
2º Passo: ser servo. Lavar os pés dos outros com fez Jesus, ou seja, é ser humano – aliás, está rolando por aí um Projeto de Direitos Humanos que na verdade nunca se viu algo tão desumano. Jesus foi atrás dos piores e lavou os seus pés. A pessoa que vive a santidade ela sempre procura o outro, porque tem a consciência que é serva de todos.
3º Passo: ser santo significa ter sede de reconciliação. É aquele que tem a coragem de ir ao encontro do outro tendo ou não tendo a razão. Quem é que você precisa dar uma ligada e tomar a iniciativa de dar ou pedir perdão?
4º Passo: ser santo significa ser homem do acolhimento. Acolher significa trazer o outro para dentro do nosso coração e ser inteiro para ele. Nós temos um exemplo muito vivo aqui na Comunidade Canção Nova: monsenhor Jonas Abib. Este homem pode se encontrar com o pobre, o rico, a criança, o idoso, o bispo ou o Papa, que ele trata cada pessoa como única.
5º Passo: ser santo significa embelezar a vida do outro, a partir por exemplo de um abraço sincero. Lembro-me quando tinha visita dos pais no seminário, nós ficávamos na estrada esperando os pais chegarem. Aquela estrada de frente do seminário ficava curta quando aparecia lá no fundo o nosso pai e a nossa mãe na expectativa de dar aquele abraço. Quantas pessoas, pai, mãe e filhos não tem mais o gesto de carinho e de afeto dentro de casa. A mão do pai ou da mãe não é usada mais para abençoar e sim para apontar o erro um do outro. Que tristeza!
6º Passo: ser santo significa rezar a vida. O santo que não reza é como um padre que é ordenado mas não celebra a missa, ou seja, uma coisa sem nexo. Quanta dificuldade temos para rezar… A alma da oração se chama verdade, então, qual a tua verdade para que você reze com ela? A alma da oração é a nossa verdade e não a piedade. Deus sempre vai querer conversar conosco a partir de algo que não veio D'Ele mas que está em nós. O santo é aquele que derrama sua alma diante de Jesus.
O que verdadeiramente entristece o coração de Deus é quando nós buscamos a nossa alegria naquilo que é passageiro e mundano. Deus nos chama à santidade pois aí está a verdadeira alegria.
Transcrição e adaptação: Daniel Machado

Acompanhe as pregações pelo twitter @cancaonova e
retuite a mensagem que mais falar ao seu coração.

Evite nomes e testemunhos muito explícitos, pois o seu comentário pode ser visto por pessoas conhecidas.

↑ topo